FOTO CAPA

DORME NA LIDERANÇA

Publicado à 01h37 desta quinta-feira, 4 de agosto de 2016.
O Santos é o novo líder do Campeonato Brasileiro. Pelo menos, até o final desta quinta-feira (4). Com a derrota do time de Itaquera diante do Atlético-PR e o empate do Peixe com o Flamengo - 0 a 0, em Cuiabá. Para terminar a rodada na primeira colocação, algo que não acontece desde 2006, o alvinegro torce contra o Palmeiras diante da Chapecoense, no Sul do país e também que o Grêmio não vença o Santa Cruz, em Porto Alegre. 


Flamengo e Santos realizaram uma partida muito equilibrada e se alternaram no controle do jogo. Na primeira etapa, apesar de uma bola na trave, num chute de Vitor Bueno, o Peixe ficou mais no contra-ataque e rifou muito a bola, com muitos lançamentos. Na segunda etapa, conseguiu avançar as linhas e apenas no final da partida sofreu riscos. Os cariocas também colocaram uma bola no poste do goleiro Vanderlei. O empate acabou sendo um resultado justo.

Já nos acréscimos, os flamenguistas reclamaram de um pênalti, após a bola tocar no braço de Caju. Apesar do lance ser interpretativo, se o árbitro quisesse poderia marcar a penalidade e nem o ponto obtido no Mato Grosso, poderia voltar na bagagem pra baixada.

Há de se destacar que o Santos jogou sem cinco titulares. Todos de seleção Brasileira. Os três na seleção olímpica - Zeca, Thiago Maia e Gabriel, além de Ricardo Oliveira e Lucas Lima no departamento. Os reservas, mesmo desentrosados deram conta do recado.

Os números são irrefutáveis. O alvinegro tem o melhor ataque e a segunda melhor defesa da competição. A zaga não sofre gols há três partidas - sendo duas no Brasileiro.

O Santos foi mandante da partida desta quarta-feira (3), mas teve que jogar "fora", por ter negociado com empresários, ainda, o ano passado. Na oportunidade, a gestão que administra o clube estava com dificuldades para saldar dividas e vendeu o confronto diante do rubro-negro a investidores. Há quatro rodadas do fim do Brasileiro de 2015, a diretoria realizou o jogo diante do time da Gávea na Vila, pois estava no G-4 e lutava por uma vaga na Libertadores da América desse ano. Entretanto, ficou a promessa de que nessa temporada, os compradores do mando exerceriam o direito de levar o duelo para onde desejassem.

E para não dizer que não falei das flores, em 2004, o Peixe atuou quatro partidas como mandante em São José do Rio Preto e ainda assim foi o campeão, com uma enxurrada de gols mal invalidados do centroavante Deivid.

Dos sete primeiros colocados, o alvinegro enfrentará cinco deles em casa no segundo turno (somente o Flamengo - 5o. colocado será no Rio de Janeiro). Porém, para não ser injusto na análise, o time de Dorival só venceu do oitavo colocado pra baixo (Empates contra Palmeiras e Flamengo. Derrotas para SCCP, Grêmio e Atléticos Mineiro e Paranaense).

No domingo (7), o Peixe volta a campo diante do lanterna América-MG, na Arena Independência em Belo Horizonte, às 11h00 da manhã. O zagueiro Luiz Felipe recebeu o terceiro cartão amarelo e desfalca a equipe. David Braz deve ser o seu substituto. 

FICHA TÉCNICA 
SANTOS 0 X 0 FLAMENGO 
Arena Pantanal, Cuiabá (MT)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva - PA
Público/Renda: 21.799/ R$ 1.748.455,00
Cartões amarelos: Caju e Luiz Felipe (SAN); Everton e Rafael Vaz (FLA)
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato e Léo Cittadini; Vitor Bueno (Yuri 47'2ºT), Jean Motta (Joel 32'2ºT) e Copete; Rodrigão (Elano 39'2ºT). Técnico: Dorival Júnior.
FLAMENGO: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Chiquinho; Márcio Araújo, Willian Arão e Alan Patrick (Mancuello 25'2ºT); Everton (Adryan 38'2ºT), Guerrero e Marcelo Cirino (Fernandinho 23'1ºT). Técnico: Zé Ricardo.

Caju sofreu para marcar o lado direito do ataque do Flamengo.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 
Vanderlei: No mínimo duas ótimas defesas. Uma fundamental no fim da partida. Vive bom momento. - 7,5
Victor Ferraz: No apoio só apareceu quando foi para o meio-campo. Teve mais que defender. - 6,0
Luiz Felipe: Cresceu bastante nos últimos jogos. Não deu espaço para Guerrero. Falhou apenas em uma cobertura a Victor Ferraz, em toda a partida. - 7,0
Gustavo Henrique: Bem no jogo aéreo. Trabalhou menos que seu companheiro de setor. - 6,5
Caju: Sofreu no primeiro tempo com os deslocamentos de Cirino e Pará. Só melhorou na marcação quando Cirino foi substituído, por estar lesionado e deu vaga a Fernandinho. Deu a assistência para Vitor Bueno mandar a bola na trave. - 5,0
Renato: Ficou preso a frente da zaga. Quase não avançou para tentar ser o elemento surpresa. - 6,0
Léo Cittadini: Discreto no primeiro tempo, apareceu mais para o jogo na segunda etapa. - 6,0
Vitor Bueno: Tem boa técnica e não sente pressão. Chutou uma bola no travessão. Alternou bons e sumidos momentos na partida. - 6,5
(Yuri): Jogou apenas dois minutos. - SEM NOTA.
Jean Motta: Quase não errou passes, mas esteve "escondido" na maior parte do jogo. Poderia produzir mais. - 5,5
(Joel): Não justificou a sua entrada. - 5,0
Copete: Não desequilibrou em nenhum lance, entretanto, taticamente ajudou bastante na defesa. - 6,5
Rodrigão: Jogou muito fora da área. Teve uma chance para marcar. - 5,5
(Elano): Entrou nos cinco minutos finais. - SEM NOTA.
Técnico: Dorival Júnior: Enfrentar um concorrente ao título, sem cinco jogadores, com a torcida contra e um gramado péssimo, dominar a partida em alguns momentos, não é para qualquer um. O Santos hoje tem padrão. A inversão dos laterais que aparecem como armadores e os volantes na cobertura, tem seu dedo. - 7,0


DATAS E HORÁRIOS DOS JOGOS DA COPA DO BRASIL

Santos e Vasco decidem uma vaga na semifinal.
A CBF divulgou nesta quarta-feira (3), os horários e os dias dos jogos das Oitavas de final da Copa do Brasil. Dia 24 de agosto, às 19h30, o Peixe enfrenta o Vasco, na Vila Belmiro;

A partida de volta acontecerá no dia 21 se setembro, às 21h45, em São Januário, no Rio de Janeiro.

Com isso, Santos e Coritiba que jogariam na segunda-feira, dia 22, pelo Campeonato Brasileiro será antecipado para domingo (21).


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by