FOTO CAPA

EVANDRO REAFIRMA QUE DESEJAVA FICAR E QUE SANTOS LHE DEVE DIREITOS DE IMAGENS

Publicado as 22h10 desta terça-feira, 23 de junho de 2020.
O meia Evandro que deixou o Santos há pouco mais de dez dias, participou de uma live em nosso canal no YouTube. O jogador que não teve seu contrato estendido, voltou a reafirmar que desejava continuar na Vila e que foi um sonho realizado ter atuado com o manto santista. Garantiu não ter mágoas e que espera receber um valor significativo de salários e direitos de imagem em atraso.
“O Santos me deve bastante. São quatro de imagem. A CLT está com problema, porque acabou não tendo acordo. O fundo de garantia não estava sendo depositado. Última vez que olhei, tava em três, quatro meses sem depositar. Vai ter que ser na justiça. O Santos não vai querer acertar com jogador que não joga mais pelo clube”, explicou Evandro.
O alvinegro  se defende da falta de pagamento de impostos citada pelo jogador com o argumento de que usou a Lei que congelou o pagamento de tributos desde que a pandemia chegou ao Brasil. Segundo o clube, teoricamente não deviam o recolhimento dos impostos, só os demais itens. A instituição ainda alega que assim que o jogador assinou à rescisão, o Peixe foi obrigado a recolher os encargos em atraso.
“Fiquei chateado por não ter ficado. Para todo mundo era mais fácil minha permanência. O Santos está proibido de inscrever jogadores. Vou ser sincero. Se falassem que, por causa da pandemia, não dava para pagar o aditivo que tinha no contrato, eu ficaria fácil”, garantiu Evandro.
Aos 33 anos Evandro confirmou que foi procurado pelo Athletico Paranaense antes mesmo de vir para o Santos e por um time de Dubai, mas ele prioriza seguir no Brasil. Pelo Peixe em 2019 foram 18 jogos cinco assistências e um gol. Em 2020, com a chegada de Jesualdo Ferreira, atuou apenas cinco vezes.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by