FOTO CAPA

SANTOS JOGA BEM E MAIS UMA VEZ É OPERADO PELA ARBITRAGEM

Publicado às 01:03 desta quarta-feira, 08 de junho de 2022

(*) Por Pedro La Rocca

Pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos recebeu o Internacional, na noite desta quarta-feira (8). Com gols de Lucas Braga, do Santos e Bruno Méndez, do Inter, cada equipe leva 1 ponto para casa, após o empate em 1x1. Já é a quinta partida seguida do Santos sem vitória.

O treinador Fabián Bustos teve de fazer algumas mudanças para a partida, já que não pode contar com Jhohan Julio, lesionado (Informação de última hora dada pelo Blog do ADEMIR QUINTINO, no Twitter) e Marcos Leonado, convocado para a Seleção Brasileira Sub-20. Angulo e Goulart foram os titulares.

Muito desligado no começo da partida, o Peixe deixava o adversário desfilar em campo, obrigando João Paulo a salvar desde o princípio, com 2 defesas cruciais em cruzamento de Alan Patrick e finalização do mesmo.

Depois o Santos resolveu acordar para o jogo e foi mais ativo no ataque, obrigando o goleiro Daniel a fazer importantes defesas e alguns lances de perigo, até conseguir um gol aos 30 minutos.

Após ótimo cruzamento de Lucas Pires, Bauermann cabeceia para dentro do gol, porém após péssima análise do VAR, o gol foi anulado. O zagueiro Santista estava na mesma linha do adversário. Um gol que seria crucial para uma possível vitória, é equivocadamente anulado.

Depois do gol anulado, o Santos ainda criou algumas oportunidades até o final da primeira etapa, prova disso foi mais um gol perdido pelo Angulo, onde o atacante não está preparado para chegada da bola e acaba batendo em seu ombro, triscando o travessão e saindo para tiro de meta.

No início do segundo tempo, o Santos novamente entra desligado e obriga o João Paulo a fazer novas grandes defesas. Isso fez o Bustos acordar e fazer mudanças na equipe.

Lucas Barbosa e Rwan entraram e Angulo e Goulart saíram. 3 minutos depois Bruno Oliveira entra na vaga de Léo Baptistão (lesão muscular). As 3 mudanças deixaram a equipe mais leve, o que fez o Santos ser mais presente no campo de ataque, com jogadas mais rápidas.

Quando aos 18 minutos do segundo tempo, Lucas Braga recebe lindo passe do Bruno Oliveira, dribla o goleiro e finaliza para dentro do gol. O assistente havia marcado impedimento do ataque Santista, mas o VAR confirmou o gol.

Um Santos mais presente no ataque, gerou muito espaço para os ataques do Internacional. A recomposição defensiva foi um dos pontos negativos do Santos na partida. Aos 26 minutos do segundo tempo, Bruno Méndez empata para os gaúchos.

Após Madson tomar drible infantil e a bola pipocar na área Santista, Bruno Méndez teve a chance da sobra e aproveitou. A falha não foi só do lateral Santista, mas também de toda defesa, que não afastou a bola como deveria e o uruguaio não perdoou.

O gol de empate do adversário, abalou o psicológico dos Santistas que fizeram os 20 minutos finais bem abaixo, em relação ao resto da partida, perderam o gás que se viu no meio da segunda etapa.

O jogo evidenciou que, um Santos leve, que dá espaço para os garotos, é muito mais ativo do que os que tem maior capacidade física, que não possuem intensidade. Um ponto importante para o Bustos repensar, deixando sempre claro que, no Santos, a garotada deve ser prioridade.

Por mais que tiveram alguns momentos de desatenção, o Peixe fez um jogo de razoável para bom, porém é prejudicado mais uma vez pelo VAR. A pergunta que fica, é: Até quando pontos serão perdidos por erros de arbitragem? São pontos que certamente farão falta ao final da competição.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X 1 INTERNACIONAL

Competição: Campeonato Brasileiro, 10ª rodada

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)

Cartões amarelos: Madson, Rodrigo Fernández (Santos); Edenilson (Inter)

GOLS: Lucas Braga, aos 18 do 2ºT (Santos); Bruno Méndez, aos 25 do 2ºT (Inter)

SANTOS: João Paulo; Madson, Maicon, Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Zanocelo e Goulart (Lucas Barbosa); Jojhan Lucas Braga, Angulo (Rwan) e Léo Baptistão (Bruno Oliveira). Técnico: Fabián Bustos.

INTER: Daniel; Bustos (Bruno Méndez), Vitão, Mercado e Renê; Gabriel, Edenilson (Maurício), Carlos de Pena e Alan Patrick (Taílson); David (Alemão) e Pedro Henrique (Dourado). Técnico: Mano Menezes.

Arbitragem é decisiva no resultado da partida, prejudicando o Peixe

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo - Salvou mais uma vez. Fez importantes defesas que evitaram uma possível derrota. - 7,5

Madson - Defensivamente mal. Atacando pouco ajudou. Tomou um drible infantil no gol do adversário. - 5,0

Maicon - Seguro. É um pouco pesado, porém compensa com bom posicionamento. - 6,0

Bauermann - Boa partida do zagueiro, que mostrou evolução. Marcou o gol mal anulado. - 6,5

Lucas Pires - Abalado fisicamente, perdeu um pouco da ótima explosão. Vem de partidas regulares. Bonito passe para o gol mal anulado. - 6,0

Fernández - Partida mais apagada do volante. - 5,5

Zanocelo - Não foi bem. Não estava dando a dinâmica ofensiva necessária para a equipe - 5,5

Goulart - Não foi mal, porém ainda se espera mais do Camisa 10 - 5,5

Baptistão - Mais uma vez bem. Fez boas jogadas individuais e dá muita movimentação para o time. - 7,5

Lucas Braga - Bela partida do camisa 30. Driblou, foi muito vertical e achou um belo espaço na defesa adversária para fazer o gol do Peixe. - 8,0

Angulo - Muito desligado da partida, muito mal posicionado. Não consegue jogar bem o equatoriano. - 4,5

Lucas Barbosa - Deu movimentação para a equipe quando entrou. Pode ser mais presente nas jogadas. - 6,0

Rwan - Como 9 de área não foi alimentado e precisou sair mais para participar. - 6,0

Bruno Oliveira - Assistência para o gol. Dá muita dinâmica ao meio campo. Merece mais oportunidades. - 7,5

Sandry - SEM NOTA

Pirani - SEM NOTA

(*) Pedro La Rocca - Estudante de jornalismo e comentarista na Web Rádio Piabanha e Web Rádio Papo Aberto.


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by