FOTO CAPA

SETE PONTOS DOS ÚLTIMOS 18 DISPUTADOS NO BRASILEIRO

Publicado às 09h15 desta segunda-feira, 23 de agosto de 2021

Com direito a gol de empate do adversário concluído por jogador revelado no CT Rei Pelé, no fim do jogo, o Santos só empatou diante do Internacional-RS em 2 a 2, neste domingo (22), na Vila Belmiro , em partida da 17a. rodada do Brasileiro.

O gol que determinou a igualdade do Colorado foi de Yuri Alberto de 20 anos, jogador criado na base santista e há quase um ano defende o time gaúcho. 

Nos últimos seis jogos do Brasileiro, o Santos conquistou apenas uma vitória diante da Chapecoense, quatro empates frente a Red Bull Bragantino, Corinthians, Interacional, Fortaleza e  e sofreu uma derrota. Com a igualdade e sete pontos conquistados apenas dos últimos 18 disputados, o time caiu para a segunda metade da tabela na 11a. primeira colocação com 22 pontos. 

Diniz praticamente repetiu a mesma formação, exceção feita a Marcos Guilherme suspenso que deu lugar a Marcos Leonardo na frente. 

O Internacional abriu o marcador cedo, depois de um escanteio com a bola indo para fora da área, houve um toque do jogador colorado colocando a mesma contra a meta santista e Mercado finalizou. Este lateral argentino que estreou pelo time gaúcho deveria ter sido expulso, tamanha a maldade com que cometeu algumas faltas durante o jogo.

O Peixe, ao contrário de outras partidas, demonstrou poder de reação. Pirani que jogou bem, empatou após receber pela esquerda e Madson apenas belo cruzamento, virou o jogo com um gol de cabeça e assim, os times foram para o vestiário.

Na segunda etapa, o Santos recuou pra tentar matar o jogo no contra-ataque, algo até incomum nos times de Diniz. Teve a bola com Marcos Leonardo, mas não entrou.

Quando o jogo já se aproximava do fim, ninguém cobriu a bola no lançamento longo que ficou descoberta. Edenílson que nessa altura estava de lateral recebeu e cruzou, O 'Menino da Vila' Yuri Alberto empatou o jogo e colocou números finais aos 42 do segundo tempo. Um castigo. Mas o futebol não tolera desaforo, o que vale é bola na rede.

O alvinegro volta a campo na quarta-feira (25) diante do Athlético em Curitiba, na partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, Às 19h com transmissão da Energia 97 FM. Marinho no Departamento Médico é ausência certa. Kaiky também dificilmente deve retornar. Marcos Guilherme que não atuou neste fim de semana deve reaparecer.

No sábado (28), às 19h o Peixe volta a jogar pelo Brasileirão na penúltima rodada do primeiro turno, diante do Flamengo, em Vila Belmiro. 


Lucas Braga deu belo passe para Madson virar o jogo

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 x 2 INTERNACIONAL

Àrbitro - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

GOLS - Marcelo, aos 7, Gabriel Pirani, aos 23, e Madson aos 34 minutos do primeiro tempo; Yuri Alberto, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Wagner Leonardo (SFC); Mercado e Rodrigo Lindoso (INT).

SANTOS - João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Wagner Leonardo e Felipe Jonatan; Camacho, Jean mota, Gabriel Pirani e Carlos Sánchez (Vinícius Balieiro); Marcos Leonardo (Bruno Marques) e Lucas Braga. Técnico: Fernando Diniz.

INTERNACIONAL - Daniel; Mercado (Guerrero), Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Moisés (Paulo Victor); Rodrigo Dourado (Boschilia), Edenilson e Patrick (Palacios); Taison e Yuri Alberto (Johnny). Técnico: Diego Aguirre

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS 

João Paulo: Nenhuma grande intervenção, como costuma acontecer e sem culpa nos dois gols sofridos. - 6,0

Madson: Na defesa deu espaços. Mas não é lateral, atua como ala e agrediu bastante. Bem no jogo aéreo, uma das suas qualidades ao fazer o segundo gol. - 6,5

Luiz Felipe: No primeiro gol foi envolvido como toda a defesa ao tentar fazer a linha de impedimento. - 5,5

Wagner Leonardo: Cometeu duas faltas desnecessárias que poderiam proporcionar perigo, uma delas poderia causar expulsão. Não comprometeu. - 5,5

Felipe Jonatan: Ficou mais postado na defesa. No segundo gol do Inter ficou com o atacante que foi por dentro, enquanto Edenílson que atuava nesta altura como lateral. O camisa 3 ainda chama a atenção de Lucas Braga quando o lançamento acontece. - 5,0

Camacho: Um pouco melhor do que nos últimos jogos. - 5,5

Jean Mota: Estava apagado no jogo até achar Pirani pela esquerda e camisa 20 empatou o jogo. - 6,0

Gabriel Pirani: Melhor jogo com a camisa do Santos. Apareceu, deu velocidade ao meio-campo e fez um primeiro tempo muito bom. Belo gol. - 7,0

Carlos Sánchez: Muito inteligente. Antevê jogadas. - 6,0

(Vinícius Balieiro): Entrou para melhorar o poder de marcação no meio-campo. Não cobriu a bola no lançamento longo no gol de Yuri Alberto. - 5,5

Marcos Leonardo: Perdeu gol? Sim, mas apareceu para finalizar. Se caprichar, pode evoluir. - 5,0

(Bruno Marques): No alto é Lewandowski, mas com a bola no chão tem dificuldades no fundamento. Perdeu uma chance e na outra se atrapalhou. - 5,0

Lucas Braga: Voluntarioso. Deu maravilhosa assistência. No fim da partida, não conseguiu acompanhar Edenílson que cruzou para Yuri marcar. No momento é o atacante mais perigoso do time. - 6,5

Técnico: Fernando Diniz: Dos últimos jogos é o que o time se portou melhor. Não mandou bem ao expor Lucas Braga ainda no gramado com berros. Time não marca bem, principalmente a bola descoberta que ninguém dá pressão e toma gols idênticos nos últimos jogos. - 5,0



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by