FOTO CAPA

IMPEDIMENTO DE PERES SERÁ VOTADO NA ASSEMBLÉIA DE SÓCIOS NESTE SÁBADO (29)

Publicado ás 23h30 desta sexta-feira, 28 de setembro de 2018.
Neste sábado (29), das 10h às 18h, no estádio da Vila Belmiro, ocorre a assembléia geral extraordinária que decidirá se o presidente do Santos, José Carlos Peres será impechmado ou se continua no cargo. O Conselho Deliberativo aprovou dois processos em que o mandatário é acusado de não cumprir o Estatuto, há alguns dias, e por essas razões, o associado é quem decidirá o futuro do comando da instituição.

Independente do resultado das urnas contra ou a favor ao atual mandatário, quem perde é o clube que vive uma crise sem precedentes e um clima de guerra civil, há algum tempo. É a primeira vez que um presidente no exercício do mandato, corre o risco de perdê-lo, na história centenária do Santos F.C..

Cerca de 17  mil sócios estão aptos para exercer o direito de decidir o comandante do clube na sequência da gestão. A expectativa é de que pelo menos 3 mil compareçam para definir o futuro político da instituição. Nas eleições para presidente, o ano passado, aproximadamente 5,7 mil sócios votaram. 

Serão 10 urnas espalhadas por ordem alfabética dentro do ginásio Athiê Jorge Coury. A apuração começará em seguida do fim da votação.

Os votantes terão de comparecer munidos da carteira social e um documento com foto. Eles receberão duas cédulas já que o presidente sofreu dois processos apresentados pelos conselheiros Alexandre Santos e Silva e Esmeraldo Tarquínio Neto, o último presidente do CD no biênio 2000/2001. Se os associados votarem favoravelmente a favor do impedimento, Peres deixaria de ser presidente com Orlando Rollo assumindo o posto.

O pedido de Esmeraldo Tarquínio fala da Saga Talent, empresa em que Peres foi o administrador e sócio principal junto com mais seis santistas, o que é proibido pelo estatuto do clube. Já o pedido do conselheiro Alexandre tem como base uma portaria publicada por Peres, na qual define que todas as contratações devem ser decididas pelo mandatário e ignora o Comitê de Gestão, principal órgão administrativo.

Na tarde desta sexta-feira (28), o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) negou um recurso para impedir, judicialmente, a realização da Assembleia.
"O verdadeiro torcedor santista pode sim ter críticas a mim, apontar falhas nestes nove meses iniciais, mas reconhece também inegáveis avanços e com certeza saberá em sua maioria escolher o lado em prol do clube. Penso sempre num Santos grande, nacional, mundial e não amarrado a interesses provincianos e espúrios." disse o atual mandatário José Carlos Peres.
"Foi o próprio Peres que se colocou nessa situação. Eu não desrespeitei o Estatuto do clube e por isso é ele, única e exclusivamente que será julgado pelo associado na Assembléia. Espero que tudo transcorra em paz, para que o Santos finalmente fique em paz." afirmou o atual vice-presidente Orlando Rollo.
strutura.com.br 

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by