FOTO CAPA

VALE VAGA E MAIS DE TRÊS MILHÕES DE REAIS NA CONTA

Publicado às 07h30 desta quarta-feira, 4 de novembro de 2020.

Na noite desta quarta-feira (4), às 19h, no Castelão em Fortaleza, Santos e Ceará decidem quem vai as quartas de finais da Copa do Brasil.  Com o empate sem gols no primeiro jogo, semana passada na Vila Belmiro, quem vencer o duelo desta noite avança na competição. Em caso de novo empate, a decisão será nos pênaltis. Não tem gol qualificado em caso de uma nova igualdade no placar.

Na última atividade antes da partida, realizada no CT do Fortaleza nesta terça-feira (3), Cuca ordenou que todo o elenco treinasse cobranças de pênaltis. 

Além de seguir no sonho pelo título nacional, quem for a próxima fase leva R$ 3,2 milhões de premiação. Como 'Santos e dinheiro não cabem na mesma frase' há muito tempo' e sem receitas ordinárias previstas para os próximos dias, esse valor é fundamental no orçamento do time da Vila. 

O presidente do Santos em exercício, Orlando Rollo, garante que se o Peixe avançar, ele vai fazer uma escala no Rio de Janeiro e solicitará a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) o adiantamento dos valores, antes de voltar para a cidade de Santos.

Para o duelo de logo mais, Cuca não terá o futebol de Lucas Veríssimo, expulso na primeira partida. Luiz Felipe deve ser o substituto do camisa 28.  O defensor Laércio também está fora de combate, pois já defendeu o Caxias na edição deste ano desta competição.

O lateral Pará, recuperado de lesão disputa a posição com Madson na ala direita. No mais, o time deve ser o mesmo que venceu o Bahia, no último domingo (1) pelo Campeonato Brasileiro.

Por incrível que pareça, desde que Cuca assumiu, o aproveitamento do time fora da Vila, um tormento em anos anteriores é melhor do que quando o time joga como mandante. Até o momento, foram apenas três derrotas, com dois empates e seis vitórias, uma delas sobre o próprio Ceará, em 11 jogos como visitante. No alçapão, na Baixada Santista, os números não são tão bons. Foram até aqui 13 partidas com aproveitamento de cinco vitórias, seis empates e duas derrotas.

O provável Santos deve ior a campo com João Paulo, Madson (Pará), Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Pituca, Jobson e Jean Mota; Marinho, Kaio Jorge e Soteldo.


Claudio Adão está de camisa Roxa. Jogou no profissional do Santos de 72 a 76.


CLAÚDIO ADÃO RECEPCIONA SUB-20 DO PEIXE NO RJ

O sub-20 do Santos comandado pelo técnico Aarão Alves joga nesta quarta-feira (4), às 15h, em partida válida pela décima rodada do Brasileiro da categoria, em Niterói, no Centro de Formação de Atletas Trops (Cefat). Na véspera do duelo entre alvinegros, os 'meninos da Vila' treinaram em General Severiano, sede do clube da estrela solitária, no Rio de Janeiro. Um visitante ilustre acompanhou a atividade. Foi o ex- atacante Cláudio Adão. 

Apesar de ser natural de Volta Redonda, Adão iniciou a sua trajetória no alvinegro de Vila Belmiro, clube que defendeu de 1972 a 1976 e fez parte do elenco na conquista do Campeonato Paulista de 1973, o último título de Rei Pelé com o manto santista.

Depois de deixar o Peixe, Adão rodou por vários clube. No Flamengo foi campeão carioca em 1978 e 1979. No ano seguinte, voltou a vencer o estadual da segunda capital do país, mas pelo Fluminense. 

No total, Adão atuou em 27 times na carreira. Além dos supracitados, passou pelo Botafogo e Vasco, Benfica (POR), Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, Bangu, Portuguesa, Cruzeiro, Corinthians, Sport Boys (PER), Bahia e Ceará, entre outros. Ao todo balançou as redes adversárias 862 vezes. O ex-jogador reside desde que pendurou as chuteiras na cidade maravilhosa.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by