FOTO CAPA

O MARACA É NOSSO

Publicado às 23h45 desta segunda-feira, 6 de dezembro de 2021.

O Santos garantiu matematicamente a sua permanência na principal divisão de elite do futebol nacional ao vencer o Flamengo, na noite desta segunda-feira (6) no Estádio do Maracanã por 1 a 0, gol de Marcos Leonardo. 

Foi o quarto gol seguido do atacante revelado na base santista em três jogos. O Peixe quebrou alguns tabus. O clube não vencia o rubro-negro no Maracanã desde 2014 e no Rio de Janeiro, a última vez, tinha sido em 2017 contra o mesmo adversário, na Ilha do Governador. Os cariocas não perdiam no Brasileiro há 11 partidas.

Sem Felipe Jonatan, com dores no púbis Carille voltou a armar o time com três zagueiros e a segunda linha com os alas Madson e Lucas Braga (improvisado uma vez mais) e com Camacho, Zanocelo e Marcos Guilherme por dentro. Marinho retornou ao time recuperado de lesão.

O Flamengo saiu para o jogo em busca do seu objetivo, o da vitória. desde o primeiro minuto

O Alvinegro da Vila, ao contrário do que aconteceu diante do Corinthians, recuava para dar menos espaços ao time da Gávea. mas desta vez, tinha contragolpe e terminou a partida com quase o mesmo número de finalização do que o time da cidade maravilhosa. 

Na segunda etapa, o rubro-negro se abriu ainda mais e em uma jogada individual, Marcos Guilherme fez a fila, entrou na área, 'refugio dos atacantes' e conseguiu rolar para Marcos Leonardo. O jovem de 18 anos foi letal e meteu no fundo da rede, o único gol válido do jogo. Digo isso, pois no primeiro tempo, Pedro tinha marcado um gol para os cariocas e bem anulado com o auxílio do VAR.

Logo que marcou seu gol, o Santos tratou de 'atravessar dois ônibus na frente da defesa'. Ainda assim, o Flamengo, num pênalti muito duvidoso teve a sua oportunidade, após Vitinho na opinião da arbitragem, receber falta dentro da área por Kaiky. Gabriel Barbosa chutou na trave.

Os mandantes insistiram, mas com João Paulo inspiradíssimo, Luiz Felipe que também fez grande jogo, a exemplo dos atacantes Marcos Leonardo, Marcos Guilherme e Marinho, o alvinegro da Vila segurou o resultado e pulou para 49. 

O time tem chances até de buscar a oitava colocação e uma vaga na pré-Libertadores. Depende de uma combinação improvável de resultados na última rodada, quinta-feira (9), diante do Cuiabá, na Vila Belmiro. 

A propósito, o mérito do time ter saído das últimas colocações são todas dos jogadores e do técnico Carille. Dentro de sua proposta fez muito mais pontos que o antecessor Fernando Diniz. Entretanto, um outro nome não pode ser esquecido. A chegada de Edu Dracena, talvez o maior acerto da atual gestão.

Desde a derrota diante do América-MG e a contratação do capitão do Tri das Américas, o Santos disputou 30 pontos (10 jogos) e colecionou 20 (Seis vitórias, dois empates e duas derrotas) com incríveis 66,7% de aproveitamento dos pontos. Antes, os números do atual técnico santista eram de 24 pontos disputados, sete conquistados, com menos de 30% de aproveitamento. 

Eu sempre afirmei da necessidade de alguém com passado no clube, vitorioso e que conhecesse do metiê. Com a chegada de Dracena, as coisas começaram a andar.

Não é para comemorar o fim da temporada com bons jogos e sim que alguns meninos amadureceram e que em 2022, as coisas precisam melhorar internamente e planejar com contratações pontuais melhores um time competitivo. Não se faz futebol sem dinheiro, mas criatividade faz parte da estratégia de times vencedores. 

