FOTO CAPA

MAIS PONTOS PERDIDOS PARA OS DEBAIXO DA TABELA

Publicado às 23h00 deste sábado, 24 de setembro de 2016.
O Santos mais uma vez perdeu pontos para clubes que estão debaixo da tabela do Campeonato Brasileiro. Desta vez, diante do Sport, na Ilha do Retiro. O alvinegro foi derrotado por 1 a 0. Com o resultado, o time não deixará o G-4 ao final da rodada, independente dos resultados do domingo (25), entretanto, as possibilidades de título, que já eram remotíssimas, ficam cada vez mais distante.

O drama santista começou cedo. O zagueiro Gustavo Henrique sofreu um entorse no começo de jogo. O jogador vai realizar exames na próxima segunda-feira (26), para os médicos avaliarem a gravidade. David Braz entrou em sua vaga. Uma falta de sorte do defensor santista que só foi a campo, após o departamento jurídico do clube conseguir um efeito suspensivo na noite de ontem.

Cinco minutos depois, o ex-atacante do São Paulo - Rogério, girou em cima do camisa 14 e fez o único gol do jogo. 

Após o gol dos donos da casa, a partida ficou meio "kamikase", com ambas as equipes perdendo inúmeras oportunidades incríveis.

Na segunda etapa, Dorival Junior sacou Rodrigão e colocou Jean Mota para auxiliar Lucas Lima na armação. Com isso, "espetou" Vitor Bueno e sacou a referência. O Santos passou a envolver o adversário, mas falhava nas finalizações, porém, o camisa 18 também sofreu uma lesão aos 10 minutos da etapa complementar. Com dores no músculo adutor da coxa esquerda, Vitor Bueno deixou o gramado e a exemplo de Gustavo, vai passar por exame no começo da semana. Foi quando o treinador decidiu colocar Elano. O técnico santista queimava a última substituição, a segunda por lesão. Porém, por reclamação pouco tempo depois de entrar, o veterano foi expulso. Estava selado o destino da partida. 

Dorival Junior procurou explicar a intenção das alterações após o jogo, no vestiário da Ilha do Retiro: 
"Quando tirei o Rodrigo, queria um homem que flutuasse e aconteceu enquanto o Vitor Bueno esteve em campo nessa função durante 15 minutos, tiramos a referência e entravamos com quatro jogadores, foi uma pena ele ter se lesionado. Com o Elano, tentei manter a mesma situação com o Copete por dentro, Jean por fora, tentando uma condição de continuarmos a penetrar, tendo paciência para jogar, mas infelizmente na perda do Elano as coisas se complicaram um pouco mais".
A delegação alvinegra retorna para a baixada e pensa no duelo da Copa do Brasil, na quarta-feira (28), às 19h30, diante do Internacional-RS, na Vila Belmiro. Ricardo Oliveira, que se recupera de lesão muscular também é dúvida. Pelo Brasileirão, o Glorioso da Vila só volta a campo no próximo sábado (1) contra o Atlético-PR, também em Urbano Caldeira, às 16h00. 

FICHA TÉCNICA
SPORT 1 X 0 SANTOS
Estádio da Ilha do Retiro - Recife (PE)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Público/renda: 7.934 / R$ 129.495,00
Cartões amarelos: Matheus Ferraz e Vinicius Araujo (Sport); Copete (Santos)
Cartão vermelho: Elano (Santos)
Gol: Rogério (1-0)
SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodnei Wallace; Rithely, Neto Moura (Paulo Roberto, 12'/2ºT), Diego Souza, Gabriel Xavier (Vinicius Araujo, 24º/2T) e Everton Felippe; Rogério Técnico: Oswaldo de Oliveira 
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique (David Braz, 4'/1ºT) e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Vitor Bueno (Elano, 10'/2ºT) Copete e Rodrigão (Jean Mota, intervalo). Técnico: Dorival Júnior

