FOTO CAPA

"GANHAR NA VILA JÁ É DIFÍCIL, COM A CONSTRUÇÃO DA ARENA 100% FECHADA, SERÁ AINDA PIOR"

Publicado às 14h deste sábado, 31 de outubro de 2020.

Após a aprovação do Conselho Deliberativo do Santos no último dia 8, para o prosseguimento dos estudos para a construção de uma nova arena, Luiz Volpato, o arquiteto responsável pelo projeto participou na noite desta sexta-feira (30), do 'Resenha do Quintino' no youtube e falou do sonho de grande parte da coletividade alvinegra.

"Tenho recebido e-mails, mensagens, chamados, dos mais diversos setores, torcedores (do Santos), conselheiros, imprensa, como você, da prefeitura estamos avançando fortemente no avanço do Projeto. Não tinha visto isso ainda. è uma unidade, uma vocação, um desejo. Estou sentindo alga que nos dá confiança em falar em dois anos. Tempo de execução é isso mesmo, mas até chegar aí, demora, mas estou começando a acreditar que isso (o início das obras da nova Arena) vai ocorrer, até antes do que possamos imaginar." disse Volpato.

Segundo o arquiteto responsável pelo projeto e que também assinou a obra da construção da Arena da Baixada do Atlético Paranaense, em Curitiba, o clima para o adversário será ainda mais 'indigesto' do que está atualmente em razão da acústica.

"Vai piorar e muito, posso te afirmar. Estamos no limite máximo entre a linha do campo e a arquibancada que a FIFA permite. Esse efeito de ser 100% fechado (inclusive coberto), vai ser ensurdecedor. Já é difícil ganhar do Santos na Vila, será mais ainda." afirmou Luiz.

Luiz Volpato de blusa azul.

Sobre o período em que o Peixe ficará sem jogar na Vila, Volpato reafirmou que dois anos são suficientes.

"Com o projeto pronto, sem nenhuma loucura, com as variáveis para uma obra dessas são 18 meses. A W.Torre já está contratando os projetos complementares de engenharia" garantiu.

Paralelamente a isso, temos um projeto, caso sejamos eleito vereador em Santos que é a Lei Geral de Vila Belmiro, que nada mais é do que um PL parecido com a Lei Geral da Copa do Mundo que desburocratizou toda a documentação para acelerar as construções das Arenas que foram palcos do Mundial de Seleções realizado no Brasil em 2014, para acelerar o inicio da obras da nova Arena do Santos. Isso vai ajudar a acelerar o começo das construções, caso avancem.

"Chegou o grande momento dessa virada. O projeto abraça as grandes necessidades de um clube de futebol e dá suporte aos investidores. Nossa demanda era colocar a maior capacidade possível e o terreno não é grande. O máximo que conseguimos com a dimensão do terreno e fizemos de fora para dentro é de 25.075 lugares e vão atender as necessidades pela média de público com muita tranquilidade e podemos elevar a 30 mil pagantes com um setor popular no gol oposto a torcida uniformizada sem as cadeiras esta marca e nos shows a 40 mil pessoas."

O arquiteto deixou claro que não trata-se de um retrofit e a atual Vila Belmiro precisa ser demolida integralmente para dar início a uma nova obra sem a necessidade de desapropriações.

"Não é um retrofit. O estádio atual tem uma dificuldade de acessibilidade muito grande. Então é uma demolição completa e uma nova construção. O estacionamento comportará 900 vagas para manobras rápidas tanto na entrada como na saída e isso vai dar uma vazão no fluxo muito grande. O último andar tem uma aparência de praça para mantermos a tradição da calçada da cidade de Santos" afirmou Volpato.

O arquiteto também assina em seu curriculum a participação dos projetos de construção das Arena Joinville, Arena da Floresta no Acre e a Arena de Cruzeiro do Sul.

"Estou trabalhando nesse segmento de construção de estádios há 20 anos. Eu não conhecia a Vila Belmiro. Fiquei encantado. Pensei em erguer o campo (para não haver desapropriação). O gramado sintético deverá ser usado em razão de ser uma Arena multiuso. Não tem limitação e o custo de manutenção baixíssimo em relação ao gramado natural." finalizou.

 


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by