FOTO CAPA

REMONTAR A DEFESA. A PRIMEIRA MISSÃO DE JESUALDO

Publicado às 16h25 desta quarta-feira, 22 de janeiro de 2019.
Começa nesta quinta-feira (23), às 19h15, na Vila Belmiro, um novo comandante técnico no Santos. Pela primeira vez, o alvinegro será dirigido por um português - Jesualdo Ferreira. Adaptar-se rapidamente ao futebol da América do Sul e remontar o sistema defensivo santista que não terá na estréia diante do Red Bull Bragantino, três jogadores titulares na temporada passada - dois que não estão mais no elenco e um contundido. Esta parece ser a primeira das difíceis missões do 'Gajo'. 

Ao contrário do ano passado, o 'Glorioso' não foi as compras e perdeu mais com saídas do que com chegadas que foram apenas duas - Madson e Raniel, que sequer são titulares neste instante, trocados em definitivo por Victor Ferraz e Victor Bueno, respectivamente.

Para o duelo diante do Campeão da série B Brasileira e quinta e emergente força do futebol do Estado, Jesualdo não poderá contar com a dupla de zaga principal; Lucas Veríssimo com estiramento no colateral medial e Gustavo Henrique que foi para o Flamengo, após o encerramento do contrato. Os titulares neste meio de semana serão Luiz Felipe, um dos melhores zagueiros do Brasileirão de 2016 e Luan Peres que atuou poucos vezes como beque, assim que chegou no segundo semestre do ano passado e em diversas oportunidades jogou de ala esquerda improvisado nas mãos do antecessor de Ferreira - Jorge Sampaoli.

Por falar em lateral esquerdo, Jorge, emprestado pelo Mônaco-FRA, o ano passado, já retornou e até atuou pelo time Europeu e Felipe Jonatan, outro jovem de grande potencial, convocado para a Seleção Brasileira Olímpica não tem concorrência e se firma na posição. 

Sendo assim, do time que terminou a temporada diante do Flamengo, a defesa terá apenas dois jogadores - Evérson e Pará.

Os zagueiros Lucas Veríssimo e Felipe Aguilar estão lesionados e por isso, ainda, não foram inscritos entre os 26 atletas que compõe a lista A da competição. A lista B tem atletas das categorias de base e é ilimitada.

O meio-campo manteve-se basicamente o mesmo. Alison na cabeça da área e com a saída de Ferraz e Gustavo tem a tarja de capitão do time, na estréia (Jesualdo disse que vai revezar o capitão entre cinco atletas - os outros serão Lucas Veríssimo, Sánchez, Pará e Luiz Felipe) com Pituca de segundo volante e Sánchez, que acelera o jogo, na transição de armação. 

No ataque, o canhoto Marinho 'carne seca' pela direita com Sasha 'espetado' de referência na área e Soteldo, que está na Seleção pré-olímpica venezuelano é desfalque e deve dar a lugar ao jovem Kaio Jorge no ataque, apesar do treinador não ter confirmado.

O alvinegro deve ir a campo na sua estréia com Everson; Pará, Luan Peres, Luiz Felipe e Felipe Jonatan; Alison (c), Pituca e Sánchez; Marinho, Sasha e Kaio Jorge.   

O ano passado, Sampaoli levou um semestre para se adaptar, tanto que o Peixe oscilou no Paulistão e se firmou efetivamente após a pausa para a disputa da Copa América. 

Desejo muito que Jesualdo, apesar de ser continente diferente, mas fala a mesma língua do nosso país, consiga se adaptar o mais rápido possível. Que ele possa cobrar bastante o grupo, assim como seu antecessor fazia e com isso extrair o melhor do que ele tem em mãos de material humano.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by