Marcos Leonardo e Raniel, suspensos com o terceiro amarelo, não enfrentam o Cuiabá, na quinta-feira (9), na Vila mais famosa.

FICHA TÉCNICA
Flamengo 0 x 1 Santos
Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Público/renda: 40.542 pagantes e 41.930 presentes / R$ R$ 1.302.015,00
Cartões amarelos: Pedro, Matheuzinho (FLA) / Marcos Leonardo, Kaiky, Raniel (SFC)
GOL: Marcos Leonardo, 13'/2ºT (0-1)
FLAMENGO: Hugo, Matheuzinho, Gustavo Henrique, David Luiz e Rodinei; João Gomes (Lázaro, 40'/2°T), Andreas Pereira e Vitinho (Thiaguinho, 40'/2ºT); Everton Ribeiro (Matheus França, 32'/2ºT), Gabigol e Pedro. Técnico: Mauricio Souza
SANTOS: João Paulo, Kaiky, Luiz Felipe e Danilo Boza; Madson, Camacho (Vinicius Balieiro, 40'/2ºT) Vinícius Zanocelo (Sandry, 40'/2ºT) e Lucas Braga; Marcos Guilherme, Marinho (Ângelo, 40'/2ºT) e Marcos Leonardo (Raniel, 43'/2ºT). Técnico: Fábio Carille.

Torcida santista compareceu em bom número no Maracanã.


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS:
João Paulo: Pode não ser o melhor goleiro do Brasil, na atualidade, mas foi disparado o soberano da meta no Brasileiro. Três defesas maravilhosas. Bacana em abraçar o defensor Kaiky após o erro do jovem. - 8,0
Kaiky: Falhou num recuo e no pênalti acabou deixando o braço. Porém, isso não inválida a boa apresentação e a excelente saída de bola. - 6,0
Luiz Felipe: Muito boa apresentação. Falhou apenas em um lance que não conseguiu tirar a bola da grande área no lance que deu o pênalti ao Flamengo. Um dos melhores do jogo e comandou a defesa. - 7,0
Danilo Boza: Não é dono de grande técnica, mas foi bom rebatedor. Não falhou. - 6,5
Madson: Não avançou tanto como de costume. Limitou-se a defender e não deu espaços ao ataque rubro-negro pelo seu lado. - 6,5
Camacho: Não conseguiu carregar a bola como faz costumeiramente, entretanto, protegeu bem a defesa. - 6,5
(Vinicius Balieiro): Pouco tempo em campo. - SEM NOTA
Zanocelo: Fez sua melhor apresentação na parte de marcação. Roubou bolas interessantes no segundo tempo. É jovem, pode evoluir. - 6,5
(Sandry): Entrou para proteger a defesa. - SEM NOTA
Lucas Braga: Sofreu para conter os avanços do time adversário. Dobrou a quantidade de rubro-negros pelo seu setor, principalmente na primeira etapa. Demorou um pouco para Camacho perceber e ajudar na proteção. - 6,0 
Marcos Guilherme: Correu muito como sempre e foi inteligente de costurar os adversários e demonstrou muita habilidade após a bela jogada e rolar para Marcos Leonardo marcar. - 7,5
Marinho: Foi um leão no auxílio da lateral, puxou contragolpes, finalizou e voltou a jogar bem. Por incrível que pareça, muito tático nesta noite. - 7,0
(Ângelo): Jogou pouco tempo, mas está mais confiante e mais leve. - SEM NOTA
Marcos Leonardo: Na grande área é letal. Na única chance que teve guardou. Quarto gol em três jogos. O sétimo da temporada. - 7,5
(Raniel): Jogou apenas alguns minutos, mas levou o terceiro amarelo e está fora da última rodada. - SEM NOTA
Técnico: Fábio Carille: Ao contrário do jogo contra o Corinthians, o time recuou mas tinha contragolpe. Quando marcou o único gol do jogo, fez jus a sua marca de armar defesas sólidas. - 7,0

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by