FOTO CAPA

REVIRAVOLTA NO CASO SASHA

Publicado às 07h13 de sábado, 1 de agosto de 2020.
O atacante Eduardo Sasha teve revogada a liminar que havia conseguido na Justiça do Trabalho, na noite desta sexta-feira (31), no começo da noite deste sábado (1).  O juiz que havia assinado o despacho, alegou ser suspeito e para a lisura do processo, saiu do caso. 

O juiz que tinha dado liminar para que o jogador pudesse negociar com outro clube, preferiu sair do caso, pois é torcedor do Atlético Mineiro, clube que tem interesse no futebol do jogador, o que foi determinante e  conflitante para a autoridade jurídica. 

Carlos Ney Pereira Gurgel, juiz da 6ª Vara do Trabalho da cidade de Santos foi muito criticado em rede social por torcedores do Santos, pelo seu amor ao clube das alterosas e por essa razão, outro magistrado avaliará todo o processo desde o começo. 

O atacante entrou na Justiça com a alegação de atrasos salariais e redução sem acordo durante a quarentena proporcionado pelo novo coronavírus. O valor total da causa trabalhista é de R$ 15.532.467,50.

Sasha tem contrato com o Peixe até  31 de dezembro de 2022. Metade dos direitos econômicos do jogador foram em troca de Zeca, lateral, hoje no Bahia. Os 50% restantes o Peixe vinha pagando o Internacional. O investimento no ex-camisa 27 foram de R$ 12 milhões. 

O técnico Jorge Sampaoli que chegou a afastar Sasha no Santos, no começo do ano passado, pediu aos dirigentes do Galo, a sua contratação.

Sasha foi o artilheiro do Santos no último Campeonato Brasileiro. Ele atuou em 37 das 38 partidas do Santos na competição e marcou 14 gols com outras três assistências. 

Em 2020, com o português Jesualdo Ferreira à frente da equipe, o centroavante fez apenas dois gols em oito jogos pelo Campeonato Paulista, além de passar em branco nas duas apresentações pela Copa Libertadores.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by