FOTO CAPA

NOITE DE BELOS GOLS

Postado às 21h42 deste domingo, 21 de setembro de 2014.
Mesmo sem empolgar e em alguns momentos até dominado pelo adversário, o Santos venceu o Figueirense, na noite deste domingo (21), por 3 a 1, no estádio do Vila Belmiro. Os gols do alvinegro foram marcados por Leandro Damião, Robinho e Lucas Lima. Com o resultado, o time santista foi para 33 pontos e permanece na nona colocação do Campeonato Brasileiro.

Conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO publicou em primeira mão durante a tarde de sábado, Edu Dracena e Arouca foram poupados e não jogaram. A maior surpresa na escalação de Enderson Moreira foi a entrada do jovem Caju no lugar de Zé Carlos na lateral-esquerda. O atacante Thiago Ribeiro que retornava de contusão foi para o banco e Gabriel começou como titular. Recentemente, este espaço realizou uma enquete e 91% dos torcedores santistas desejavam que o camisa 11 fosse para o banco de reservas.

Nos primeiros 45 minutos, o Santos foi completamente dominado. Os catarinenses finalizaram mais de 10 vezes contra apenas três do mandante. Ainda assim, Leandro Damião aproveitou belo cruzamento de Lucas Lima e abriu o placar. Já nos acréscimos, Giovanni Augusto empatou o duelo, após um pênalti que na minha opinião, não aconteceu. A bola toca na mão de Alison, mas o volante alvinegro não teve nenhuma intenção. Critico as interpretações das arbitragens, após a última recomendação da FIFA.

Mesmo sem modificações no time, o Santos voltou melhor na etapa complementar. Novamente Lucas Lima fez brilhante jogada, carregou a bola e entregou a Robinho que com a categoria que Deus lhe deu, colocou o Peixe na frente novamente.

O treinador santista resolveu mudar. Com o Figueirense em busca do ataque, Enderson Moreira retirou Leandro Damião e promoveu a volta de Thiago Ribeiro. Em seguida entrou Leandrinho para a saída de Gabriel. O objetivo foi fechar a marcação e a equipe praticamente num 4-5-1 com apenas Robinho a frente e Thiago acompanhando o lateral-direito adversário, explorar o contra-ataque. A pressão do Figueirense continuou, porém, em um contra-golpe mortal, Robinho lançou Thiago que segurou a bola no tempo certo e rolou para Lucas Lima encobrir com extrema categoria e dar números finais a partida - 3x1.

Para a próxima partida, quinta-feira (25), em Belo Horizonte, o zagueiro David Braz suspenso com três cartões amarelos é desfalque certo. Com isso, Neto deve ser mantido na equipe titular.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 1 FIGUEIRENSE
Árbitro: Elmo Alves Cunha (GO)
Público/renda: 5.571 pagantes / R$ 96.310,00
Cartões amarelos: David Braz (SAN); Marquinhos e Paulo Roberto (FIG)
GOLS: Leandro Damião, 40'/1ºT (1-0); Giovanni Augusto, 47'/2T (1-1); Robinho, 11'/2ºT (2-1) e Lucas Lima, 44'/2ºT (3-1)
SANTOS: Aranha, Cicinho, Neto, David Braz e Caju (Zé Carlos, 36'/2ºT); Alison, Souza e Lucas Lima; Gabriel (Leandrinho, 26'/2ºT), Robinho e Leandro Damião (Thiago Ribeiro, 16'/2ºT). Técnico: Enderson Moreira
FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; Leandro Silva, Marquinhos (Nirley, 28'/2ºT), Thiago Heleno, Marquinhos Pedroso; Paulo Roberto, Marco Antônio (França, 34'/2ºT), Giovanni Augusto; Clayton (Felipe, 12'/2ºT), Pablo e Everaldo. Téncico: Argel Fucks

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Aranha: Quando exigido deu conta. Teve sorte na bola chutada no travessão - 6,5
Cicinho: Apoiou pouco. Deficiente nos cruzamentos - 5,5
Neto: Voluntarioso. Pra quem não atuava há quatro meses, foi bem - 6,0
David Braz: O arroz com feijão de sempre. Sofreu um pouco no primeiro tempo - 5,5
Caju: Muito bem no apoio e em sua estreia demonstrou personalidade. Deixou espaços na defesa no primeiro tempo - 6,5
(Zé Carlos): Entrou no fim da partida: SEM NOTA 
Alison: Bem na marcação, como de costume - 6,5
Souza: Dificuldades para fechar o lado esquerdo na marcação e não conseguiu distribuir o jogo - 5,0
Lucas Lima: Não canso de escrever e há muito tempo, o meia tem o melhor preparo físico da equipe. Deu duas assistências e marcou um belo gol. Não é craque, longe disso. Desde a saída de Cícero, tem crescido - 8,0
Gabriel: Pouco participativo no jogo. Aberto pela direita tem sido sacrificado no esquema - 5,5
(Leandrinho): Entrou para fortalecer a marcação no meio-campo. Em alguns momentos foi envolvido com os demais volantes - 5,5
Robinho: Sumido no primeiro tempo, o rei das pedaladas foi fundamental para a vitória na etapa complementar. Marcou um golaço e iniciou a jogada do terceiro gol - 7,5
Leandro Damião: Quando volta ao meio-campo não tem qualidade para toques refinados e envolventes. Em compensação, dentro da área, principalmente na bola área, demonstra que pode produzir. Deixou seu gol de cabeça - 6,5
(Thiago Ribeiro): Entrou muito bem no jogo e deu a assistência para o último gol do jogo - 7,0
Técnico: Enderson Moreira: Ao contrário do jogo contra o Coritiba quando recuou o time desnecessariamente, o treinador santista mandou bem dessa vez quando fortaleceu o meio, já que em muitas oportunidades, os catarinenses chegavam a ficar com cinco homens e o Peixe apenas três já que nenhum dos atacantes titulares voltava para recompor. Vejo muitas críticas ao trabalho do novo comandante técnico que começou há poucas semanas, mas é preciso dar tempo para o mesmo ser cobrado.Em 15 pontos disputados conquistou 10. - 6,5

                                                 


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by