FOTO CAPA

TEMOS UM CAMPEONATO

Publicado à 01h04 deste domingo, 30 de outubro de 2016.
O Peixe assumiu a terceira colocação do Campeonato Brasileiro ao vencer o líder da competição, o Palmeiras, na noite deste sábado (29), na Vila Belmiro, por 1 a 0, com gol do colombiano Copete. O alvinegro interrompeu uma sequência de 15 vitórias do time da capital. De quebra, entra na luta pelo título, apesar de a diferença ainda ser considerável. Agora, o alviverde permanece com 67 pontos contra 61 do Peixe, ou seja, a diferença caiu de nove para seis pontos. Restam cinco rodadas para o fim da temporada.

O time da casa veio sem nenhuma surpresa na formação titular. Sem Vitor Bueno que se recupera de lesão muscular, Jean Mota foi mantido. Dorival Junior repetiu a mesma escalação da vitória sobre a Chapecoense. Já Cuca, preferiu congestionar o meio-campo. Recuou Moisés, trouxe Jean de volta para o setor ao lado de Tchê Tchê e Allione. Na lateral-direita, Fabiano foi o escolhido, além do jovem Vinicius que estreou no gol na vaga de Jaílson suspenso. 

No primeiro tempo, poucas oportunidades para ambos os lados. O Santos não chutou de longa distância e o Palmeiras marcava bem e tentava encaixar um contra-ataque. 

Se não dá na técnica, tem que ir na vontade. Na etapa complementar, o Peixe, que a esta altura já tinha 61% de posse de bola e era quem buscava o jogo, chegou ao gol da vitória aos 21 minutos. Victor Ferraz cruzou e a defesa palmeirense rebateu, David Braz tentou chutar, mas não conseguiu, ainda assim, o camisa 14 conseguiu dar o passe para Lucas Lima que cruzou, Ricardo Oliveira dividiu com Vinicius que foi rebater e mandou na canela do zagueiro Vitor Hugo. Copete, que já havia marcado o gol no clássico diante do São Paulo, estava sozinho na pequena área e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes, para a explosão de alegria, dos quase 14 mil pagantes na Vila.

Daí em diante, Cuca tratou de "descongestionar" o seu meio-campo e colocar jogadores de frente, de preferência com boa estatura para explorar o jogo aéreo. Entraram Leandro Pereira e Rafael Marques. Além dos dois, o treinador do Palmeiras ainda colocou Cleiton Xavier na armação, na vaga de Dudu, mas já era tarde demais. O Santos em uma partida que se tecnicamente não foi um primor, como tinha sido diante do Atlético-MG, no começo do returno, o time foi de uma entrega intensa e um nível de concentração alto que fez com que a equipe errasse pouco durante o clássico.

A vitória dá uma "moral" muito grande para o time nas rodadas finais da competição. Além de quebrar a invencibilidade do seu "maior rival", nos dois últimos anos, aumentou suas chances matemáticas que ainda são pequenas, de ainda sonhar com o título. O Peixe terá que vencer os cinco jogos que lhe restam, e torcer para o Palmeiras perder ao menos dois de seus jogos. Os mais difíceis teoricamente são diante do Botafogo-RJ (em São Paulo) e Atlético-MG (agora terceiro lugar, em Belo Horizonte). A vantagem do time palmeirense ainda é grande, mas...

O Peixe volta a campo, no próximo sábado (5), às 21h, em Campinas, diante da Ponte Preta. Para esta mais "nova decisão", Dorival Junior não terá Lucas Lima, suspenso. Além dele, Luiz Felipe deixou o gramado com dores no joelho e preocupa. O jogador vai realizar exame de ressonância magnética, na próxima segunda-feira (1). Se não puder atuar, Fábian Noguera será o seu substituto. 

O alvinegro manteve o tabu de não perder para o Palmeiras ,na Vila Belmiro, desde 2011. Pelo Brasileiro, o jejum do rival é ainda maior. Desde 2009, não vence na Baixada.

O resultado foi muito bom para o campeonato. Com o empate em 2 a 2, entre Atlético-MG e Flamengo, se o time de Parque Antártica vencesse, o campeonato praticamente se encerraria nesta rodada. Dos últimos 18 pontos que o Santos disputou no Brasileirão, ganhou 16. Além disso, tem a melhor defesa com 28 gols sofridos. Dá para sonhar ainda ou não?


FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X 0 PALMEIRAS

Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)

Público/renda: 13.574 pagantes/ R$ 413.390

Cartões amarelos: Lucas Lima, Zeca, Ricardo Oliveira e Fabian Noguera (SAN); Mina, Moisés e Gabriel Jesus (PAL)

Gol: Copete, aos 21'/2T (1-0)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe (Noguera 7'/2T), David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato, Lucas Lima e Jean Mota (Yuri, aos 34'/2T) ; Copete (Caju, aos 42'/2T) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.
PALMEIRAS: Vinicius Silvestre; Fabiano (Leandro Pereira, aos 26'/2T), Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Jean, Tchê Tchê e Moisés; Allione (Cleiton Xavier, aos 34'/2T), Dudu (Rafael Marques, aos 33'/2T) e Gabriel Jesus. Técnico: Cuca.

