FOTO CAPA

SEM ACORDO

Publicado às 18h04 desta quarta-feira, 21 de janeiro de 2015.
O goleiro Aranha e o Santos FC não chegaram a um acordo na tarde desta quarta-feira (21), em audiência na 2ª Vara da Justiça do Trabalho. Com isso, a decisão do mérito fica para o próximo dia 30 de janeiro, às 14h, na cidade do litoral paulista.

Por falta de pagamento de salários, décimo-terceiro e fundo de garantia, o goleiro deseja a recisão unilateral do vínculo que tem com o clube até o fim deste ano. 

Os advogados do alvinegro chegaram a fazer duas propostas ao atleta - A primeira, era liberar o goleiro desde que ele desistisse do processo e o clube para que ele seja transferido depositasse R$ 1 milhão nos cofres do Santos, o que não foi aceito. Em seguida, o clube propôs a liberação imediata do arqueiro, sem que ficasse com nenhum valor, porém, que ele retirasse a ação, já que se o Aranha for vencedor da causa, o Peixe terá que pagar os salários do atleta até o fim do seu contrato, ou seja, durante todo o ano de 2015. 

Como Aranha não aceitou as propostas do advogado santista, o juiz Samuel Angeline Morgero decidiu negar o pedido de liminar que o advogado do goleiro desejava e argumentou que ele não está sendo prejudicado na busca por um novo clube, pois a janela de transferência continua aberta. 

O jogador se queixou que o clube só ficaria com ele, caso não conseguisse contratar outro goleiro e isso contribui na decisão de entrar na justiça do trabalho.

Até o momento, dos atletas que entraram na Justiça contra o clube, em busca de uma liminar, apenas o lateral Mena obteve sucesso.


Jogo-treino

Ainda não está confirmado, mas o Santos deve realizar um jogo-treino, sábado (24), no CT Rei Pelé, provavelmente contra o Cotia, clube da série A -3 do futebol paulista.

A partida servirá de preparação para a estreia da equipe no Paulistão 2015, dia 1, contra o Ituano, no estádio da Vila Belmiro, às 19h30.

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by