FOTO CAPA

DEBUTANTES DECIDEM

Postado às 23h33 desta quinta-feira, 17 de julho de 2014.
Qual o santista mais otimista apostaria em gols de Bruno Uvini e Alison para o Santos vencer a terceira partida seguida (já são cinco jogos sem perder) e encostasse no G-4? Mas foi exatamente o que aconteceu. Tanto o zagueiro, como o volante, marcaram os seus primeiros gols com a camisa alvinegra e o Peixe venceu o clássico contra o Palmeiras por 2 a 0. Com o resultado, o Santos pulou para 17 pontos e ao lado do Sport/PE já está na quinta colocação.

O duelo na Vila Belmiro começou com o time Oswaldo de Oliveira como o único que procurava o ataque. Porém, esbarrava na eficiente marcação palmeirense. Mas aos 23 minutos, a bola parada resolveu a dificuldade santista e após cobrança de falta de Lucas Lima, Bruno Uvini cabeceou para abrir o marcador.

Em seguida, o técnico estreante Ricardo Gareca do Palmeiras, mudou o esquema tático do seu time e postou Wesley que jogava como meio-campista, aberto como um autêntico ponto. Pouco acrescentou, apesar do ex-santista ter sido um dos poucos que se salvou no time da capital.

O Peixe voltou pro segundo tempo com o lateral Victor Ferraz com um incomodo na parte superior da coxa direita. Ele não aguentou muitos minutos e foi substituído pelo lateral Zé Carlos, que em um dos seus primeiros lances recebeu do lado direito e foi driblando para o meio. O ala encontrou Gabriel na esquerda que rolou para Alison marcar seu primeiro gol pelo Peixe, após 42 jogos, e dar números finais.

De quebra, o time praiano mantém o tabu sobre o rival. Faz dois anos e meio que o Palmeiras não sabe o que é vencer o Peixe. Incluindo o jogo de hoje, foram seis partidas: quatro triunfos santistas e dois empates.

Se o Santos não foi um primor de equipe, demostrou muita garra, determinação, com uma defesa bem protegida (permanece com uma das melhores da competição), com dificuldades de furar o bloqueio adversário, é verdade, e mesmo desfalcado, deu sinais que pode sim, se continuar nessa sequência, sonhar pelo menos com uma classificação a Taça Libertadores da América do ano que vem.  

Para o confronto contra o Fluminense, no próximo domingo (20), às 18h30, em Volta Redonda (RJ), o treinador Oswaldo de Oliveira poderá contar com o lateral-direito Cicinho que cumpriu suspensão automática e fica a disposição do comandante técnico.


FICHA TÉCNICA
Santos 2 X 0 Palmeiras
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data/Hora: 17/7/2014
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Cartões amarelos: Gabriel (Santos); Wellington e Marcelo Oliveira (Palmeiras)
GOLS: Bruno Uvini (23'1ºT) e Alison (23'2ºT)
SANTOS: Aranha; Victor Ferraz (Zeca aos 11'2ºT), David Braz, Bruno Uvini (Paulo Ricardo aos 46'2ºT) e Mena; Alison, Arouca (Souza aos 42'2ºT) e Lucas Lima; Geuvânio, Rildo e Gabriel. Técnico: Oswaldo de Oliveira
PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Tobio, Wellington e Marcelo Oliveira; Josimar (Mendieta aos 14'/2ºT), Renato, Wesley e Bruno César (Érik aos 20'/2ºT); Diogo e Leandro (Eduardo Júnior aos 33'2ºT). Técnico: Ricardo Gareca.


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Aranha: Apenas uma única defesa em um chute de Leandro ainda no primeiro tempo - 6,0
Victor Ferraz: Fez boas tabelas com Geuvânio até se contundir na coxa. Foi substituído. Fazia uma boa estréia - 6,0
(Zé Carlos): Foi com ele que nasceu o segundo gol santista. Aos poucos está perdendo a timidez - 6,5
David Braz: Perdeu apenas uma bola no primeiro tempo do lado esquerdo da defesa, onde Diogo finalizou - 6,0
Bruno Uvini: Demonstrou ótima colocação. De quebra abriu o marcador e fez seu primeiro gol no Santos - 7,0
(Paulo Ricardo): Entrou nos acréscimos - sem nota
Mena: Muito bem na marcação. Só se aventurou poucas vezes ao ataque na etapa complementar - 6,5
Alison: Um "pitbull" na marcação. A vontade que esse rapaz vai pra bola é impressionante. Até exagera em alguns momentos. Merecedor do que vem acontecendo na carreira - 7,5
Arouca: Marcou com eficiência, puxou alguns contra-golpes e não deixou Lucas Lima órfão na coordenação de jogadas - 7,0
(Souza): Estreou em uma atuação de menos de cinco minutos - sem nota 
Lucas Lima: É o homem que dita o ritmo do meio-campo santista. Não foi brilhante, mas após o Peixe abrir o marcador cresceu na partida. Foi dele a assistência na cobrança da falta do primeiro gol - 7,0
Geuvânio: De volta ao time titular, ainda não foi dessa vez que reeditou as ótimas apresentações do Paulistão - 5,5
Rildo: Jogou aberto pela esquerda. Apareceu em alguns lances na primeira etapa. Caiu de rendimento no segundo tempo - 6,0
Gabriel: Discreto nos primeiros 45 minutos, se movimentou bastante na etapa complementar. Foi dele a assistência para o gol de Alison - 6,5
Técnico: Oswaldo de Oliveira: Conseguiu encaixar a defesa que pouco sofreu riscos e mesmo com as peças substituídas (só tinha Mena como titular) demonstra que o sistema é eficiente. Precisa ser criativo e ajustar o meio-campo que não consegue deixar os atacantes em condições de finalizar - 6,5


Zito sofre um AVC

O eterno capitão santista, José Ely de Miranda, o Zito, de 81 anos, bi-campeão mundial com o Santos (62 e 63) e com a Seleção Brasileira (58 e 62) sofreu um AVC (acidente vascular cerebral),  e deu entrada na noite desta quarta-feira (16) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia de Santos.

O ídolo alvinegro permanece internado, sedado e em observação. Ele submeteu-se a um exame de tomografia e o resultado deve sair nesta sexta-feira (18).

                                      http://www.strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by