FOTO CAPA

RAFAEL: 'QUERO SEGUIR NA EUROPA, MAS SE EU VOLTAR É PARA SER CAMPEÃO'

Publicado às 22h00 desta terça-feira, 7 de abril de 2020.
O goleiro Rafael, figura decisiva e importantíssima na campanha vitória do tri da Libertadores do Santos, em 2011 revelou que não pretende voltar ao Brasil tão cedo. O jogador aceitou o meu convite para participar de uma live na tarde desta quinta-feira (7), no instagramgoleiro de 29 anos defende o Reading da segunda divisão da Inglaterra, no momento e tem mais dois anos de contrato com os britânicos.

Perguntado se voltaria para encerrar a carreira no Peixe, clube que o revelou, o jogador demonstrou carinho pela instituição, mas quer voltar somente em condições de disputar títulos: 
"Vou ser bem sincero. Eu não quero voltar para o Santos só para encerrar a carreira. Eu quero voltar para ser campeão. Se eu ver possibilidades de voltar para ser campeão, por que não? A primeira impressão fica, mas a última também. Se eu ver esperanças mínimas de ser campeão, com certeza voltarei. Não quero estar com 35 anos e voltar sem nenhuma pretensão." disse o jogador que foi titular do gol santista durante quatro anos e conquistou seis títulos, sendo apenas um deles entre os suplentes.
Rafael está há sete anos no velho continente. Afirmou que a organização e competitividade dos Europeus impressiona e era um sonho particular jogar na 'terra da rainha'.
"Fiquei cinco anos no Napoli e mais um no Sampdoria, na Itália. Agora estou na Inglaterra. Estou contente e não penso em voltar para o Brasil agora. Tenho 29 anos. Idade boa ainda. par goleiro não é velho. Quero fazer minha carreira na Europa e no futuro, quem sabe, voltar para o Brasil”, garantiu o ídolo alvinegro.
Peguntando se ainda acompanha o Santos, mesmo à distância, o jogador disse que sempre assiste o alvinegro. Ele também revelou que o ex-técnico do Peixe, Jorge Sampaoli, residiu em uma propriedade que lhe pertence, na baixada santista, durante a temporada que se encerrou, em dezembro.
"O Santos é o único time do Brasil que eu acompanho sempre. Se eu não assisto o jogo ao vivo, eu vejo todos os melhores momentos logo em seguida. O ano passado eu acompanhei até mais, gostava de como o time jogava e o Sampaoli estava morando no meu apartamento." disse.
Depois de mais de cinquenta minutos de conversa, o jogador agradeceu a torcida santista por sempre lembrar de sua passagem pela Vila.
"O tempo que eu tive em Santos foi fantástico. Todos foram respeitosos comigo. Devo tudo ao Santos. Sempre digo isso. Confiou no meu trabalho, colocou para jogar e vai estar sempre no meu coração. A gente nunca sabe do futuro, temos planos, projetos. Mas eu vou estar sempre na torcida pelo Santos. Agradeço o carinho da torcida que sempre me 'metralha' de mensagens e saiba que esse sentimento é recíproco." finalizou o goleiro de 16 convocações para a Seleção Brasileira entre 2011 e 2012.
strutura.com.br
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by