FOTO CAPA

CONVICÇÃO OU TEIMOSIA?


Postado às 11h08 desta sexta-feira,22 de fevereiro de 2013
Sábado, 23 de fevereiro de 2013- 12:59: Muricy recuou e vai escalar Renê Jr no meio campo. Em treino fechado, Marcos Assunção foi preterido. Santos vai com a seguinte escalação: 
Rafael; Bruno Peres, Dracena, Durval e Léo; Arouca, Renê Júnior, Cícero e Montillo; André e Giva. 

Sexta, feira, 22 de feverweiro de 2013 - 19h59: O julgamento de Neymar foi adiado do dia 25 para o dia 4 de março, com isso, o camisa 11 do Santos que cumpre suspensão automática neste domingo (17) contra o XV Piracicaba, retorno no clássico diante do Corinthians.

Sem vencer a três rodadas, o Santos busca reabilitação neste domingo (24) às 18h30 contra o XV Piracicaba no Estádio da Vila Belmiro com transmissão da SUPER RÁDIO TUPI/SP – 1150 AM. Sem Neymar suspenso e Miralles no departamento médico, o sinal de alerta está ligado em Vila Belmiro. O treinador Muricy poderia sacar o regular René Junior do meio-campo e bancar a permanência do veterano Marcos Assunção na equipe. Nas últimas três partidas, o time levou oito gols. Será que a culpa é da defesa, eis a questão?

O Santos foi líder e permaneceu invicto no campeonato estadual durante as seis primeiras rodadas. Na sétima apresentação do clube praiano, o treinador mexeu em algumas peças. Tirou um dos, se não o melhor jogador da equipe no início de temporada, René Junior do meio-campo e Neto da zaga para a entrada de Marcos Assunção e o retorno do zagueiro Edu Dracena, que estava afastado há sete meses dos gramados.

Muricy é pragmático, não abre mão da bola parada, a maior qualidade de Assunção. É visível que com a entrada do veterano da camisa 20 (também não concordo de apenas este atleta jogar com numeração fixa, pois a história do Santos nunca foi assim, com raríssimas exceções), a meia cancha alvinegra perdeu poder de marcação, ficou mais lenta e a defesa ficou exposta. Resultado: três gols em cada um dos últimos 90 minutos nos dois últimos jogos. Repito a pergunta que eu fiz ao leitor: A culpa é mesmo da defesa?

Recentemente, o lateral Léo, em entrevista coletiva ficou irritado (com razão) quando indagado sobre a queda de rendimento tinha sido em razão da idade da defesa:
Não muda nada. A defesa velha ganhou todos esses títulos dos últimos anos. É papo furado que não soma nada. Conversinha. Por que não se fala em idade quando ganhamos títulos? Ficam todos quietinhos. Isso é besteira, vamos evoluir”, disparou Léo.
O técnico do rival Corinthians, Tite, não tem problema nenhum em colocar Alexandre Pato, contratado a peso de ouro junto ao Milan-ITA no banco de reservas. Por que Marcos Assunção, Durval e outros também não poderiam ficar na suplência? 

Faço outra pergunta aos leitores, então por quê será que o momento do defensor Neto e do volante René Junior (na opinião deste repórter, a única contratação que efetivamente vem surtindo efeito dos atletas que desembarcaram na Vila em 2013) são piores dos jogadores santistas que citei acima?

Creio que alguns vão me questionar sobre o futebol de Edu Dracena e tenho a resposta. O capitão santista deixou o time por contusão e não queiram que um jogador que passou por uma intervenção cirúrgica e ficou afastado durante quase sete meses, tenha o mesmo rendimento (em apenas dois jogos) de quando estava em atividade e com ritmo de jogo. Dracena chegou a ficar na vice-artilharia do Santos (um zagueiro) durante o primeiro semestre de 2012, com a mesma quantidade de gols de Alan Kardec e abaixo apenas do “astro” Neymar.

Cabe a aqueles que criticam apenas o sistema defensivo do alvinegro, uma reflexão. A Culpa é só da defesa? E por que o treinador não abre mão das suas convicções? Será que ele está certo? Isso, só o tempo vai dizer, pois, o presente, diz justamente ao contrário.



 Ecos da Tragédia na Bolívia
(*) Por Felipe Takashi 


A punição ao Corinthians foi branda, porém, houve punição. Algo raríssimo quando o julgamente parte da varzeana Conmebol. Nos anos 80, no auge dos hooligans, a UEFA proibiu clubes ingleses de jogarem competições continentais por CINCO anos, isso mesmo, intermináveis CINCO anos. Devido a sangria causada por torcedores do Liverpool em 1985 em uma partida contra a Juventus. Depois da punição, o futebol inglês se profissionalizou, modernizou-se, novas leis foram aplicadas e hoje tornou-se a NBA do futebol. Tem estádios fantásticos, jogadores de alto escalão e clubes poderosos.

O Corinthians (atual campeão mundial) deveria ser excluído da competição, afinal, um garoto que foi assistir a uma mera partida de seu clube de coração, não voltou mais para casa. Isso faria o clube e o futebol brasileiro e sul-americano a fomentar uma política mais profissional do esporte mais praticado por aqui.

Mas vale uma lembrança, onde está o julgamento da patética decisão da Copa Sul Americana do ano passado, em que São Paulo e Tigre protagonizaram cenas deploráveis? Ouve acusação dos argentinos de uso de ARMAS DE FOGO dos seguranças do Tricolor nos vestiários do Morumbi. Não há investigação? Morumbi segue sediando jogos normalmente?

Nosso futebol está entregue a falta de organização, civilização e profissionalismo.

(*) Felipe Takashi, Produtor do 360 Magazine e proprietário da Marítima Soluções em TI. Web Desing responsável pelo blog.

Para você amigo internauta ligado no Blog do Ademir Quintino:
Curta a Fan Page do blog:
http://www.facebook.com/BlogdoAdemirQuintino



- Produção da Agência Marítima Soluções
 




 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by