O colombiano Copete se aproveitou da sobra para marcar o único gol do clássico.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Faz ótima temporada. Discreto nas entrevistas, foi fundamental em um cruzamento que tinha endereço certo, o atacante Gabriel de Jesus. - 7,0
Victor Ferraz: Apesar de estar "manjada" a jogada com Lucas Lima, voltou a funcionar suas tabelas com o meia, quando subiu (e bastante) no apoio. O gol da vitória começou em um cruzamento dele, nas costas de Zé Roberto. - 7,0
Luiz Felipe: Fez uma de suas melhores apresentações com a camisa santista. Até no ataque apareceu. Foi lá que sofreu a contusão e teve que deixar o gramado na segunda etapa. - 7,0
(Noguera): Acabou com o perigo das bolas aéreas que iam para o colombiano Mina. Um anulou o outro. Jogador de muita personalidade, como normalmente são os defensores argentinos. - 6,5 
David Braz: Quando entra em forma é muito útil. Recuperou ritmo de jogo. Raçudo. - 6,5
Zeca: Taticamente tem ótima leitura. Várias vezes se deslocou para a direita e até fez tabelas com o ala Victor Ferraz. Não apoiou tanto como de costume. - 6,5
Thiago Maia: Concentrado, conseguiu roubar algumas bolas e teve disposição para acompanhar Dudu que ora foi meia e ora atacante. - 6,5
Renato: Muito bem na distribuição. Se colocou muito bem e ainda fazia inversões de jogo. - 7,0
Lucas Lima: Bem marcado, não desequilibrou. Fez boas tabelas com Victor Ferraz, principalmente no primeiro tempo. Levou o terceiro amarelo e desfalca o time na próxima rodada em Campinas. - 6,0
Jean Mota: Errou alguns passes. Foi bem discreto. Joga mais do que demonstrou nesta noite. Tem jogado fora de sua real posição. Colabora com o técnico ao jogar aberto pela direita. - 5,0
(Yuri): Entrou para auxiliar Renato e Thiago Maia na marcação e desempenhou com eficácia a função. - 6,5
Copete: Não conseguiu dar os "sprints" que normalmente desempenha pelo lado canhoto. Teve a marcação encaixada em razão das linhas bem distribuídas do Palmeiras. Estava no lugar certo, na hora certa, para definir o clássico, assim como já havia feito diante do São Paulo. Outro que tem uma entrega, uma raça digna de aplausos. - 7,5
(Caju): Entrou para fechar os espaços pela esquerda. - 6,0
Ricardo Oliveira: Um Leão. Para quem não treinou na terça-feira e na rodada passada deixou o gramado com dores na parte posterior da coxa, era pouco provável vê-lo correr o tempo todo. Pouco finalizou, muito em razão de ter pego apenas bola de costas. Demonstrou muita vontade. - 7,0
Técnico: Dorival Júnior: Mesmo não tendo mexido no time no intervalo, algo que costumeiramente dificilmente faz, usou os recursos que tinha para administrar o placar, assim que conseguiu abrir o marcador. - 6,5

PRÉ-TEMPORADA EM CASA

Após reunião realizada pouco antes do clássico entre Santos e Palmeiras, os membros do Comitê de Gestão decidiram que o Santos não realizará a pré-temporada para 2017, no exterior. O alvinegro recebeu convites para disputar torneios internacionais, em Janeiro, em Miami (EUA) e Marrakech (Marrocos).

Em nota, a direção do clube afirma ter ouvido e assistido o relatório do fisiologista Luiz Fernando Barros.  

Como, ainda não sabe se entrará direto na fase de grupos da Libertadores ou se disputará duas seletivas, preferiu realizar a sua preparação para o ano que vem, no próprio centro.

TROFÉU ACEESP 2016 - O OSCAR DA CATEGORIA

Está aberta a escolha dos melhores do ano para o Troféu ACEESP 2016. O ano passado com a colaboração de vocês, fui o vencedor nas categorias blog e repórter de rádio.
Conto com você novamente torcedor santista para estar entre os finalistas uma vez mais.

Esse ano concorro nas categorias - COLUNISTA/BLOGUEIRO e SITE. Acesse o link e vote: http://www.aceesp.org.br/site/?p=3849 

Vão pedir seu CPF e e- mail para poder votar. Não esqueça de validar o voto na mensagem que receberá no seu e-mail, após escolher seus preferidos. 

Antecipadamente, agradeço uma vez mais.


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by