FOTO CAPA

NABIL KHAZNADAR: "O IMPEACHMENT É UM RETROCESSO"

Publicado Às 13h25 desta quarta-feira, 12 de setembro de 2018.

(*) Por Nabil Khaznadar


Na eleição de dezembro, a chapa composta pelos grupos O Santos Que Queremos e Santos 2.1 que eu fui candidato a presidente, foi adversária do atual presidente José Carlos Peres. Saímos derrotados no pleito e desde então acompanhamos a gestão sem ocupar nenhum cargo ou manter qualquer envolvimento direto com ela.

Esse posicionamento não nos impede de manifestar indignação e inconformismo com os últimos acontecimentos do cenário político  do Santos F.C.

A autorização do Conselho Deliberativo para o prosseguimento do impeachment do presidente Peres representa um atentado à soberana vontade dos sócios e um retrocesso que, se consumado, poderá mergulhar o clube num caos de consequências imprevisíveis. 

Fica evidente que tal iniciativa tem claras e deploráveis motivações políticas que só beneficiariam grupos que colocam seus interesses acima dos da instituição. Reiteramos nosso mais absoluto repúdio à tentativa de desestabilizar à gestão eleita em um dos momentos mais delicados da nossa história. Pelo respeito à democracia e em nome da preservação da imagem do clube exortamos todos os sócios aptos a votar, não somente aqueles que nos confiaram seus votos em dezembro, a colocar o amor pela entidade em primeiro lugar e votar contra essa tentativa de golpe que só produzirá um único derrotado: o Santos F.C. 

O momento é de trabalho e fiscalização. Todas as supostas irregularidades devem ser investigadas e apuradas. Nesse sentido vamos dar nosso apoio irrestrito às deliberações do Conselho Deliberativo e da Comissão de Inquérito e Sindicância. Mas que os interesses do clube, e não de grupos e indivíduos, estejam sempre em primeiro lugar. Nós do O Santos Que Queremos e Santos 2.1 lutamos por um Santos F.C mais moderno, ético e transparente. E para nós a democracia é um valor inquestionável e inegociável. Já paramos uma guerra. Agora vamos juntos vencer essa contra aqueles que querem um Santos pequeno, atrasado e nas mãos dos poucos de sempre. 

 Santos acima de tudo e todos! 

(*) Nabil Khaznadar é formado em economia, foi candidato nas duas últimas eleições do Santos FC e atua como empresário do ramo têxtil.


strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by