FOTO CAPA

OS DONOS DA VERDADE

Postado às 13h41 desta terça-feira, 30 de abril de 2013
Se tem algo que tenho ojeriza é falar de colega de profissão, mas tudo na vida tem limites. Nesta segunda-feira (29), assisti parte do “Bem Amigos” do canal fechado Sportv e perdoem-me a sinceridade, mas foi impossível acompanhar o programa inteiro. Minha inteligência ( que não é maior, nem menor que a de ninguém) não me permitiu.

Achei extremamente constrangedor, ver mentes dignas do Brasil colonial, como as do técnico Parreira (que esquece que estamos no século 21 e fala da conquista de 94 como o maior exemplo para a Copa de 2014), a do também ex-técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes e do ex-jogador de futebol Ronaldo, implorando, suplicando aos céus, fazendo campanha pública para que o jogador Neymar deixe o Santos FC e vá jogar no Velho Continente.

Não vou nem citar que esse é o modelo pseudo-jornalismo dono da verdade. Só não observa quem não quer, mas alguns desses que citei, usam de forma subliminar a camisa de outro alvinegro por baixo de suas roupas e deixam a emoção falar acima da razão. Por que o senhor Ronaldo e o distinto Mano Menezes não pedem por exemplo, que o “craque” Paulinho vá jogar na Europa? Por que os mesmos defenderam o retorno de Alexandre Pato do Milan (da Itália, na Europa) para o time da marginal sem número?

A única voz contrária no programa supracitado e na minha opinião, a única lúcida, foi a do comentarista Alberto Helena Junior que disparou, sem papas na língua, contra Galvão Bueno e Walter Casagrande, acusando-os de criticas em excesso, durante a maior parte do período em que o camisa 11 do Santos FC e da Seleção Brasileira esteve em campo e pasmem, mesmo a jóia tendo marcado dois gols nos 45 minutos iniciais em que ele participou do amistoso do Brasil contra a Bolívia, em Santa Cruz de la Sierra, há algumas semanas.

Nos jogos da Seleção Brasileira, os responsáveis pela transmissão da TV Globo, principalmente o seu locutor, que já foi interpelado pelo ex-zagueiro da mesma Seleção Brasileira há alguns anos, Roque Junior, após um caminhão de criticas exageradas por parte do número um da transmissão esportiva da emissora carioca; não perdem a oportunidade de achincalhar o talento do maior jogador em atividade nas Américas. Basta uma queda no gramado, ou até mesmo um drible no meio campo para a corneta global soar em voz e tom nada simpáticos. Não há nem mesmo um revezamento para essas criticas. Ronaldo Gaúcho, meia do Atlético/MG, por exemplo, mesmo quando não está bem, como no último amistoso da Seleção contra o Chile, não recebe a mesma e intensa chuva de reclamações.

Pergunto-lhes, qual foi o último grande trabalho de Carlos Alberto Parreira? Há quanto tempo foi? E Mano Menezes. Ele convenceu sobre algumas convocações no mínimo estranhas, sendo contestado por parte da imprensa por ter ligações com um determinado empresário de futebol? Qual o cabedal desses “dinossauros da bola” para bradar com tanta convicção de que a ida de Neymar para a Europa tem de acontecer pra ontem, para o bem do garoto e do futebol nacional? 


Esses que eu citei e alguns outros incoerentes criaram uma tese de que o jogador brasileiro precisa ir para a Europa a fim de desenvolver seu futebol. A atitude do presidente do Santos FC, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro e seus pares, que seguraram o atleta no país e o clube corre um sério risco de ficar ao fim do seu contrato, sem nenhum mísero centavo sobre os direitos econômicos de Neymar, ninguém aplaude? Que teoria é essa que nossos astros tem de brilhar lá fora e não aqui perante o seu público?

Tem até veículo de comunicação que fala e escreve para a grande massa que está se tornado especialista em criar polêmicas desnecessárias envolvendo o nome de Neymar. Qualquer asno ou insignificante ser que critique o ídolo santista e brasileiro, vira motivos de capas, manchetes e outros, desses periódicos. O país carece de ídolos e quando aparece são grosseiramente maltratados, como o jogador do Peixe. 

Sem querer ser o advogado do coisa ruim, não quero estar na pele de Neymar, se o Brasil não conquistar o próximo Mundial. Como já escrevi aqui mesmo nesse espaço, ele será crucificado como o novo Barbosa (eleito o grande culpado pela perda da Copa de 1950).

E como bem disse meu seguidor no twitter Alon Feuerwerker, pior é que o jornalismo vai atrás…


Alan Santos com lesão grau 1

O volante Alan Santos passou por exame de ressonância magnética nesta segunda-feira (29) e ficou constatado que o jogador teve uma lesão de grau 1 no músculo posterior da coxa esquerda.

O atleta foi substituído no segundo tempo do clássico contra o Palmeiras, justamente por estar com um incômodo na coxa esquerda. O jovem, que atuou como lateral direito no último sábado (27), já iniciou o trabalho de fisioterapia nesta segunda-feira (29), no Cepraf do CT Rei Pelé.

O blog manteve contato com um especialista em medicina esportiva e o mesmo disse-nos que o jogador precisa de repouso e não deve atuar de sete a 10 dias.

Em compensação, o lateral-direito Rafael Galhardo se reapresentou e voltou a treinar com o restante do elenco.O ala esteve afastado durante a última semana em razão do falecimento de forma precoce do seu irmão, Marcos Galhardo.

Robert em Cubatão
Assista no vídeo acima a visita do ex-jogador de Santos  e Seleção Brasileira em minha cidade natal.

Curta a Fan Page do blog:




 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by