FOTO CAPA

UM PASSEIO NA VILA

Publicado às 02h10 desta quinta-feira, 20 de agosto de 2015.
O Santos voltou a jogar muito bem e largou na frente em busca de uma vaga nas quartas de finais da Copa do Brasil. O time de Dorival Junior não deu bola para o líder do campeonato brasileiro e vai para a partida de volta, em Itaquera, com uma ótima vantagem. Com gols de Gabigol e Marquinhos Gabriel, o alvinegro praiano venceu o SCCP no estádio da Vila Belmiro por 2 a 0.

Como de costume, o Peixe começou com a marcação forte, pressão e alugou o meio-campo. O time de Parque São Jorge não conseguiu dar um chute nos primeiros 45 minutos e aos 32, Lucas Lima fez um lançamento perfeito e encontrou Gabriel, que de cabeça abriu o placar - 1 a 0.

No segundo tempo, o jogo ficou aberto e inclusive perigoso para o Santos. Mas o ataque do adversário não faz pra ninguém e novamente, em novo lance do camisa 20 convocado por Dunga, Marquinhos Gabriel finalizou e colocou números finais nos primeiros 90 minutos do confronto - 2 a 0.

O jogo de volta está marcado para a Arena de Itaquera, na próxima quarta-feira (26). Se o Santos marcar um gol, o time da capital vai ter que vencer por no mínimo 4 a 1 para conseguir a classificação. A vantagem é muito boa e o Peixe terá o contra-ataque à sua disposição. Antes porém, o time da Vila joga em casa, na abertura do returno do Brasileiro, no sábado (22), às 18h30, diante do Avaí-SC.

Além do Peixe ter jogado bem diante do rival, creio que aqueles que acompanharam a partida puderam ver a maravilhosa apresentação do melhor meia em atividade no país. Será que o apresentador do Sportv que me esnobou no mês de abril, em rede nacional, quando perguntei ao então técnico Marcelo Fernandes, se Lucas Lima já não merecia uma chance na seleção brasileira e o âncora, após ouvir a minha pergunta, disse que eu era um repórter local e que tinha exagerado, se convenceu do futebol do jogador após esta performance? Tenho convicção que sim.

A vaga não está garantida. O SCCP é muito forte em casa, mas o Santos tem tudo para sair da casa do adversário classificado, na semana que vem. 

Outro detalhe. Em 2015, o Santos não perdeu em nenhum dos três jogos contra o rival. São duas vitórias e um empate.


FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 0 SCCP
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data/Hora: 19/8/2015 – 22h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO) 

Renda/Público: R$ 678.150,00  / 10.383 pagantes

Cartões Amarelos: Lucas Lima (SAN); Fagner (SCCP)
GOLS: Gabigol, 32'/1ºT (1-0) e Marquinhos Gabriel, 33'/2ºT (2-0)
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima (Paulo Ricardo, 44'/2ºT); Gabriel (Neto Berola, 34'/2ºT), Geuvânio (Marquinhos Gabriel, 20'/2ºT) e Ricardo Oliveira.  Técnico: Dorival Júnior
SCCP: Cássio; Fagner, Gil, Felipe e Uendel; Bruno Henrique, Elias, Jadson (Danilo, 38'/2ºT) e Renato Augusto; Malcom (Mendoza, 27'/2ºT) e Luciano (Vagner Love, 42'/1ºT).  Técnico: Tite.

Gabriel abriu o placar e foi pra galera.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 
Vanderlei: Pouco trabalho nos primeiros 45 minutos. Fez uma defesa importante no segundo tempo. - 6,5
Victor Ferraz: Apoiou muito, principalmente na primeira etapa. - 6,5
Gustavo Henrique: Se coloca muito bem. Readquiriu o ritmo de jogo, - 6,5
David Braz: Apesar de insistir nos lançamentos de longa distância, defensivamente foi quase perfeito. - 7,0
Zeca: Foi pro apoio, finalizou e fez um duelo interessante com o bom lateral do SCCP. - Fagner - 6,5
Thiago Maia: Partidaça. Perdeu apenas um bote na marcação. Tem apenas 18 anos. - 7,5
Renato: Não fez um bom primeiro tempo, errou passes, que não é normal. Em compensação, na etapa complementar apareceu até de segundo atacante, lembrando os tempos de Sevilha-ESP, onde chegou a atuar poucas vezes nessa posição. Muita categoria. -6,5
Lucas Lima: Duas assistências fantásticas e certeiras. Lembrou Robert (meia vice-brasileiro de 95 e campeão em 2002), quando ninguém conseguia tomar a bola. Não se limitou a apenas entregar a bola no pé do companheiro, mas também foi muito bem nos lançamentos de média e longa distância - 8,5
(Paulo Ricardo): Jogou apenas quatro minutos com os acréscimos - SEM NOTA
Gabriel: Não fazia boa partida até marcar o gol. Funcionou taticamente. Após abrir o marcador melhorou. Deu até chapéu. - 7,0
(Neto Berola): Não entrou bem. - 5,0
Geuvânio: Não reeditou as suas boas performances. Foi substituído. - 5,5
(Marquinhos Gabriel): A exemplo de Gabriel, até marcar o gol, não tinha entrado bem. Teve calma na hora de matar o jogo. - 7,0
Ricardo Oliveira: Teve uma chance e de forma inteligente tentou por cima. Cássio defendeu. Joga muito mais do que rendeu. - 6,0
Técnico: Dorival Júnior: Dorival amadureceu como treinador e o Santos é um time organizado, mesmo com o técnico a frente da equipe, há poucos jogos. Fez com que Lucas Lima jogasse adiantado e não pegasse a bola no pé do volante.- 7,0
Apoio: 

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by