FOTO CAPA

NA GAVETA

Postado às 00h25 desta sexta-feira, 6 de setembro de 2014.
Na reestreia de Dunga no comando técnico, a Seleção Brasileira venceu a Colômbia em Miami, placar de um a zero, golaço de falta de Neymar, em partida amistosa do famigerado Brasil Global Tour.

Sobre o desempenho do escrete, o treinador que possui apenas três dias efetivos de trabalho, realizou algumas mudanças em relação ao seu antecessor Luis Felipe Scolari. Primeiro, mudou o desenho tático e preencheu o meio de campo com quatro jogadores (Luis Gustavo, Ramires, Oscar e Willian). Segundo, aboliu a obrigatoriedade do típico centro avante, fez um ataque com jogadores de movimentação (Diego Tardelli e Neymar).

Mas, apesar das mudanças, o Brasil repetiu os erros cometidos na Copa do Mundo, sobretudo no primeiro tempo. O meio de campo, uma vez mais, foi o grande problema. Luis Gustavo e Ramires são volantes que marcam (ou batem), mas não armam o jogo, não qualificam o passe. Com isso os meias Willian e Oscar, quase sempre são obrigados a voltar para tentar articular o jogo. Só que ambos não tem personalidade e qualidade pra ditar o ritmo do pentacampeão mundial.

Na etapa inicial, o Brasil até criou boas chances de gol, mas todas em jogadas de contra ataque. O Brasil não propõe. O Brasil é reacionário. Vale destacar a iniciativa de Dunga em tentar dar movimentação ao ataque com a presença de Diego Tardelli. O jogador do Atlético Mineiro se empenhou, lutou, marcou o lateral, mas... com a bola foi uma catástrofe, faltou entendimento com o Neymar, o dono do time.

O jogo foi para o intervalo empatado. Na volta para a etapa complementar, Dunga foi obrigado a sacar seus dois volantes, que já estavam amarelados. Elias e Fernandinho foram os substitutos. E o jogo mudou. Mudou, porquê Cuadrado pegou Neymar e foi expulso.

A Colômbia se fechou. O Brasil se viu forçado a dar ritmo ao jogo, e pecou. Então, mais duas mudanças, Willian e Oscar saíram para Coutinho e Everton Ribeiro jogarem. Tardelli, que apanhou da bola, saiu para o retorno de Robinho.

Com o novo trio em campo, o Brasil foi timidamente menos afobado, mais técnico e mais paciente para furar a retranca vermelha. E assim, após boa trama de Robinho e Everton Ribeiro, o zagueiro Valdes interceptou a bola com a mão na entrada da área. Neymar, aproveitou a oportunidade, na gaveta, onde a coruja dorme, para dar uma noite de sono tranquila para o novo comandante.

Brasil 1x0 Colômbia.
Nota dos Jogadores:

Jefferson: Melhor goleiro do Brasil. Nota: 7,0
Maicon: Deu Segurança. Nota: 6,5
Miranda: Impecável. Nota: 7,5
David Luiz: A exemplo do seu parceiro. Nota: 7,5
Filipi Luiz: Sofreu com Cuadrado, mais foi bem. Nota: 6,5
Luis Gustavo: Brucutu¹. Nota: 5,0
Ramires: Brucutu². Nota: 5,0
Oscar: Falta tesão¹. Nota: 5,5
Willian: Falta tesão². Nota: 5,5
Diego Tardelli: Thiago Ribeiro. Nota: 5,0
Neymar: Resolveu. Nota: 8,0

Elias: Não melhorou o time¹. Nota: 5,5
Fernandinho: Não melhorou o time². Nota: 5,5
Coutinho: Trouxe qualidade. Nota: 6,5
Everton Ribeiro: Gostei, merece nova chance. Nota: 6,5
Robinho: Foi uma boa referência. Nota: 6,5
Marquinhos: Jogou pouco. (Sem Nota).

(*) Texto de Felipe Takashi.

Twitter: @felipetakashi
fb.com/felipetakashi
www.360pixels.com.br




 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by