FOTO CAPA

DEFINIÇÕES DE TÉCNICO E JOGADORES, SOMENTE APÓS AS ELEIÇÕES

Publicado às 14h45 desta segunda-feira, 4 de dezembro de 2017.
Enquanto as eleições no Santos não tiverem definidas, tudo que for dito ou escrito neste momento será no campo das hipóteses. Entretanto, a atual direção santista, conversa sim, com o técnico Zé Ricardo, que está no Vasco da Gama. 

Dirigentes do Peixe não confirmam publicamente e nem o staff do treinador, mas um acordo verbal já estaria bem próximo de uma definição e as partes aguardam o resultado do pleito do dia 9, para avançarem, ou não, nas últimas tratativas e os detalhes finais.

Os primeiros nomes da direção assim que Levir deixou o comando santista eram de Fabiano Soares hoje no Atlético-PR e Rogér Machado, que acertou com o Palmeiras. Porém, o nome do cruz-maltino cresceu e hoje é o primeiro da lista da atual diretoria.

Zé Ricardo tem belo trabalho nas categorias de base do clube carioca. No profissional, o Vasco terminou sua participação no Campeonato Brasileiro da Série A deste ano, sob seu comando, na sétima colocação, uma posição abaixo da zona de classificação à fase de grupos da Libertadores. No entanto, a equipe ainda pode pular a “Pré-Libertadores”, caso o Flamengo conquiste o título da Copa Sul-Americana. 

O treinador foi campeão carioca deste ano, ainda pelo Flamengo e é tido pelos atuais dirigentes como moderno, bom gestor de grupo e utilizador de jogadores oriundos da base, digno da tradição de revelar talento em casa, como faz o Santos, há muitos anos. Zé Ricardo teve problemas com jogadores rodados, mas com outros com menos badalados, costuma se dar bem. 
"Muita gente, quando recebi o convite do Vasco, disse: - Você está maluco? Vai pegar um time com vários problemas políticos. Mas tinha convicção de que podíamos fazer um bom trabalho. Fizemos com a Chapecoense as duas melhores campanhas do returno (os dois conquistaram 32 pontos). A felicidade é enorme. Agora é descansar e pensar nas férias." — afirmou o comandante técnico.
Sobre reforços, serve a mesma "toada" do treinador. Depende das eleições. Os nomes mais comentados pelos lados da Vila são os dos retornos de Robinho e Gabriel.

A única definição é a do lateral-esquerdo Romário que disputou a série B pelo Ceará, contratado por empréstimo e que se apresentará apenas em 3 de janeiro de 2018.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by