FOTO CAPA

VÁRZEA

Postado às 19h24 desta sexta-feira, 2 de agosto de 2013
O Santos sofreu a maior goleada dos seus últimos 58 anos. De forma humilhante, o alvinegro da Vila que já parou a guerra, que teve o maior ataque que o planeta já conheceu, levou de 8 a 0 do Barcelona no estádio Camp Nou.

Um dos maiores vencedores do futebol mundial com dois títulos, três libertadores, oito campeonatos brasileiros e que revelou o atleta do século - Pelé, foi a campo na Espanha, se apequenou, e sem vibração alguma, fez o torcedor passar por uma humilhação inesquecível, que o mundo assistiu. 

É inadmissível, um time que disputa a primeira divisão do Campeonato Brasileiro, futebol, que é o maior vencedor de Copas do Mundo na história, sofrer uma goleada no melhor estilo Naviraiense e Taiti.

Parabéns a todos os envolvidos, aos “jênios” que marcaram esses amistosos após a negociação com Neymar. Brincaram e mancharam a história centenária do Santos Futebol Clube.

O que se viu durante o massacre foi uma equipe que nem como sparring serviu para o adversário. Foi  a maior goleada na história do torneio.

Pela primeira vez na história desse blog (desde 2008), não farei a avaliação individual dos atletas. Se ainda assim o fizesse, seriam notas ZERO para todos- atletas, comissão técnica e principalmente ao comitê gestor.

Minutos após o encerramento da partida a Vila Belmiro estava pichada.

FICHA TÉCNICA
BARCELONA 8 X 0 SANTOS
Local: Camp Nou, Catalunha (ESP)
Árbitro: Xavier Fernandez 
Cartões amarelos: Adriano (BAR) e Victor Andrade (SAN)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Messi (7'/1ºT), Léo, contra (11'/1ºT), Sánchez (21'/1ºT), Pedro (28'/1ºT), Fábregas (7' e 22'/2ºT), Adriano (29'/2ºT) e Dongou (37'/2ºT)

BARCELONA: Valdés (Pinto-intervalo); Daniel Alves (Montoya-intervalo), Mascherano (Bagnack 32'/2ºT), Piqué (Marc Batra-intervalo) e Jordi Alba (Adriano-intervalo); Busquets (Song-intervalo), Xavi (Fábregas-intervalo), Iniesta (Sergi Roberto-intervalo); Messi (Dongou 15'/2ºT), Pedro (Neymar-Intervalo) e Alexis Sánches (Dani Nieto 28'/2ºT). Técnico: Tata Martino

SANTOS: Aranha (Vladimir-intervalo); Galhardo (Cicinho-intervalo), Edu Dracena, Durval (Gustavo Henrique-intervalo) e Léo (Mena-intervalo); Arouca (Alan Santos 15'/2ºT), Cícero, Leandrinho (Léo Cittadini-intervalo) e Montillo (Pedro Castro 31'/2ºT); Neilton (Giva-intervalo/Gabriel, aos 31'2ºT) e Thiago Ribeiro.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by