FOTO CAPA

SOBROU ÁGUA E FALTOU FUTEBOL

Publicado às 00h50 desta sexta-feira, 22 de abril de 2016.
No primeiro duelo entre Santos, na estréia de ambas as equipes pela Copa do Brasil, deu empate em 1 a 1, no Estádio Zerão, em Macapá. O gol do Peixe foi marcado por Joel. Como não venceu por dois gols de diferença, os times se enfrentarão no jogo de volta, quinta-feira (29) que vem na Vila Belmiro.

Além de uma partida fraca tecnicamente, o jogo foi interrompido aos 8 minutos da segunda etapa, após um dilúvio que deixou o gramado com várias poças. Após 29 minutos, os times voltaram ao gramado e mesmo em condições impraticáveis, a equipe da baixada chegou a igualdade já que perdia o jogo.

Apesar do desentrosamento, eu, particularmente, classifico como inadmissível não vencer uma equipe semi-amadora da região norte do país, com jogadores apenas do Estado do Amapá. 

O time alternativo santista, já que eram todos jogadores reservas (os titulares ficaram na baixada na preparação para a semifinal domingo, diante do Palmeiras, na Vila Belmiro), perderam uma grande oportunidade de mostrar que podem ser titulares. Só reforçam a teoria de que se a direção não contratar para o Campeonato Nacional, onde ter elenco é fundamental, o alvinegro será novamente coadjuvante.

Nos primeiros 45 minutos, o Peixe não deu um chute sequer a meta do goleiro Zé Maria. Não bastasse isso, ainda tomou um gol.

O elenco santista retorna a baixada na madrugada desta sexta-feira (22). A delegação deixa o Macapá com destino a Brasília, às 5h30 da manhã, e em seguida viajam para São Paulo e desembarcam a tarde.

Um jogo para ser esquecido ou lembrado para não atuar de tal forma. Agora é foco total na semifinal contra o Palmeiras, domingo (24), no Urbano Caldeira, em partida única que vale uma vaga na decisão do estadual. Se conquistar a classificação, será a oitava decisão consecutiva que o Peixe estará no estadual paulista.

FICHA TÉCNICA
SANTOS-AP 1 X 1 SANTOS-SP
Estádio Olímpico Zerão, em Macapá (AP)
Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA-CBF-2).
Cartões amarelos: Armando, Cavalo e Fabinho (Santos-AP); Luiz Felipe, Paulinho e Alison (Santos)
Gols: Rafinha, 44'/1ºT (1-0); Joel, 33'/2ºT (1-1)
SANTOS-AP: Zé Maria; Cavalo, Dedé, Jari e Batata; Otávio Pretão, Lessandro, Renato, Rafinha e Fabinho; Armando (Jean Marabaixo - 28'/2ºT). Técnico: Romeu Figueira.
SANTOS: Vladimir; Alison, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Caju; Léo Cittadini, Leandrinho, (Igor - intervalo) Serginho (Ronaldo Mendes - intervalo) e Rafael Longuine (Maxi Rolón - 37'/2ºT); Paulinho e Joel. Técnico Interino: Lucas Silvestre.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vladimir: Prejudicado pela falta de ritmo no gol que sofreu. Goleiro há muito tempo sem jogar corre esse risco. Treino é bem diferente de jogo, principalmente para esta posição. - 5,0
Alison: Limitou-se apenas a defender quando lateral. No segundo tempo com a entrada de Igor foi pro meio-campo. - 5,0
Lucas Veríssimo: Sem entrosamento com Luís Felipe. - 5,0
Luiz Felipe: Deu condições para Rafinha marcar o gol dos donos da casa. - 5,0
Caju: Um dos poucos que tentou algo. Apoiou bastante. - 6,0
Léo Cittadini: Ainda se adapta a função de segundo volante. Deu espaços no meio, mas foi a frente tentar ser o elemento surpresa. - 5,5
Leandrinho: Reapareceu após longo tempo. Sem ritmo também. Foi substituído. - 5,0
(Igor): O lateral do sub-20 limitou-se a apenas defender. Não apoiou. - 5,0
Serginho: Era um dos poucos que tentava algo. Apesar de não ter sido brilhante, eu particularmente, não o substituiria. Era o único que pensava o jogo no meio. - 5,5
(Ronaldo Mendes): Entrou com vontade. Perdeu um gol feito de cabeça. - 5,5
Rafael Longuine: Mais uma vez discreto. - 5,0
(Maxi Rolón): O argentino jogou apenas 10 minutos em sua estréia. - SEM NOTA. 
Paulinho: Estava sumido no jogo e só tinha aparecido em alguns lances mais desleais. Bela assistência no gol de Paulinho. - 6,0
Joel: Apagado no primeiro tempo,  perder um gol, mas deixou a sua marca. - 6,5
Técnico Interino: Lucas Silvestre: Situação difícil do auxiliar. Pegou um time que pouco treinou junto e com jogadores de qualidade duvidosa em algumas posições. Creio que demorou para colocar o terceiro atacante e eu não tiraria Serginho e sim Longuine, no intervalo. - 5,5

http://www.lojarenotech.com.br/




 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by