FOTO CAPA

O QUE VALE É BOLA NA REDE

Publicado Às 04h30 desta sexta-feira, 18 de junho de 2021.

O Santos dominou a partida, mas o que vale é bola na rede e o Fluminense foi mais eficiente e bateu o alvinegro da Vila no Maracanã, por 1 a 0, em partida válida pela quarta rodada do Brasileiro/21. 

Diniz fez apenas uma alteração no time em relação ao jogo passado. Luan Peres suspenso deu lugar a Danilo Boza. O defensor que disputou o estadual pelo Mirasol, começou pela primeira vez como titular.

O time da Vila teve 70% de posse de bola e finalizou o dobro (18) de vezes que o mandante do jogo. O Glorioso alvinegro praiano tocou bem a bola, porém, não caprichou na finalização. Em direção ao gol foram cinco tentativas do Fluminense contra oito do Peixe.

Como o futebol não tolera desaforo e num lance de infelicidade do ala canhoto Felipe Jonatan, ele combate o atacante Fred por trás, porém, a bola vai do lado oposto e acha Nenê e com isso, o tricolor carioca abriu o marcador, no começo da etapa complementar.

O time paulista teve algumas oportunidades para igualar, mas todas elas pararam nas mãos do goleiro Marcos Felipe. A melhor delas foi com Marinho, após passe do estreante Camacho, entretanto, o camisa 11 finalizou em cima do goleiro do Fluminense.

Com o revés em território carioca, o Santos caiu para a 13º na classificação com apenas quatro pontos em quatro jogos. Domingo (20), os comandados de Fernando Diniz receberão o São Paulo na Vila Belmiro, às 18h15 com transmissão da Energia 97 FM. Alison suspenso fica de fora, em compensação, Luan Peres que cumpriu suspensão neste meio de semana, reaparece na quarta zaga do Peixe.


FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 1X0 SANTOS

Estádio do Maracanã - Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Gol: Nêne (5'/2ºT) (1-0)

Cartões amarelos: Caio Paulista, Yago Felipe, Kayky, Abel Hernández (FLU), Madson, Alison, Lucas Braga (SFC)

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Manoel, Luccas Claro e Egídio; Martinelli (Wellington - 39'/2ºT), Yago Felipe e Nene (Ganso - 39'/2ºT); Caio Paulista (Luiz Henrique - 39'/2ºT), Fred (Abel Hernández - 20'/2ºT) e Gabriel Teixeira (Kayky - 32'/2ºT). Técnico: Roger Machado.

SANTOS: John; Pará, Luiz Felipe (Marcos Leonardo - 40'/2ºT), Danilo Boza (Camacho - 13'/2ºT) e Felipe Jonatan (Madson - 40'/2ºT); Alison, Jean Mota (Lucas Braga - 13'/2ºT) e Gabriel Pirani (Zanocelo - 20'/2ºT); Marcos Guilherme, Kaio Jorge e Marinho. Técnico: Fernando Diniz.

Alison recebeu o terceiro amarelo e está suspenso para o clássico


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

John: Trabalhou pouco no jogo. O SFC teve as melhores e maiores ações ofensivas. - 5,5

Pará: Não comprometeu na defesa e ainda foi a frente algumas vezes. No primeiro tempo teve uma boa finalização que parou nas mãos do goleiro Marcos Felipe. - 5,0

Luiz Felipe: Bem colocado. Seu futebol vem crescendo. - 6,0

(Marcos Leonardo): Não deu tempo de a bola chegar para o centroavante finalizar. - SEM NOTA

Danilo Boza: Deu um grande susto ao sair jogando errado no começo da partida e na sequência do lance, o Fluminense colocar a bola na trave. Não comprometeu. - 5,5

(Camacho): Deu belo passe para Marinho finalizar e o camisa 11 desperdiçou. - 6,0

Felipe Jonatan: Fazia boa partida, mas o lance do gol adversário, comprometeu a sua atuação. Ele foi chutar a bola com Fred fazendo a proteção e a mesma sobrou para Nenê finalizar, o que proporcionou o único gol do jogo.- 4,5

(Madson): Pouquíssimo tempo pela direita do ataque. - SEM NOTA

Alison: Foi bem tanto na proteção a defesa como volante, como quando recuou para a quarta-zaga após Luiz Felipe deixar o time. - 6,0

Jean Mota: Não foi eficiente na marcação e pouco participativo na criação. - 5,0

(Lucas Braga): Poderia e deveria ter entrado antes. Conseguiu algumas 'vitórias' em enfrentamentos pela esquerda do ataque. - 6,0

Pirani: Melhor jogo do camisa 20 pelo Santos. Foi veloz pelos lados do campo. Faltou potência no chute. - 6,0

(Zanocelo): Jogou pouco tempo, mas deu velocidade maior ao meio-campo santista. - 5,5

Marcos Guilherme: Não reeditou os dois bons últimos jogos. Errou passes e não conseguiu ser feliz no um contra um contra defensores cariocas. - 5,0

Kaio Jorge: Muita consciência tática. Ainda peca na finalização, mas tem apenas 18 anos. Abriu muito espaço para os companheiros. - 6,0

Marinho: Não recuperou a sua condição física. É perceptível não ter os arranques com explosão forte. Nem o chute com potencial conseguiu recuperar ainda. Teve chance de empatar e não conseguiu tirar do goleiro. - 5,0

Técnico: Fernando Diniz: Precisa fazer o time finalizar mais e melhor. Conseguiu anular as principais jogadas do Fluminense. - 5,5


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by