FOTO CAPA

MENA VOLTA E CÍCERO FORA

Postado às 18h31 desta quarta-feira, 14 de Maio de 2014.
Cícero com amigdalite (dores na garganta), Leandro Damião com inflamação no púbis (só deve retornar após a Copa), e  Alan Santos que se recupera de lesão, serão as ausências do Santos que enfrentam o Princesa do Solimões (AM), às 21h50 (de Brasília), na Vila Belmiro, com transmissão da Super Rádio São Paulo - 1.150 AM (antiga TUPI/SP), pela partida de volta da segunda fase da Copa do BrasilEm compensação, Mena, recuperado de dores no tendão de aquiles, quase um mês fora da equipe, treinou entre os titulares e reaparece na lateral-esquerda. Geuvânio, ganha nova oportunidade e também começa a partida.

Cícero com a garganta inflamada não treinou e será preservado pela Comissão Técnica.  Alan Santos, que já havia sido desfalque no alvinegro no confronto contra o Figueirense-SC, em razão de lesão grau 1 no músculo posterior da coxa esquerda, ainda não retorna ao time alvinegro.
"A recuperação do Alan (Santos) surpreendeu e ele já está no campo fazendo trabalho de transição. Assim que recuperar a forma física, estará liberado para os jogos”, contou Alex Evangelista, um dos fisioterapeutas do clube. 
Já o técnico Alexandre Gallo da seleção brasileira sub-21, liberou Jubal e Alison da apresentação para a fase de preparação para o Torneio de Toulon. Sendo assim, os jogadores estão a disposição de Oswaldo de Oliveira para o duelo da competição nacional. Além dos dois, o jovem Paulo Ricardo, também convocado, viajarão para o Espírito Santo, onde será realizado o período de treinos, apenas na manhã de sexta-feira (16).

O provável Santos deve ter Aranha; Cicinho, David Braz, Jubal e Mena; Alison, Arouca e Lucas Lima; Geuvânio, Thiago Ribeiro e Gabriel.




Rildo corre no gramado

O atacante Rildo foi a principal surpresa no treinamento na tarde desta quarta-feira (14) no CT Rei Pelé. Um mês e um dia após sofrer uma grave entorse no tornozelo direito, a recuperação do atleta emprestado pela Ponte Preta surpreendeu até mesmo os médicos do clube, que praticamente descartam uma cirurgia no local:
“Tínhamos uma perspectiva de ter uma necessidade de cirurgia e hoje ela é remotíssima. Fez a primeira corrida no gramado, não sentiu dor e a partir de agora vai iniciar os trabalhos com bola. Vamos prepará-lo fisicamente e também preparar o tornozelo dele para as surpresas do campo”, explicou o fisioterapeuta Alex Evangelista.
A lesão do atacante Rildo aconteceu na final do Campeonato Paulista contra o Ituano no dia 13 de abril. Após subir para cabecear uma bola, o jogador acabou torcendo o tornozelo na queda. Mesmo com o inchaço, o atleta voltou a partida, permaneceu até o final e pediu para cobrar um dos pênaltis.
“A primeira corrida depois de um mês. A gente fica um pouquinho receoso, tinha medo da necessidade da cirurgia, mas está dando tudo certo. Agora é continuar na fisioterapia e seguir as orientações para ficar a disposição do treinador o mais rápido possível”, comemorou o atacante.
                                                      
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by