FOTO CAPA

MENINO DA VILA MARCA E DÁ VITÓRIA AO PEIXE

Publicado ás 21h30 deste sábado, 5 de outubro de 2019.
O Santos conquistou uma vitória importante, a segunda consecutiva no Brasileiro e ainda quebrou um tabu de 14 anos sem vencer em São Januário ao bater o Vasco por 1 a 0, na tarde deste sábado (5) por 1 a 0, gol do 'menino da Vila' Taílson de apenas 20 anos, que estreou entre os profissionais.

O técnico Sampaoli colocou sua 48a. formação em seu 50o. jogo como comandante técnico do Santos. Novamente foi num esquema 3-4-3. Sem Luiz Felipe contundido e Lucas Veríssimo suspenso, o argentino que comanda o Peixe optou em colocar a trinca de zagueiros com Aguilar, Luan Peres e Gustavo Henrique. Na frente, o escolhido para substituir Dérlis, também lesionado foi o menino Taílson, aberto pelo lado direito. 

Há algum tempo, o Santos não consegue manter o ritmo na marcação intensa a defesa do adversário, na saída de bola. O meia Evandro ficou isolado na construção e o time carecia de criatividade na principal zona do campo. 

Não bastasse isso, no final da etapa inicial, o Vasco teve uma penalidade máxima a seu favor, porém, o goleiro Everson defendeu e os times foram para o intervalo com a igualdade, sem gols.

Mas o melhor estava por vir. O Peixe voltou com a linha mais alta na etapa complementar e 'abafou' os donos da casa, nos primeiros minutos. No melhor estilo Sampaoli, bola de pé em pé com direito a dois toques de calcanhar e cruzamento de Soteldo para Evandro que de primeiro rolou para Taílson. O camisa 39 que debutava no time de cima enfiou o pé direito e a bola morreu no fundo da rede.

Tailson marcou o único gol do jogo. 
Eu torço muito para esses 'meninos'. O Santos é isso, é da base, dos meninos da Vila. É tradição no clube revelar jogadores. São eles que transformam os seus sonhos em realidade e tornam disso, a alegria da torcida. A base sempre salva e mais uma vez salvou. 

Agora, vamos esquecer os problemas existentes no departamento amador? Absolutamente, pode melhorar sim, mas daí, dizer que é terra arrasada, não!

No fim da partida, Evandro perdeu uma bola e teve que fazer uma falta mais forte. Com a ajuda do VAR, o meio-campista foi expulso e desfalca o time diante do Palmeiras no meio de semana. Além dele, Soteldo que vai servir a Seleção Venezuelana e Felipe Jonatan na Seleção Olímpica do Brasil, também estarão fora de combate. 

A vitória dá um novo alento e o time reage em um momento importante da competição. Agora são dois adversários diretos - Palmeiras na Vila e Internacional, no Sul do país e a manutenção da terceira colocação, na zona da Libertadores.

Com o resultado e sem os adversários ainda terem jogado na rodada, o Santos diminuiu a distância para o vice-líder para dois pontos e para o líder que eram oito, agora são apenas cinco.

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 1 SANTOS
Estádio de São Januário - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Público e renda: 
Cartões amarelos: Andrey, Marrony, Leandro Castan(VAS) Luan Peres, Soteldo (SFC)
Cartão vermelho: Evandro 31' 2(SFC)
GOL: Talison 04' 1ºT (0-1)
VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Richard, Andrey (Felipe Ferreira 24' 2ºT ) e Marcos Júnior (Clayton 40' 2ºT); Rossi (Ribamar 27' 2ºT), Talles Magno e Marrony. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
SANTOS: Everson; Aguilar, Gustavo Henrique e Luan Peres (Alison 24'2ºT) ; Victor Ferraz, Pituca, Evandro e Jorge; Tailson (Marinho 27'2ºT) , Sasha e Soteldo (Felipe Jonatan 36' 2ºT). Técnico: Jorge Sampaoli.

Sampaoli mandou a campo a 48a. formação em seu 50o. jogo a frente do Peixe.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Everson: Um dos grandes responsáveis pela vitória. Pegou uma penalidade máxima quando a partida estava 0 a 0. -  7,0
Aguilar: Começou a partida com novas escorregadas. Cresceu durante a partida e no final foi fundamental nos cortes dos ataques vascaíno. - 6,0
Gustavo Henrique: No primeiro tempo teve dificuldade com a velocidade do ataque cruz-maltino. Na segunda etapa, melhor posicionado, jogou e orientou os companheiros de defesa. - 6,0
Luan Peres: Bem na marcação pelo lado esquerdo da defesa. Como diz o amigo Alan Otacílio, foi no 'arroz com feijão, bem temperado'. - 6,0
(Alison): Entrou para melhorar a marcação e o poder de recuperar a bola. - 6,0
Victor Ferraz: Novamente foi o armador 'por dentro'. Deu espaço a Talles Magno no primeiro tempo - 6,0 
Pituca: Correu bastante. Muita transpiração. Quando o time ficou com 10 homens, recuou para ajudar Alison na marcação. - 6,0
Evandro: Uma assistência maravilhosa no gol do menino Taílson. Depois não dominou bem uma bola e teve que fazer uma falta. Foi expulso. Teria uma das se não a maior nota, não fosse o cartão vermelho. - 6,5 
Jorge: Sei que estou sendo repetitivo, mas a técnica deste canhoto, merece uma melhor intensidade. Ele tem muita habilidade, mas pouca explosão. - 6,0
Tailson: Iluminado. Não sentiu o jogo e foi feliz para finalizar pro fundo da rede. Já faz em 55 minutos mais que Uribe em 10 jogos, seu primeiro gol em seu primeiro jogo. - 7,5
(Marinho): Entrou para segurar a bola e puxar o contra-ataque. Isso ele fez bem. - 6,0
Sasha: Não teve oportunidade de finalizar, mas se deslocou e deu muito espaço para os companheiros na frente. - 6,0
Soteldo: O responsável em quebrar as linhas não esteve tão inspirado. Ainda assim, segurou a bola e deixou a defesa do Vasco preocupada. - 6,0
(Felipe Jonatan): Entrou com a força de 'cavalo' puro sangue de sempre pelo lado-esquerdo. O lateral olímpico amadurece e vai dar muito em rendimento técnico e financeiro ao clube. - 6,0
Técnico: Jorge Sampaoli: Foi feliz ao recuar e colocar um menino da base para jogar após quatro meses. Foi coroado com isso. Precisa apostar mais em alguns jovens de potencial. O clube tem esta tradição ao longo dos anos. Armou o time de uma forma que não ficou atrás apenas se defendendo. O gol foi digno de seus treinamentos. Bola de pé em pé. - 7,0

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by