FOTO CAPA

INVICTO HÁ DEZ JOGOS, PEIXE VAI A ITAQUERA, SEM MARINHO, PARA VENCER PRIMEIRO CLÁSSICO

Publicado às 09h50 desta quarta-feira, 7 de outubro de 2020.

Nesta quarta-feira (7), o Peixe busca sua primeira vitória em clássicos na temporada. Durante 2020, diante dos rivais do Estado, o Peixe empatou dois jogos e perdeu outros três. Invicto há 10 partidas, o alvinegro não terá sete jogadores e o treinador, na beira do gramado para o duelo das 19h, diante do Corinthians, na Arena Neo Química em partida válida pela 14a. rodada do Brasileiro.

O zagueiro Lucas Veríssimo que não foi vendido ao futebol português segue em recuperação de um edema na panturrilha esquerda e o volante Alison, sequer treinaram no único treino na véspera do duelo no CT Rei Pelé e não foram relacionados. 

O mesmo aconteceu com o atacante Marinho com dores no adutor e desconforto muscular na coxa esquerda. Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou, o jogador está fora do confronto.

Completam a lista de ausências no glorioso praiano o meia Sánchez que rompeu o ligamento cruzado do joelho esquerdo, os atacantes Raniel internado com uma trombose em uma das pernas, Soteldo à disposição da Seleção da Venezuela e Arthur Gomes, expulso em Goiânia, além do técnico Cuca que não poderá ficar no banco de reservas orientando o time em razão do terceiro amarelo que recebeu no último fim de semana.

Para não dizer que não falei das flores, Luíz Felipe, que não atua desde a segunda rodada, na derrota diante do Internacional, em Porto Alegre, pode ser a novidade do lado direito da zaga.

Já o rival, não marca gols há 300 minutos e vive uma crise sem precedentes dentro e fora dos gramados.

O provável Santos pode ir a campo com João Paulo, Pará, Madson (Luiz Felipe), Luan Peres e Felipe Jonatan; Jobson, Diego Pituca e Jean Mota; Madson (Ivonei), Kaio Jorge e Lucas Braga.


LUCAS VERÍSSIMO FICA

"Não houve tempo hábil.

Essas foram as palavras de Alexandre Santos, um dos membros do Comitê de Gestão do presidente em exercício, Orlando Rollo, em entrevista ao nosso canal no youtube, no programa 'Resenha do Quintino', na noite desta terça-feira (6), sobre a permanência do zagueiro Lucas Veríssimo que não foi vendido ao futebol português.

Como as eleições que elegerão um novo presidente para o clube a menos de três meses, existe necessidade e obrigatoriedade do negócio passar pelo Conselho Fiscal e pelo Conselho Deliberativo e a janela do futebol português fechou ontem, o que impediu a transação que seria em torno de 6,5 milhões de euros (R$ 43 milhões) com o Porto. 

O Benfica também teve interesse pelo defensor, mas as negociações esbarraram na exigência do Peixe em um percentual de futura negociação.

Boa parte da quantia seria utilizada para pagar o Hamburgo-ALE. Para não sofrer novas punições como perda de pontos no Campeonato Brasileiro e até a eliminação na Libertadores da América, o alvinegro tem até o dia 13 deste mês para quitar os 26,2 milhões da contratação do limitado Cléber Reis no fim de 2016. 

Os alemães que seguem irredutíveis, reclamam de terem recebido seis calotes, sendo quatro da última administração afastado há poucos dias do clube.


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by