FOTO CAPA

TIME BOM, ELENCO FRACO

Publicado à 00h03 desta sexta-feira (16) de outubro de 2015.
Até o começo da rodada, o Santos tinha a melhor campanha do returno com 22 pontos conquistados em 30 disputados. Mas a síndrome de não vencer fora de casa, reapareceu em Porto Alegre. O time da Vila é o terceiro pior visitante da competição com menos de 20% dos pontos conquistados. A única vitória fora de casa no Brasileirão foi diante do Cruzeiro. Nesta quinta-feira (15), na capital gaúcha, o Peixe perdeu para o Grêmio por 1 a 0. Mesmo com a derrota, o insucesso dos rivais na rodada mantiveram o alvinegro no G-4.

O primeiro tempo teve uma leva vantagem do time da casa. Os santistas não contaram com quatro titulares - Gustavo Henrique, Victor Ferraz, Ricardo Oliveira e Geuvânio.

O Grêmio não é uma equipe que troca muitos passes e sim utiliza muita força, aposta demais nas bolas altas e em um escanteio concedido de forma juvenil, fez o único gol do jogo.

Nos 45 minutos finais, o Santos foi bem melhor, teve maior posse de bola, mas não conseguia finalizar. Os laterais não conseguiram ir a linha de fundo e o ataque sem Ricardo Oliveira, praticamente não existiu diante dos donos da casa.

Como não sou de ficar em cima do muro, o Santos tem um ótimo time, mas o elenco é fraco. Os suplentes do time, com raras exceções, tem qualidade técnica bem abaixo dos titulares e Dorival Junior tem de agradecer o fato dos rivais também perderem na mesma rodada e com isso, o Glorioso permaneceu na quarta colocação com 46 pontos.

No domingo (18), o Peixe enfrenta o Goiás na Vila Belmiro. O treinador Dorival Junior não contará com David Braz que recebeu o terceiro amarelo e Gabriel, expulso por reclamação após o termino da partida. Em compensação, Ricardo Oliveira estará de volta.
O Santos sofreu com as bolas aéreas no Sul do país.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 x 0 SANTOS 

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Público e renda: 8.837 pagantes/ R$ 257.109,55
Cartões amarelos: Geromel, Douglas e Moisés (GRE); Vanderlei, David Braz e Gabigol (SAN)
Cartão vermelho: Gabriel
Gol: Bressan, 26'/1ºT (1-0)
GRÊMIO: Bruno Grassi; Galhardo, Geromel, Bressan e Marcelo Oliveira; Walace e Maicon; Giuliano, Douglas (Maxi Rodriguez, 32'/2ºT) e Luan (Moisés, 43/2ºT; Bobô (Pedro Rocha, 15'/2ºT). Técnico: Roger Machado.
SANTOS: Vanderlei; Zeca, David Braz, Werley e Chiquinho; Renato, Thiago Maia (Serginho, 31'/2ºT) e Lucas Lima; Marquinhos Gabriel (Neto Berola, 28'/2ºT), Leandro (Nilson, 20'/2ºT) e Gabigol. Técnico: Dorival Júnior.

NOTA DOS JOGADORES DO SANTOS

Vanderlei: Fez uma ótima defesa no segundo tempo em finalização de Pedro Rocha - 6,5
Zeca: Mesmo destro, não reeditou os bons cruzamentos que tem tido do lado esquerdo. Ainda assim desarmou e fez boas tabelas - 6,5
David Braz: Perdeu o tempo da bola e não subiu no lance do gol de Bressan - 5,0
Werley: Cedeu um escanteio de forma infantil no gol gremista. Não transmite confiança aos companheiros - 4,5 
Chiquinho: Não apareceu nenhuma vez no apoio. Como não vinha jogando está sem ritmo - 5,0
Renato: Teve dificuldades no primeiro tempo abaixo do alvinegro - 5,5
Thiago Maia: Um dos poucos que escaparam. Roubou muitas bolas sem cometer faltas, sua principal características - 6,0
(Serginho): Entrou no final. Não teve tempo de produzir muita coisa - SEM NOTA
Lucas Lima: Apanhou feito mulher de malandro. Foi vítima do revezamento de faltas que sofreu de toda a defesa e meio-campo gremista. O melhor do Santos - 7,0
Marquinhos Gabriel: Outro que não reeditou as últimas boas partidas. Foi bem substituído - 5,5
(Neto Berola): Não entrou bem - 5,0
Leandro: Pela primeira vez foi titular do Santos e não aproveitou a oportunidade. Outro que foi bem substituído - 5,0
(Nilson): Não teve nenhuma chance de finalização - 5,5
Gabriel: Até teve uma chance na segunda etapa de empatar a partida. Perdeu a cabeça e foi expulso por reclamação. Como tinha levado o amarelo antes e foi expulso direto vai cumprir dois jogos e ainda será julgado - 5,0
Técnico: Dorival Júnior: Dorival é muito questionado por substituir mal. Dessa vez, acredito que fez o que podia com as peças de pouca qualidade que tinha no banco - 6,0



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by