FOTO CAPA

DECISÕES ERRADAS CUSTAM CARO

Publicado às 20:20 deste domingo, 29 de maio de 2022

(*) Por Pedro La Rocca

Neste domingo (29), o Santos enfrentou o Palmeiras, na Vila Belmiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Com gol de Gustavo Gómez, aos 35 minutos da segunda etapa, o Peixe saiu derrotado por 1x0 no clássico. 

O técnico Fabián Bustos entrou com força máxima no clássico, como vem fazendo no Brasileirão. Sua única mudança foi a inserção do Sandry no time titular, para saída do camisa 10, Ricardo Goulart.

Essa mudança, fez com que a equipe ganhasse um toque a mais de intensidade. E além disso, com o trio de volantes, conseguiu conter o meio de campo rival, com superioridade em alguns momentos.

O Peixe, que entrou com uma intensidade maior do que nas últimas partidas, estava conseguindo chegar com qualidade ao gol adversário, obrigando o goleiro Marcelo Lomba a trabalhar.

Quando aos 41 minutos da primeira etapa, Marcos Leonardo abre o placar, porém o gol é anulado após o VAR detectar uma falta de Léo Baptistão em Zé Rafael.

Estávamos diante de uma partida, onde tínhamos certa superioridade em relação ao rival, porém o Santos perdia lances para si mesmo, com tomada de decisões precipitadas, ou com erro daquele crucial último passe.

O jogo começa a desandar para o lado Santista, quando o Bustos é muito infeliz nas substituições. Tira Jhohan Julio, justamente, porém coloca Ricardo Goulart, tirando a intensidade da equipe. Na segunda oportunidade de troca, o argentino tira Baptistão e M. Leonardo, os dois melhores do Peixe.

Com falta de intensidade na primeira linha de marcação, o adversário começou a criar muito espaço, conseguindo uma penalidade máxima aos 23 minutos da segunda etapa, após revisão no VAR. Cobrado por Raphael Veiga, que finaliza na trave. Seria um recomeço para a equipe.

Porém, 12 minutos depois, aos 35 do segundo tempo, escanteio cobrado, Gustavo Gómez cabeceia e, com desvio, a bola entra, sem chances para João Paulo.

Chega a ser impressionante que, há alguns jogos, o Santos perde para si mesmo, seja por substituições erradas, lances de ataque perdidos, jogadores em posição errada. O Bustos tem a partida na mão dele para fazer ótimo jogo, como vinha fazendo, mas se equivoca em várias decisões no decorrer do embate.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 X 1 PALMEIRAS

Competição: Campeonato Brasileiro, oitava rodada

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA/SP)

Cartões amarelos: Rodrigo Fernández, João Paulo e Bruno Oliveira (Santos); Gabriel Menino (Palmeiras)

Gols: Gustavo Gómez (34'/2T)

SANTOSJoão Paulo; Madson, Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández , Sandry (Bruno Oliveira), Vinicius Zanocelo (Lucas Braga) e Jhojan Julio (Ricardo Goulart); Léo Baptistão (Angulo) e Marcos Leonardo (Rwan). Técnico: Fabián Bustos. IO

PALMEIRAS: Marcelo Lomba; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo (Naves) e Jorge; Gabriel Menino (Fabinho), Zé Rafael e Raphael Veiga (Atuesta); Dudu (Rafael Navarro), Rony (Breno Lopes) e Gustavo Scarpa. Técnico: João Martins. 

Infeliz nas decisões, Bustos destrói a melhor partida tática do Santos no ano


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo - Levou o gol, mas pouco foi exigido - 6

Madson - Foi levemente melhor, mas segue sem ajudar taticamente, principalmente após o gol - 5.5

Maicon - Seguro, boa partida do zagueiro - 6.5

Bauermann - Esteve bem até a falta de atenção no lance gol, quando ficou perdido na movimentação do adversário - 5.5

Lucas Pires - Boa partida, especialmente na primeira etapa, quando fez ótimas ultrapassagens, porém caiu fisicamente na segunda etapa - 6.5

Fernández - Tem tanta vontade, que acaba exagerando ás vezes, assim cometendo um pênalti infantil. No geral fez boa partida - 6

Sandry - Não sentiu a entrada no time titular. Faz a função de segundo volante com maestria - 6.5

Zanocelo - Tecnicamente um grande jogador, que fez boa partida. Ainda precisa ser mais intenso na marcação - 6.5

Julio - Mal. Ajuda taticamente, mas na sua função de ponta, isso pouco vale - 5

Baptistão - É quem dá profundidade e quem puxa os contra-ataques. Mais uma vez substituído injustamente - 7

Marcos Leonardo - Mais um que sai injustamente, pois vinha fazendo boa partida e, por questão de tempo, o gol iria sair - 7

Goulart - Prejudica a intensidade da equipe - 5

Angulo - SEM NOTA

Rwan - SEM NOTA

Bruno Oliveira  - SEM NOTA

Lucas Braga - SEM NOTA

(*) Pedro La Rocca - Estudante de jornalismo e comentarista na Web Rádio Piabanha e Web Rádio Papo Aberto.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by