FOTO CAPA

PEIXE SE APRESENTE BEM, MAS APÓS VAR ANULAR DOIS, SOFRE NOVA DERROTA

Publicado às 21h35 deste domingo, 30 de agosto de 2020.
Em uma partida em que o Santos teve dois gols anulados com a ajuda do VAR, o alvinegro conheceu sua segunda derrota seguida no Brasileiro. Neste domingo (30), o Flamengo venceu o Peixe, na Vila Belmiro, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato.

O resultado adverso fez com que o Glorioso praiano caísse para a 10ª colocação na classificação e permanecesse com sete pontos. Na próxima rodada, quarta-feira (2), o Santos recebe o Vasco-RJ, também na Vila famosa, às 21h30, com pela primeira vez transmissão do canal do youtube Ademir Quintino oficial.

Apesar do resultado adverso, o Santos realizou sua melhor partida na temporada. Os primeiros 45 minutos do time de Cuca, foram interessantes, porém, o que vale é bola na rede. O Santos até marcou dois gols, porém, a arbitragem anulou ambos. 

O primeiro foi aos 15 minutos quando Marinho foi para cima de Filipe Luís e após assistência de Pará, Raniel colocou no fundo do rede. Porém, o camisa 12 estava à frente do último homem da defesa dos cariocas e após cinco minutos com a ajuda do VAR, a arbitragem anulou o gol. Esse era perceptível que o santista estava um pouco a frente, porém o próximo...

Cinco minutos depois, Marinho bateu falta e a bola morreu no fundo da rede. Após quatro minutos, a arbitragem novamente com a ajuda de VAR, anulou novamente com a alegação de que Jobson atrapalhou o goleiro flamenguista tentando cabecear a bola. Foram mais quatro minutos de paralisação.

Sendo assim, a arbitragem deu nove minutos de acréscimo na primeira etapa. Quando o intervalo se aproximava, escanteio para o Santos e o Flamengo roubou a bola e explorou o contra-ataque. Gabriel Barbosa finalizou e marcou o único gol de jogo. 

No segundo tempo, o Santos não fez uma partida tão equilibrada como nos primeiros 45 minutos, mas seguia insistindo no ataque. Diego Alves fez bela defesa em um chute de Raniel, mas o destino da partida estava selado e o rubro-negro ficou com os três pontos, ultrapassando o Peixe na tabela de classificação.

Para o duelo diante do Vasco, o volante Alison fica à disposição. O meio-campista cumpriu suspensão neste fim de semana, em razão da expulsão diante do Palmeiras, na rodada passada.

Para não dizer que não falei das flores, o time coletivamente está melhor e foi um 'pecado' não ter saído com pelo menos um ponto.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X FLAMENGO
Estádio da Vila Belmiro
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Cartões amarelos: Pará, Jean Mota, Ivonei, Jobson e Cuca (Santos); Renê, Michael, Gabriel, Bruno Henrique, Willian Arão e Gérson (Flamengo)
GOLSGabriel (53'/1T)
SANTOS: João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan (Ivonei, 38'/2T); Jobson (Jean Mota, 25'/2T), Diego Pituca e Carlos Sánchez (Lucas Braga, 25'/2T); Marinho, Raniel (Kaio Jorge, 33'/2T) e Soteldo. Técnico: Cuca
FLAMENGO: Diego Alves (César,18'/2T); Renê (Isla, 20'/2T), Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Thiago Maia, Gerson (Willian Arão, 20'/2T), Michael, De Arrascaeta e Bruno Henrique (Éverton Ribeiro, 20'/2T); Gabriel (Diego, 30'/2T). Técnico: Domènec Torrent. 


Marinho volta a jogar bem e fica indignado com as duas anulações de gols do Santos.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
João Paulo: Quatro boas defesas. Abafa os chutes adversários como poucos na atualidade no futebol brasileiro. Vive grande momento e está prestes a renovar contrato. - 7,0
Pará: Ficou mais preso na marcação de Bruno Henrique e levou a melhor em muitas ações. Deu assistência ao gol de Raniel, no primeiro dos dois anulados pelo VAR. - 6,5
Lucas Veríssimo: O zagueiro mais rápido teve um embate pessoal com Gabriel Barbosa em parte do jogo. Levou a melhor em grande parte delas. - 6,5
Luan Peres: Com a bola no chão bem, inclusive na saída de bola. No fim tentou ir a frente ajudar, mas era tarde demais. - 6,0
Felipe Jonatan: Fazia boa partida e aparecia como opção pela esquerda na variação com Soteldo, porém, não conseguiu permanecer com a posse de bola que originou o gol flamenguista. - 5,0
(Ivonei): Jogou pouco mais de 10 minutos apenas. - SEM NOTA
Jobson: Ótima saída de bola, porém, ainda oscila e de vez em quando dá uns apagões e erra uns passes que não combinam com sua qualidade. - 6,0
(Jean Mota): Apesar de pouco tempo em campo entrou no meio, se colocou a frente quase marcando um belo gol e por fim virou lateral-esquerda improvisado. - 6,0
Pituca: Sua melhor apresentação na temporada. Roubou bola, ajudou na marcação e ainda apareceu como o homem da segunda bola no meio-campo. Aos poucos recuperará sua melhor forma técnica. - 6,5
Carlos Sánchez: Segue devendo. Primeiro tempo com poucas aparições e no segundo tempo proporcionou um contra-ataque parecido com o do gol que o Santos sofreu. Tem muito mais futebol do que vem apresentando. - 5,5
(Lucas Braga): Ao contrário das outras vezes que entrou fora de posição e deu conta, desta entrou a fim de resolver e chegou até ser 'peladeiro' em alguns momentos. - 5,5
Marinho: Um dos melhores atacantes do país na atualidade. Levou a melhor em todas diante de Filipe Luiz, lateral flamenguista que durante muito tempo foi da Seleção Brasileira. - 7,5
Raniel: Se movimentou e apareceu bem a frente. Pela primeira vez jogou na sua posição. Substituído pela falta de ritmo. - 6,5
(Kaio Jorge): Não recebeu uma bola interessante na frente para poder enfrentar o goleiro flamenguista. - 5,5
Soteldo: Muito longe do atacante que era um terror das defesas adversárias. Quando entrou o estreante Isla teve mais facilidade, mas parecia estar sem força. Errou três escanteios seguidos. Visivelmente esgotado. - 5,5
Técnico: Cuca: Fez boa leitura de jogo sobre o adversário e anulou as principais ações. Porém, não tem culpa dos jogadores do seu time perderem tantos gols, além do VAR anular dois. Um deles, com certeza, bem anulado. Após tomar o gol, o time não teve poder de reação. - 6,0


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by