FOTO CAPA

O SANTOS PERDEU SEU MAIOR CAMISA 9 - COUTINHO

Publicado às 23h desta segunda-feira, 11 de Março de 2019.
O futebol ficou mais triste nesta segunda-feira (11). No começo da noite, faleceu Antônio Wilson Honório - o Coutinho, um dos gênios da grande área, dono de 368 gols com a camisa do Peixe. O ex-atacante faleceu após um infarto agudo do miocárdio. Ele tinha 75 anos e sofria de diabetes. 

Coutinho foi o maior camisa 9 da história centenária do alvinegro mais famoso do mundo. O grande parceiro de Pelé nas conquistas do Bi da Libertadores e bi-mundial 62 e 63, penta-campeão da Taça Brasil, incontáveis estaduais e torneios no exterior.

Coutinho comemora um de seus gols com Pelé.
Dono de muita técnica, Coutinho estreou no time profissional do Santos precocemente aos 14 anos e 11 meses em 1958. É o mais jovem na história do clube. Nem Pelé, que estreou no Santos aos 15 anos, 10 meses e 15 dias tem essa marca.  

O centroavante que é o terceiro maior artilheiro do alvinegro, atrás apenas de Pepe e do Rei do Futebol foi convocado para a Copa do Chile, em 1962, mas acabou se lesionando as vésperas do Mundial que trouxe a segunda conquista para o país. 

Em janeiro deste ano, o ex-camisa 9 ficou internado por conta de uma pneumonia, mas se restabeleceu. Ainda assim, a diabetes que insistia em maltratar o futebolista deixou sequelas, já que ele teve que amputar três dedos do seu pé esquerdo.

O Santos, a FIFA, o mundo do futebol, todos estão deixando mensagens em redes sociais com lamentações do falecimento deste gênio da bola.

O velório terá início à partir de 1h no salão de Mármore da Vila Belmiro e o sepultamento está programado para às 18h no cemitério Memorial, na cidade de Santos.

Curiosamente, do volante para trás do time que encantou o mundo nos anos 60 com o uniforme do Santos, todos já faleceram e do meio pra frente, todos estão entre nós. Coutinho foi o primeiro a nos deixar.

Descanse em paz Coutinho. O futebol jamais te esquecerá. Mesmo aqueles que como eu, só vi suas atuações por fitas de VHS e DVD, o reverenciamos por tudo que fez e que conquistou com a camisa branca imaculada do Santos. 

Como dizia o saudoso locutor do rádio santista Ernani Franco "Só tem crioulo se abraçando..." (a única exceção é o canhão da Vila - Pepe).  

Foi muito difícil escrever esse post. Será muito mais se despedir de ti. 

Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. O maior ataque que o planeta já viu, perdeu seu camisa 9.


strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by