FOTO CAPA

A LUTA CONTINUA

Publicado às 11h05 desta segunda-feira, 8 de novembro de 2021.

O Santos perdeu pela quarta vez consecutiva para o Palmeiras, em 2021. O clássico deste domingo (7) ficou marcado pelo fato de mesmo com campo e torcida a favor, o alvinegro praiano não fez frente para o vice-líder do Brasileirão e perdeu por 2 a 0.

Com os outros resultados, o time de Carille voltou a 16a. colocação no Brasileirão há oito rodadas do fim da competição, a última posição antes do Z-4. Porém, mantém cinco pontos de diferença para Sport e Juventude, sendo que o segundo não jogou na rodada.

A Vila Belmiro recebeu pouco mais de 13 mil pessoas dispostas a empurrar o time para a conquista de pontos na luta pelo rebaixamento, porém, quando a bola a rola, não foi isso que se viu. 

O alvinegro até teve uma chance com Raniel, novidade no time titular na vaga de Tardelli que estava com virose e ficou de fora. Entretanto, daí por diante, o Palmeiras cresceu no jogo, viu que os donos da casa, respeitavam-os demais e comandou as ações.

Na live pré-jogo que realizo no meu canal no youtube, Victor Hugo e eu, chamamos a atenção que tinham que ser evitados os duelos individuais entre Dudu e Boza, além de Velasquez e Rony, que ambos precisariam de cobertura se isso acontecesse. E não deu outra. Do meio do primeiro tempo em diante, Dudu ganhou todas de Boza e fez um carnaval do lado direito da defesa alvinegra, já que os alas Madson e Lucas Braga que nem ala é, tem características muito mais ofensivas. 

Em um dos enfrentamentos que Dudu ganhou de Boza, o VAR chamou e o árbitro anulou o gol, no seguinte, não teve jeito. Dudu ganhou novamente, Rafael Veiga enfiou a bola para Rony, Robson Reis, o defensor da sobra tentou interceptar mas não conseguiu e Velazquez chegou bem mais tarde que Rony que se antecipou e fez 1 a 0. Placar que os times foram para o intervalo.

Não há nada tão ruim que não possa ser piorado. E o Santos mexeu no esquema. Carille sacou Robson Reis e promoveu o retorno do veterano Sánchez. 'Abriu-se a casinha' e foi um festival de contra-ataque do Palmeiras. Num deles, Velázquez abriu a coxa ao tentar acompanhar o atacante e foi substituído por Palha. Outras alterações foram feitas durante a etapa complementar, mas nada foi alterado.

Rafael Veiga em jogada em que Ângelo perde a bola e o time paulistano sai rápido para o ataque, ampliou para os visitantes. O placar não demonstrou a superioridade do finalista da Libertadores. Ficou barato a vitória alviverde por apenas dois gols. Era para ter sido uma goleada.

Na quarta-feira (10), a saga santista segue diante do Red Bull Bragantino. Madson que recebeu o terceiro amarelo é desfalque certo. Velazquez que saiu com problemas musculares, deve ficar de fora de pelo menos os próximos três jogos.


FICHA TÉCNICA

SANTOS 0x2 PALMEIRAS

Estádio da Vila Belmiro

Árbitro: Raphael Claus

Cartões Amarelos: Gustavo Gómez, Zé Rafael (PAL); Raniel, Madson, Felipe Jonatan (SFC)

Gols: Rony(43'/1ºT), Raphael Veiga(26'/2ºT) (PAL)

PALMEIRAS: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez, Joaquín Piquerez, Danilo, Raphael Veiga (Breno Lopes, 31'/2ºT), Gustavo Scarpa (Patrick de Paula, 31'/2ºT), Zé Rafael (Danilo Barbosa, 40'/2ºT), Rony (Deyverson, 40'/2ºT), Dudu (Willian, 42'/2ºT).TÉCNICO: Abel Ferreira.

SANTOS: João Paulo, Madson (Pará, 40'/2ºT), Danilo Boza, Emiliano Velázquez (Wagner Palha, 6'/2ºT), Felipe Jonatan, Vinicius Zanocelo, Robson Reis (Carlos Sánchez, Intervalo), Marcos Guilherme (Gabriel Pirani, 24'/2ºT), Marinho, Lucas Braga, Raniel (Ângelo, 24'/2ºT).TÉCNICO: Fábio Carille.

O Santos também homenageou a cantora Marília Mendonça que faleceu na última sexta-feira (5).

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo: Dessa vez o Papa do gol da Vila não realizou nenhum milagre na meta alvinegra. Sem chances de defesa no segundo gol de Veiga. - 5,5

Madson: Começou bem apoiando e depois desapareceu. Recebeu o terceiro amarelo e está suspenso na próxima rodada. - 5,0

(Pará): Entrou para ganhar e ritmo e jogar no lugar do titular suspenso. Poucos minutos. - SEM NOTA 

Boza: Limitado. Nos enfrentamentos e duelos individuais, perdeu todas para o Dudu. - 4,0

Velázquez: Chegou atrasado no primeiro gol e não conseguiu dividir com o Rony. - 4,5

(Wagner Palha): Não comprometeu. Também, não conseguiu melhorar o passe na saída de bola. - 5,0

Felipe Jonatan: Esteve mais a vontade no meio. Começou  bem o clássico. Depois o meio-campo não criou mais nada e seu futebol não sobressaiu como no começo da partida. - 5,5

Zanocelo: Um bom chute de fora da área quando o time perdia por 1 a 0. Tem melhorado, mas longe da necessidade que o clube precisa. - 5,5

Robson Reis: Não reeditou as boas performances anteriores como rebatedor. - 4,5

(Sánchez): Não entrou bem. Muitos passes errados e contra-ataques proporcionados. - 4,5

Marcos Guilherme: Não conseguiu ajudar o ataque e não preencheu o meio. - 5,0

(Pirani): Sem ritmo. Tentou algumas jogas em velocidade. - 5,0

Marinho: Não revive seu melhor momento. Um chute numa cobrança de falta perigosa, na primeira etapa e só. O jogador se doa. No segundo tempo, veio atrás combater sozinho um contra-ataque, mas com as mudanças que o time sofreu, tem sofrido bastante. - 5,0

Lucas Braga: Um dos poucos, se não o único que tentou algo. Um bom chute de fora da área e tentou ir pra cima dos adversários no drible longo, porém, uma andorinha não faz verão. - 6,0

Raniel: Uma chance em que girou aos 10 minutos de jogo e desapareceu. - 4,5

(Ângelo): Subiu precocemente. Tinha etapas a cumprir na base. Tentou jogadas individuais pela extrema. Perdeu a bola que inicia a jogada do segundo palmeirense. - 4,5

TÉCNICO: Fábio Carille: Errou ao abrir a casinha no começo do segundo tempo. O material humano do Santos na defesa é tão limitado, que não tem condições no momento de jogar numa linha de quatro. Podia esperar ao menos 15 minutos da segunda etapa. Fez o que o Palmeiras desejava, dar a bola no contra-ataque. Raniel de atacante, também não funcionou. Sofre por ter um elenco carente de qualidade em muitas posições. Era jogo para Balieiro na cobertura dos zagueiros pelos lados. - 4,5


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by