FOTO CAPA

FIM DO SONHO DO TETRA

Postado As 20h57 deste domingo, 19 de Maio de 2013

Deu a lógica. A tragédia anunciada aconteceu e um time que vive há dois anos da individualidade, principalmente de Neymar, não foi páreo para um adversário melhor organizado como equipe, com padrão tático definido, aldo desaparecido no time de Vila Belmiro. O Sonho do Tetra campeonato parou no empate em 1 a 1 e o rival SCCP ficou com o título paulista de 2013. Cícero marcou para a equipe praiana e Danilo empatou para o time mosqueteiro.

Apesar do Santos ter saído a frente no placar, o time de Parque São Jorge não correu riscos de ter a sua conquista ameaçada. Aliás, foi muito mais time durante os 180 minutos da decisão.

É duro escrever isso, mas o alvinegro da Vila Belmiro quase parou no “poderoso” Palmeiras nas quartas de final. Avançou a decisão, graças as defesas de Rafael nas cobranças de pênaltis, após jogar mal contra o Mogi-Mirim. 

Não sou o dono da verdade, mas da mesma maneira que não sou o cidadão mais inteligente e que mais sabe de futebol no planeta, não sou imbecil, trabalho no futebol há quase 17 anos, e creio que é o momento do Comitê de Gestão do clube rever a relação custo-benefício com a comissão técnica. Antes, o treinador reclamava que não tinha material humano, nesse campeonato chegaram sete reforços, com no mínimo três ótimos jogadores, e nem assim, o Santos teve um time.

Agora é pensar e planejar o futuro, pois se nada for feito, o sonho de voltar a disputar a Libertadores no ano que vem, vai ficar (de novo) no meio do caminho. Com a eminente saída de Neymar, o futuro que se vê para o time de Vila Belmiro, não é nem um pouco animador.

Com a palavra, a atual diretoria, que teve como lema: “O Santos pode mais”. Eu também acho que pode, mas medidas mais firmes e fortes precisam ser feitas, para ontem. 


FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 1 SCCP
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 19 de maio de 2013 (domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima
Cartões amarelos:Renê Júnior, Arouca (Santos); Fábio Santos, Edenílson, Cássio(Corinthians)
Público: 14.740 pessoas 
Renda: R$ 876.000,00
Gols: Cícero, aos 26 minutos do primeiro tempo e Danilo, aos 28 minutos do primeiro tempo
SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior (Patito Rodríguez), Arouca, Cícero e Felipe Anderson; Neymar e André (Miralles)
Técnico: Muricy Ramalho
SCCP: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Romarinho (Alexandre Pato), Danilo e Emerson (Edenílson); Guerrero (Douglas)
Técnico: Tite

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 
Rafael: Evitou o pior - 7,5
Bruno Peres: Não apoiou e marcou mal - 4,5 
Edu Dracena: Levou a melhor sobre Paolo Guerrero -6,5
Durval: Participação importante ao dar assistência para o gol de Cícero - 6,0 
Léo: Se esforçou. Sofreu com Romarinho - 5,5  
Renê Júnior: Ótimo na marcação, como de costume - 6,0
(Patito Rodríguez): Pouco acrescentou - 5,0
Arouca: Correu muito, mas novamente sacrificado no esquema de Muricy Ramalho. Caiu assustadoramente de produção - 5,0 
Cícero: Um dos poucos que tentou dividir a responsabilidade com Neymar. Ah, se ele jogasse o que jogou hoje no jogo passado - 7,0 
Felipe Anderson: Teve duas ótimas chances no primeiro tempo. Sumiu na etapa complementar- 5,0 
Neymar: Chamou o jogo pra si, mas é dificil tabelar com determinados jogadores que jogam do meio para frente do Santos - 7,0 
André: Ficou preso entre os zagueiros. Não justifica o investimento do Santos para seu retorno. - 4,0 
(Miralles): Também pouco acrescentou. Tem poucas qualidades técnicas. Só funciona se tiver muito bem fisicamente - 5,0
Técnico Muricy Ramalho: Não conseguiu montar uma equipe com padrão de jogo ao longo da competição - 4,5


Curta a Fan Page do blog:


           

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by