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Sem culpa no gol sofrido. Ainda fez duas outras defesas difíceis. - 6,0
Victor Ferraz: Jogou um pouco melhor do que nas últimas partidas. Evitou um gol certo, ainda na primeira etapa. - 5,5
Luiz Felipe: Envolvido em alguns lances em que atacantes do Sport desperdiçaram oportunidades reais.  - 5,5
Gustavo Henrique: Deixou o gramado com 4 minutos de partida com entorse no joelho esquerdo. faltou sorte. - SEM NOTA
(David Braz): No lance do único gol do jogo, não conseguiu evitar o chute de Rogério. - 4,5
Zeca: O Sport tentou explorou o seu setor, principalmente no primeiro tempo, mas o camisa 37 deu conta na marcação. Não apareceu a frente, como de costume. - 6,0
Thiago Maia: No único lance que tentou ser o elemento surpresa, não conseguiu finalizar e foi abafado por Magrão. Quando o jogou ficou aberto, teve dificuldade na marcação. - 5,5
Renato: Não reeditou as boas apresentações de outras rodadas. Foi envolvido na marcação e errou passes. - 5,0
Lucas Lima: Longe do meia que desequilibrou pro Santos em 2015 e primeiro semestre deste ano. Ainda assim, foi quem mais procurou jogo. - 6,0
Vitor Bueno: Só apareceu, quando virou centroavante. Ainda assim não muito, em razão da contusão que levou-o a ser substituído. - 5,0
(Elano): Expulso por reclamação poucos minutos após a entrar na vaga de Vitor Bueno. Dorival disse na coletiva que o camisa 11 não xingou o árbitro. Ainda assim, com sua experiência, não podia ter insistido após levar o cartão amarelo. - 2,0 
Copete: Um dos poucos que tentou algo, mas tecnicamente não conseguiu ganhar da defesa do time nordestino. - 5,5
Rodrigão: Teve uma oportunidade no primeiro tempo. Foi substituído no intervalo. Não vive bom momento. - 5,0
(Jean Mota): Deu qualidade na criação, vive boa fase. Porém, com a expulsão de Elano, desapareceu. - 5,5
Técnico: Dorival Júnior: O Santos foi muito passivo na primeira etapa. No segundo com a saída de Rodrigão, o time melhorou um pouco, mas após a expulsão de Elano, o jogo ficou definido a favor do time nordestino. - 5,0

Com os titulares, o Santos só venceu nesta categoria. São mais de 20 vitórias na competição.
O TREM BALA DA BAIXADA

Como faço semanalmente, independente de onde jogam estive acompanhando mais uma apresentação do sub-15 santista, na manhã deste sábado (24). O time comandado por Luciano Santos, voltou a jogar bem e venceu o SCCP, na Rua Javari, na Moóca em São Paulo por 2 a 0, pela terceira rodada da terceira fase do Campeonato Paulista da categoria.

Os gols da partida aconteceram nos cinco minutos finais e foram de Gabriel (contra) e Yuri Alberto. O camisa 9 santista já marcou impressionantes 22 gols na competição.
"Sabíamos que ia ser duro. O Corinthians marca no campo baixo em um 4-1-4-1, bem forte. No momento que mudamos a nossa atitude, começamos dar a bola para o adversário jogar, eles passaram a errar e nós termos as transições. Com isso, a gente conseguiu o resultado pela qualidade dos meninos." disse o treinador Luciano Santos.
O próximo adversário dos "Peixinhos" que são líderes do grupo com nove pontos em três partidas, será novamente o SCCP, dessa vez no CT Rei Pelé, sábado (1), às 9h00 da manhã.

A geração é promissora. Poderia citar pelo menos três nomes dos sete, isso mesmo, sete jogadores do time que são da Seleção Brasileira da categoria, porém, é muito responsabilidade para esses meninos que estão apenas começando.

O Peixe venceu o duelo com Breno; Sandro, Gustavo, Cipriano (Dérick) e Luan; Victor Yan, Sandry (Pirani) e Lucas Lourenço (Ivonei); Reift (David), Yuri e Rodrygo.

Já o sub-17 do técnico Aarão Santos com transmissão da Rede Vida, empatou com o São Paulo, em Cotia por 1 a 1. O sub-20, no CT Rei Pelé venceu o Osasco por 2 a 1.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by