FOTO CAPA

PARA PAGAR ATRASADOS SANTOS PRECISA VENDER

Publicado às 20h10 desta terça-feira, 17 de novembro de 2020.

Sem receitas ordinárias para receber, pois muitas verbas adiantadas comprometeram a vida financeira do clube, o alvinegro tem necessidade de vender um dos ativos do seu elenco urgentemente. O dinheiro será utilizado para resolver  débitos de salário, direito de imagens e luvas que já estão atrasados. A bola da vez para venda é a de Lucas Veríssimo, entretanto, como manda o estatuto nos três últimos meses de mandato de cada gestão no clube, o Conselho Deliberativo do Santos precisa ser consultado e na noite desta terça-feira (11), reprovou a ida do zagueiro nestas condições.

A decisão de não acompanhar o pedido do Comitê de Gestão para a conclusão da negociação veio de acordo com parecer do Conselho Fiscal e não foi colocado em votação.

A proposta do Benfica previa o empréstimo de um ano e pagamento de 6,5 milhões de euros parcelados ao Santos, a partir de 2022. Seria um empréstimo com obrigação de compra e o clube adiantaria esse dinheiro com uma instituição financeira e pagaria juros. Ficaria com 5,1 milhões de euros do montante. O Peixe é dono de 80% dos direitos econômicos do atleta.

O risco de perder atletas de graça na justiça caso esses compromissos não sejam honrados, é eminente e pode fazer com que o clube fique em uma situação pior do que já está. Isto já aconteceu em 2015. Na oportunidade, inicio de uma nova gestão, salários e direitos de imagens atrasados fizeram com que atletas procurassem os seus direitos. Entre eles Mena, Arouca, Damião e outros.

Duas propostas chegaram a Vila Belmiro para o defensor santista e apesar do atleta não dizer abertamente, uma ida para o mercado europeu, em vez do mundo árabe é visto com melhores olhos por ele. Os portugueses do Benfica seguem interessado pelo camisa 28 do Peixe. O time de Lisboa espera contar com o atleta na janela de janeiro de 2021.

Na semana retrasada, a atual gestão em exercício, conseguiu pagar apenas 40% dos valores na carteira profissional referente aos vencimentos de Outubro. Com uma venda concretizada, algumas pendências seriam quitadas imediatamente.

Os valores da venda de um dos zagueiros mais rápidos do país, seriam utilizados para quitar pendências com o elenco, tranquilidade financeira para a sequência das competições e a possibilidade de renegociar com clubes credores e enfim liberar o Santos para inscrever jogadores nas competições, com o fim do 'transferban' da FIFA.


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by