FOTO CAPA

OUTRO CASO NA JUSTIÇA?

Publicado as 11h30 deste sábado, 18 de julho de 2020.
O atacante Yuri Alberto que deixará o Santos no fim do mês, pós terminar seu vínculo contratual e já avisou o alvinegro  que não aceitou a proposta de renovação, está a caminho do Sul do país para fechar com o Colorado gaúcho. O pré-contrato entre o staff do jogador e o Internacional de Porto Alegre até vazou e se espalhou em rede social. O caso, mais um, deve parar na Justiça. 

Por contrato, o Peixe entende que o atleta não poderia fechar com o Internacional antes de comunicar o clube da Vila Belmiro sobre a proposta. Neste caso, a direção santista poderia igualar os valores e, assim, o atleta teria que assinar um novo contrato com o Alvinegro ou o clube paulista tem que ser indenizado, porque a Lei Pelé recomenda que a primeira renovação tem de ser preferencialmente do time que revelou se os valores forem iguais de uma outra proposta.

O contrato que o Inter propôs ao staff de Yuri Alberto prevê um acordo de cinco anos com vencimentos mensais de R$ 200 mil, podendo chegar a R$ 230 mil, de acordo com as metas de o jogador realizar 20 jogos como titular e R$ 5,2 milhões de prêmio por assinatura. Os valores a título de luvas pagos à vista, além de pagamento de R$ 4,8 milhões como direitos de imagem pelo tempo de contrato. 

Através de nota oficial, o clube gaúcho reclamou do vazamento do documento com a carta de intenção enviada a Federação Paulista e prometeu tomar providências jurídicas sobre o assunto.

A ida a justiça por parte da direção santista é a única forma que o clube tem para recuperar o investimento de nove anos no atleta. Caso o contrário, o Peixe só fica com direito a 4% de uma futura venda no mecanismo de solidariedade da FIFA como clube formador.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by