FOTO CAPA

AINDA BEM QUE CUCA CUIDA DO FUTEBOL

Publicado ás 22h10 deste sábado, 1 de setembro de 2018.
O Santos goleou o Vasco por 3 a 0, em pleno Maracanã com três gols de Gabriel Barbosa, na noite deste sábado (1). O resultado fez com que o Peixe pela primeira vez saísse da segunda metade da tabela e quebrou dois tabus - O alvinegro não vencia o Vasco, há 49 anos, no Maracanã, a última tinha sido no milésimo gol de Pelé, em 1969 e no Estado do Rio de Janeiro, o jejum contra os cruz-maltinos, era desde 2005 com gols de Geílson e Basílio, ou seja, há 13 anos, em partida realizada no Estádio de São Januário.

A grande novidade na escalação santista foi a entrada de Sasha na vaga de Derlis. O Peixe começou a mil por hora, marcando pressão e trocando bola, boas tabelas e em uma delas, aos 4 minutos, Gabriel Barbosa recebeu de Dodô e de primeira, abriu o marcador. Os demais 41 minutos da primeira etapa, o alvinegro deu a bola ao adversário e tentou explorar o contra-ataque, mas não teve objetividade.

Na segunda etapa, o Santos veio com o mesmo espírito e proposta do começo da início da etapa inicial. Marcou pressão, aproveitou a má saída de bola do time cruz-maltino e colocou uma bola na trave com Sánchez, um dos melhores da partida. Em seguida, nova jogada do camisa 7 uruguaio e outra conclusão de primeira de Gabriel Barbosa para ampliar o resultado. Mal os santistas comemoraram o segundo gol e Derlis que tinha entrado na vaga de Sasha, ganhou na força, na explosão, dos defensores vascaínos pela direita e cruzou, Gabriel Barbosa, estava no lugar certo para marcar o seu terceiro gol, o terceiro do Peixe e o resultado estava sacramentado.

Lamento, Cuca não ter chegado na pausa do campeonato, antes do Mundial de seleções na Rússia. Ele não era o meu nome preferido. Eu tinha receio, pois, não gostei de seu último trabalho no Palmeiras, o ano passado, porém, no Santos, com quase o mesmo material humano, tem sido cirúrgico em sua segunda passagem no Peixe. 

Esta semana, o treinador fez críticas a direção, após a eliminação do time na Libertadores: "...tem de melhorar muito profissionalmente, melhorar muito internamente" e o presidente José Carlos Peres, no dia seguinte, deu a réplica: - "Ele toca o futebol, a gente, o administrativo". 

Pela recuperação do time dentro de campo, jogadores que reconquistaram a confiança, ainda bem que Cuca cuida, e muito bem, do futebol santista. Em um mês a frente da equipe são quatro vitórias, três empates e três derrotas. O alvinegro somou a terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Além disso, não sofre gols há cinco jogos e invicto há seis.

Na próxima quinta-feira (6), véspera de feriado, no Pacaembu, o Santos volta a campo diante do Grêmio-RS. Bruno Henrique que cumpriu suspensão automática deve voltar a equipe.

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 3 SANTOS
Estádio do Maracanã - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Renda e Público: R$ 871.670,00/33.646 presentes
Cartão amarelo: Maxi López (40'/1T); Dodô (23'/1T)
Gols: Gabriel Barbosa (0-1, 5'/1T; 0-2, 21'/2T; 0-3, 36'/2T)
VASCO: Martín Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva, Henrique; Raul, Andrey (Andrés Ríos 25'/2T); Yago Pikachu, Wagner, Kelvin (Thiago Galhardo 13'/2T); Maxi López. Técnico: Alberto Valentim
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Robson Bambu, Dodô; Alison, Pituca, Sánchez (Jean Mota 32'/2T); Sasha (Derlis González 24'/2T), Gabriel Barbosa e  Rodrygo (Copete 37'/2T). Técnico: Cuca

Cuca realiza bom trabalho no comando do Peixe.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS:
Vanderlei: Não trabalhou muito. Mas quando chamado, correspondeu. Sistema defensivo santista tava bem compactado. - 6,5
Victor Ferraz: Cresceu muito com a chegada de Cuca. Tabelou, apoiou e não comprometeu na defesa. - 7,0
Gustavo Henrique: Bem no posicionamento, uma das suas principais qualidades. Colaborou nas coberturas e deu conta do recado. - 6,5 
Robson Bambu: Sua melhor apresentação no time profissional do Santos. Não esteve inseguro como em outras oportunidades. Jogou sério, inclusive chutando para onde o nariz estava apontado, quando necessário. - 6,5
Dodô: Boa assistência no primeiro gol. Não comprometeu na marcação. - 6,5
Alison: Bem na marcação. Dos últimos jogos, o que melhor se portou. - 6,0
Pituca: Se movimenta bastante, inclusive pelo lado esquerdo. Bem nas roubadas de bola. - 6,5
Sánchez: A melhor contratação do time no ano. Tem muita força física e extremamente inteligente no preenchimento dos espaços. Deu a assistência no segundo gol. - 7,5
(Jean Mota): Jogou apenas 15 minutos. - SEM NOTA
Sasha: Batalhador, participativo. Deu boa movimentação pelo lado direito. Começou a jogada do primeiro gol. - 6,5
(Derlis González): Não é dono de grande técnica, mas tem muita explosão e garra que podem colaborar e muito no restante da temporada. Deu assistência do último gol. - 7,0
Gabriel Barbosa: Cresceu muito com a chegada de Cuca. Excelentes finalizações. Marcou os três gols. - 8,5
Rodrygo: Participou do primeiro gol. Tem muito mais futebol do que apresentado nos últimos jogos. - 5,5
(Copete): Entrou nos dez minutos finais. - SEM NOTA
Técnico: Cuca: Nunca teve uma semana cheia para trabalhar o time. Ainda assim, deu organização ao time. Recuperou a confiança de diversos jogadores e o maior responsável pelo bom futebol da equipe. - 8,0


strutura.com.br


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by