FOTO CAPA

PEIXE SE SUPERA E CONSEGUE EMPATE COM UM A MENOS

Publicado às 22:41 deste sábado, 11 de junho de 2022

(*) Por Pedro La Rocca

Neste sábado (11), o Santos foi à Belo Horizonte-MG enfrentar o Atlético Mineiro. Em partida válida pela 11ª rodada do Brasileirão, cada equipe sai com 1 ponto cada, após empate em 1x1. Sávio abriu o placar para os Mineiros e Rwan, de penâlti, empatou para o peixe.

O Peixe tinha alguns desfalques para este jogo, entre eles Kaiky e Marcos Leonardo (Seleção Brasileira Sub-20), além do Léo Baptistão (Lesionado) e Jhohan Julio (Recuperação física). Angulo, Rwan e Lucas Braga ganharam oportunidade como titular.

A partida inicia muito desfavorável ao Santos, que mesmo com linhas baixas de marcação, dava muitos espaços ao adversário. Aos 6 minutos, o Atlético-MG abre o placar após Madson dar muito espaço para jogada do Keno e Lucas Pires não acompanhar a passagem do Sávio, nas suas costas. Gol a partir de falha individual defensiva do Peixe.

Aos 13 minutos, Madson sai lesionado, dando lugar ao Auro. Uma mudança que surtiu efeito, tendo em vista a ausência do Keno no resto da partida. Desejamos rápida recuperação ao jogador, mas a entrada de seu substituto foi essencial defensivamente.

Após o gol, o Santos até esboçou uma possível reação e acertou o travessão após cabeçada do Bauermann. A partir disso, foi o resto do primeiro tempo a favor do time da casa, que deu muito trabalho à defesa Santista, que foi muito exigida, principalmente pelos poucos ataques do Peixe.

No segundo tempo, algumas coisas mudam. A postura já é visivelmente outra. Aos 15 minutos, Lucas Pires é justamente expulso após fazer falta, sendo o último homem da defesa Santista. A partir da expulsão, entram Felipe Jonathan, que entrou bem, e Ângelo, que foi fator principal para reação do Peixe (Saíram Angulo e Zanocelo).

Além deles, entraram Camacho e Bruno Oliveira (Saíram Lucas Braga e Fernández). A entrada do Bruno também foi crucial para mudança de postura. Como já vínhamos falando, o Bruno coloca muita dinâmica ao time, principalmente para fazer passes verticais.

O Peixe começou a criar mais chances, porque era agressivo e, mais do que isso, era protagonista da partida, o Santos começa a controlar as ações da partida, seja com ou sem a bola. O prêmio veio aos 39 minutos. Rwan marca após penâlti marcado em cima do Bauermann, para empatar a partida.

O Peixe teve chance de virar o jogo, bola na trave, o goleiro adversário fez grandes defesas. Mais uma vez, o Santos é melhor na partida com a entrada de jogadores leves e verticais. Mais um jogo para o Bustos perceber a ótima qualidade técnica que pode colocar em campo.

Empate contra um dos candidatos ao título, muito bom. Melhor do que isso, a partida mostra que o Ângelo é muito importante, assim como o Bruno Oliveira. Ambos deram verticalidade à equipe. Algo a se pensar para as próximas partidas, que deu certo nessa partida, o Santos protagonista em campo, não tem para ninguém.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 X 1 SANTOS

Competição: Campeonato Brasileiro, 11ª rodada

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Marcelo de Lima Henriquec (CE)

Cartões amarelos: Guilherme Arana, Allan, Jair (Atlético-MG); Ângelo (Santos)

Cartão vermelho: Lucas Pires (Santos)

Gol: Sávio, aos 5 do 1ºT (Atlético-MG); Rwan, aos 39 do 2ºT (Santos)

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga, Júnior Alonso, Réver e Arana; Allan, Jair e Nacho; Keno, Sávio (Ademir) e Hulk.

Técnico: Antonio 'Turco' Mohamed

SANTOS: João Paulo, Madson, Maicon, Bauermann, Lucas Pires, Rodrigo Fernández (Camacho), Sandry, Zanocelo (Ângelo), Rwan, Angulo (Felipe Jonatan) e Lucas Braga (Bruno Oliveira).

Técnico: Fabián Bustos

Dupla de Meninos da Vila foi essencial no empate

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo - Sem culpa no gol. Fez boas defesas para salvar. - 6,5

Madson - SEM NOTA

Maicon - Boa partida dele. Essencial para parar o forte corredor central do adversário. - 7,0

Bauermann - Assim como o Maicon, fez grande partida. Leitura de jogo perfeita. - 7,0

Lucas Pires - Não foi bem. Expulsão, falhou no gol. Precisa voltar ao ritmo do começo da competição - 4,5

Fernández - Se preocupou mais em parar o ataque adversário. Foi bem nesse sentido. - 6,0

Sandry - Precisa ser mais rápido com a bola, mas sua qualidade técnica é impressionante. Boa partida. - 6,5

Zanocelo - Regular. Pode ser mais presente no campo ofensivo. -6,0

Rwan - Autor do gol, foi o melhor do Peixe. Precisa ser o reserva imediato entre os centroavantes. - 7,5

Angulo - Não acompanha o ritmo da equipe. - 4,0

Lucas Braga - Podia ter atacado mais as costas da defesa adversária. Menos participativo nessa partida. - 5,5

Auro - Mostra evolução que, se for contínua, é titular. - 6,0

Felipe Jonathan - Defensivamente bem. Cumpriu o papel atribuído a ele. Salvou uma bola em cima da linha. - 6,5

Ângelo - Mais um raio da Vila. Muda o time de patamar, jogando com verticalidade e, mais importante, alegria. - 7,0

Bruno Oliveira -  Coloca outra dinâmica ofensiva à equipe. Pode ganhar chance como titular, pela ausência de alguns jogadores. - 7,0

Camacho - SEM NOTA

(*) Pedro La Rocca - Estudante de jornalismo e comentarista na Web Rádio Piabanha e Web Rádio Papo Aberto.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by