FOTO CAPA

LISCA ESTREIA COM EMPATE SEM GOLS

Publicado às 21:57 deste domingo, 24 de julho de 2022


(*) Por Pedro La Rocca

Em partida marcada pela estréia do técnico Lisca, o Santos empata em 0x0 com o Fortaleza, na noite deste domingo (26). O Peixe encerra o primeiro turno do Brasileirão levando um ponto na bagagem, terminando esta fase com 26 pontos. 

Conforme informou o Blog do Ademir Quintino, o Peixe contratou o técnico Lisca, que estreoou no empate desta 19ª rodada. O técnico chega com a missão de aumentar a qualidade em certas situações da partida, algo que foi levemente vísivel em sua estreia.

Desde o princípio, a proposta Santista era clara. Não sofrer defensivamente era prioridade e no ataque, sair com verticalidade.

O Alvinegro mostrou organização tática, porém precisava ter a bola e aprimorar a qualidade técnica. Ao mesmo tempo que a proposta defensiva era bem cumprida, a ofensiva era inexistente, pois não estava bem tecnicamente para fazer transições rápidas.

O primeiro lance de perigo Santista, veio aos 29 minutos, após saída em contra-ataque e chute de Felipe Jonathan, que finaliza por cima do gol de Marcelo Boeck. 

O primeiro tempo da Era Lisca demonstrou uma equipe que evoluiu taticamente, porém precisava agredir o adversário de alguma forma. Além disso, o Peixe precisava refinar mais o passe, apenas 73% de aproveitamento nos 45 minutos iniciais.

Ainda que na segunda etapa, o aproveitamento no passe tenha caído para 70%, o time já mostrava que podia levar mais dor de cabeça à defesa adversária. O número de finalizações cresceu de quatro para sete, sendo que boa parte levou perigo.

A entrada do Lucas Barbosa, de meia, deu mais verticalidade ao Santos, assim como a entrada do Ângelo, que voltou a jogar bem.

Para um começo de trabalho, é possível tirar alguns pontos positivos deste empate contra o lanterna da competição. Organização defensiva, algo que o Santos não demonstrou nos últimos jogos. Verticalidade, em especial no segundo tempo.

Com um refinamento maior na parte técnica, aproveitando melhor as oportunidades, o Peixe poderia ter saído com três pontos importantíssimos da partida.

Na próxima segunda (01), o Santos recebe o Fluminense, na Vila Belmiro, em partida válida pela 20ª rodada do nacional.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 0 X 0 SANTOS

Competição: Campeonato Brasileiro, 19ª rodada

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA)

Cartões amarelos: Marcelo Benevenuto, Juninho Capixaba, Lucas Crispim Thiago Galhardo (Fortaleza); Eduardo Bauermann, Rodrigo Fernández, Marcos Leonardo e Ângelo (Santos)

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Brítez, Marcelo Benevenuto, Titi; Lucas Crispim (Robson), Ronald, Matheus Jussa (Lucas Sasha) e Juninho Capixaba; Moisés (Depietri), Romarinho (Fabrício) e Silvio Romero (Thiago Galhardo)
Técnico: Juan Vojvoda

SANTOS: João Paulo; Madson, Alex Nascimento, Bauermann e Felipe Jonatan; Rodrigo Fernández (Vinícius Balieiro), Camacho e Bruno Oliveira (Lucas Barbosa); Lucas Braga, Marcos Leonardo (Bryan Angulo) e Léo Baptistão (Ângelo).
Técnico: Lisca

Lisca empata em sua estreia no comando Santista

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo - Quando foi exigido, foi bem. - 6,0

Madson - Limitado tecnicamente e não foi eficiente na defesa. - 4,0

Bauermann - Mais uma boa partida do zagueiro, que foi seguro defensivamente. - 6,5

Alex - Em sua reestreia com a camisa do Peixe, foi bem. - 6,5

Felipe Jonathan - Não sofreu na marcação. Tecnicamente, foi regular. - 6,0

Fernández - Partida voltada à marcação. - 5,5

Camacho - Bem no acerto de passes (80%), em equipe que foi mal no quesito, porém precisa ser mais ágil com a bola. - 5,5

Bruno Oliveira - Pouca participação ativa na partida. Ainda não está pronto para ser titular. - 5,0

Baptistão - Muito preso na ideia de jogadas de velocidade, onde não foi efetivo. - 5,0

Lucas Braga - Desafogo nos ataques do Santos. Com jogadas mais direcionadas ao gol, tende a crescer seu futebol. - 6,5 

Marcos Leonardo - Teve muitas oportunidades, das quais não aproveitou. - 5,5

Barbosa - Entrou bem na meia. Melhorou a transição ofensiva do Peixe. - 6,5

Ângelo - Também melhorou a transição, porém ainda peca no último passe. - 5,5

Balieiro - Taticamente fez sua função. - 5,5

Angulo - SEM NOTA

(*) Pedro La Rocca - Estudante de jornalismo e comentarista na Web Rádio Piabanha



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by