FOTO CAPA

PEIXE FAZ PROPOSTA POR CUEVA. NEGOCIAÇÃO NÃO É TÃO SIMPLES

Publicado às 21h desta segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019.
O Santos fez uma proposta oficial ao Krasnodar para ter o futebol do peruano Cueva. A informação foi dada pelo UOL Esporte e confirmada pelo Blog do ADEMIR QUINTINO, no começo da noite desta segunda-feira (4). Entretanto, a operação não é tão simples e envolve números altos para um jogador que não para em lugar nenhum.


Porém, o alvinegro praiano enviou a proposta ao clube russo, sem o conhecimento dos agentes oficiais do jogador e o staff do atleta já tinha encaminhado um acerto com o Independiente-ARG. 

Sabedores do interesse do Peixe, o Krasnodar recuou no acordo com os argentinos, que não desejavam se comprometerem a pagar futuramente os 5% de formação ao Universidad San Martin, clube em que o meio campista foi revelado e com isso, os russos não enviaram os documentos para o fechamento do negócio.

Mesmo que o acordo com o Santos não aconteça, o presidente do clube de Avellneda, já disse a imprensa de seu país, que não deseja mais contar com o atleta que seria a contratação mais cara da história do Independiente.
"Com o Sampaoli joga ou a vida fica difícil”, falou o mandatário santista José Carlos Peres à Rádio Bandeirantes, na noite desta segunda-feira (4).
Cueva desembarcou no São Paulo em 2016 e após boas atuações virou 'garoto-problema'. Ele se envolveu em duas grandes polêmicas de indisciplina entre 2017 e 2018. Na primeira, não se reapresentou na data estipulada após defender a seleção peruana nas Eliminatórias Sul-Americanas e foi multado. A segunda, repetiu o deslize, e mais uma vez teve os vencimentos descontados pelo clube do Morumbi, onde ficou até 2018. 

No tricolor, Cueva realizou 87 jogos em que marcou 20 gols. Em 2018, perdeu espaço no time. Atuou 18 vezes e marcou apenas três vezes. 

Existem quatro situações que podem atrapalhar a negociação de Cueva com o Santos:

- O excesso de estrangeiros, já que nas competições nacionais são permitidos cinco jogadores na súmula e atualmente o Peixe já tem seis gringos - Copete, Soteldo, Sánchez, Aguilar, Derlis e Bryan Ruiz e teria que se livrar de dois deles; 

- Os valores surreais para um clube onde os dirigentes sempre afirmam não ter dinheiro e pagar 6 milhões de euros (R$ 25,2 milhões de reais) já que trata-se de um empréstimo com a obrigação de compra, em um jogador com um histórico problemático; 

- Os altos salários, já que atualmente recebe cerca de R$ 800 mil mensais (na transformação de euros na nossa moeda) e Cueva teria que abrir mão de mais da metade dos valores para se adequar a realidade do teto salarial do Santos (pouco mais de R$ 400 mil);

- E por fim, a aprovação da maioria simples do Comitê de Gestão. Na última reunião do Conselho Deliberativo, semana passada, um novo regimento interno obriga a inclusão de uma ata, em todas as ações realizadas pelo colegiado para que as mesmas tenham validade jurídica e a regra vale desde o último dia 29 do mês passado. Para o jogador ser contratado, precisa ter os votos de pelo menos cinco gestores favoráveis a operação. 

Somente com Felipe Aguilar e Soteldo, o Peixe terá que desembolsar para pagar pelos direitos econômicos dos jogadores recém contratados, a bagatela de quase R$ 28 milhões (U$ 4 milhões pelo zagueiro colombiano e outros U$ 3,5 milhões pelo meia-atacante venezuelano.

strutura.com.br


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by