FOTO CAPA

EXCLUSIVO: PRÓXIMOS DE UM ACORDO


 
Postado às 13h56 desta sexta-feira, 7 de Maio de 2013
O técnico Muricy Ramalho está próximo de um acordo com a direção santista, e com isso, vai receber apenas um percentual que tinha direito da multa, em razão da decisão do Comitê Gestor do Santos em demiti-lo do comando técnico do Peixe. 

O blog apurou de fontes seguras que o ex-treinador do clube pretende abrir mão de receber o valor integral da multa, estipulada em aproximadamente R$ 4 milhões. Os dirigentes santistas ofereceram pouco mais de R$ 2 milhões, quantia que o treinador afirmou verbalmente que aceita e vai receber de forma parcelada.

Este espaço apurou também que o staff do treinador aguarda os termos que serão redigidos e encaminhados pelo departamento jurídico do Santos, para que Muricy possa assinar a rescisão de contrato.

Tentamos manter contato com o treinador e seu procurador (Márcio Rivellino), para obter a confirmação da informação, mas as ligações para ambos não foram atendidas.


 Além de Montillo, Felipe Anderson fora

O meia Felipe Anderson está fora do confronto contra o Atlético/MG, na quarta-feira (12), no Estádio da Vila Belmiro. O jogador se submeteu a exames após a partida da última quarta-feira (5), contra o Criciúma/SC, e os mesmos apontaram uma lesão no ligamento fibulotalar (tornozelo) direito.

Além de Felipe Anderson, o meia Montillo que substituirá Messi no primeiro de dois jogos que a Seleção Argentina vai fazer pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, também desfalcará o Peixe na última partida antes da paralisação do Campeonato Brasileiro em razão da Copa das Confederações de Seleções.

ONG critica CG

A “Santos Vivo”, ONG (organização não governamental) que tem por finalidade o aprimoramento da instituição Santos Futebol Clube, publicou através das redes sociais, carta aberta aos associados, torcedores e simpatizantes, com severas criticas ao Comitê de gestão (formado por nove alvinegros) que administra o clube.
“O que a A ONG Santos Vivo não pode aceitar, sob pena de nítido estelionato eleitoral, é o golpe branco, o isolamento do presidente e vice no cômputo de votos de um Comitê composto por pessoas que não foram sufragadas pelos associados, que eram de sua inteira confiança e que, por um ou outro motivo, já não são mais” diz um dos parágrafos do manifesto.
O manifesto também pede providências urgentes do presidente do clube, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, para que ele promova substituições entre os atuais membros do CG (Comitê de Gestão) e solicita ao Conselho Deliberativo que aprove, caso as mesmas efetivamente venham a acontecer:
"Instamos a que o presidente do clube rompa o imobilismo e recomponha seu Comitê de Gestão, a bem da governabilidade do clube, e com a urgência que o assunto demanda, excluindo aqueles que agora destoam da unidade existente quando de sua indicação, e nomeando outros conselheiros que se afinem com o planejamento, com os compromissos e com as promessas de sua campanha.

Instamos a que o Conselho Deliberativo, sem qualquer óbice à governabilidade, acate qualquer pedido nesse sentido, para que o clube atravesse essa turbulência momentânea, e possa viver novos períodos de tranquilidade e de eficiência, tanto administrativa, quanto esportiva, que é a razão última de sua existência",
relata outro trecho da carta aberta.




 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by