FOTO CAPA

UM TUBARÃO EM CASA, MAS FORA...

Publicado às 20h37 deste domingo, 24 de Maio de 2015.
O Santos voltou a decepcionar quando joga fora de casa. Na Arena Condá, no interior de Santa Catarina, o time de Marcelo Fernandes perdeu para a Chapecoense por 1 a 0. O gol da vitória adversária foi marcado pelo ex-lateral santista Apodi. 

Apesar de ter três grandes nomes do futebol nacional - Robinho, Ricardo Oliveira e Geuvanio, o sistema ofensivo santista não tem demonstrando a eficiência desejada. Apesar do goleiro Danilo da "Chape" ter feito uma bela defesa em finalização de Robinho, o time santista agrediu pouco e perdeu pela segunda vez consecutiva (uma no Brasileiro e outro na Copa do Brasil). 

O alvinegro apesar da conquista do Paulistão, não venceu nenhum time da série A fora da Vila, em 2015. Foram derrotas para a Ponte Preta,  e Palmeiras, além do empate para o SCCP no estadual e novos insucessos para o Sport na Copa do Brasil, Chapecoense no Brasileiro e igualdade contra o Avaí.

O técnico Marcelo Fernandes foi expulso ainda no primeiro tempo em lance que o clube da casa não teve "fair play" e mesmo com o volante Valência caído, e deixou o gramado em seguida contundido, o time do interior de Santa Catarina deu continuidade e quase marcou o gol. A arbitragem distribuiu 11 cartões durante a partida.

Os santistas viveram de jogadas individuais que praticamente não aconteceram. E o que se viu nos últimos anos se repete, o clube vai bem no primeiro semestre e no nacional deixa a desejar. O Peixe não entra no G-4 desde 2010 e não faz uma campanha decente na competição desde 2007, quando foi vice-campeão. Apesar de ser precoce, parece que um repeteco dos últimos anos caminha para um final infeliz para o Nação Santista. Quero estar muito equivocado.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 1 x 0 SANTOS
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data/Hora: 24 de maio de 2015, às 16h
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Cartões amarelos: Rafael Lima, Vilson, Dener, Elicarlos, Gil e Hyoran (Chapecoense), Chiquinho, Lucas Otávio, Geuvânio, Lucas Lima, Robinho e Ricardo Oliveira (Santos)
Público/renda: 6.374 pagantes/R$ 101.360,00
GOL: Apodi, aos 20/1ºT (1-0)
CHAPECOENSE: Danilo, Apodi, Rafael Lima, Vilson e Dener; Bruno Silva, Elicarlos, Gil e Camilo (Hyoran, aos 37/2ºT); Ananias (Wagner, aos 25/2ºT) e Roger (Edmilson, intervalo). Técnico: Vinicius Eutrópio.
SANTOS: Vladimir, Victor Ferraz, David Braz, Werley e Chiquinho; Valencia (Lucas Otávio, aos 16/1ºT), Leandrinho (Rafael Longuine, aos 18/2ºT) e Lucas Lima; Geuvânio, Robinho e Ricardo Oliveira. Técnico: Marcelo Fernandes.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Vladimir: Não conseguiu evitar o gol de Apodi. Fez uma boa defesa em nova finalização do mesmo ala - 5,5
Victor Ferraz: Apoiou bastante no primeiro tempo. Depois limitou-se a marcar - 5,5
David Braz: O melhor zagueiro do atual elenco não conseguiu parar o rápido Apodi no lance do gol - 5,5
Werley: Não sabe sair com a bola - 5,0
Chiquinho: Sofreu com os avanços de Apodi - 5,0
Valencia: Jogou apenas 16 minutos - SEM NOTA
(Lucas Otávio): Lutou muito na marcação do meio-campo - 5,5
Leandrinho: Não apareceu como elemento surpresa na frente para desafogar os jogadores marcados - 5,5
(Rafael Longuine): Perdeu uma ótima oportunidade de empatar o jogo. Nervoso, provavelmente pela estreia - 5,5
Lucas Lima: Bem marcado. Sacrificado pois tem que pegar a bola praticamente atrás dos volantes - 5,5
Geuvânio: Tentou na individualidade. Não conseguiu - 5,5
Robinho: Apesar de sabermos que tem muito mais futebol do que apresentou, foi um dos poucos que ainda tentou algo - 6,0
Ricardo Oliveira: Perdeu uma ótima oportunidade e chutou por cima - 5,0
Técnico: Marcelo Fernandes: Expulso antes dos vinte minutos. Não conseguiu, ainda, fazer um Santos forte fora da Vila - 5,0


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by