FOTO CAPA

ORGANIZADO E INTENSO COMO HÁ MUITO TEMPO NÃO SE VIA

Publicado às 00H08 desta quinta-feira, 25 de janeiro de 2019.
O Santos segue a deixar ótima impressão no começo da temporada. Em apenas seu terceiro jogo no ano, o segundo pelo estadual, o time de Sampaoli voltou a jogar bem e goleou o São Bento, em Sorocaba, por 4 a 0. Os gols do Peixe foram marcados por Jean Mota, Derlis, Soteldo e Copete.  Foi a primeira vez na história do clube que três estrangeiros de nacionalidades diferentes marcaram gols com o uniforme do alvinegro na mesma partida.

Conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO trouxe a informação com exclusividade no último sábado (19), Derlis Gonzalez que havia pedido para deixar o clube , permaneceu. O camisa 17 retornou ao time e de titular. Ele foi fundamental na vitória, marcou gol e participou de outros. 

Com 17 segundos, o alvinegro já vencia por 1 a 0. A intensidade que a equipe entrega nas partidas é algo impressionante. 

Quem acompanhou o jogo do estádio Walter Ribeiro, na noite desta quinta-feira (24), viu um Santos repetir a marcação na defesa do adversário, fazer a transição de forma rápida e quando tem a bola valoriza a mesma, sem chutão no campo de defesa, inversão de jogadas e ao contrário do último sábado, hoje teve jogadores que quebravam as linhas, como o próprio Dérlis e até mesmo Soteldo, que me surpreendeu, quando entrou por dentro (pelo meio) e não pelo lado (como eu imaginava).

Ninguém, nenhum time, nessas primeiras semanas de futebol no país, apresenta tanta organização tática como o Santos de Sampaoli. Creio que o comandante técnico argentino possa dar muito mais ao futebol brasileiro. 

Técnico ganha jogo? Não ganha, mas dá condições de ter um time vitorioso, competitivo e isso parece ser o destino do Peixe na temporada. Era impensável, esse mesmo elenco com antecessores treinadores render dessa forma. 

É precoce a euforia? É. Mas no domingo (27), diante de uma equipe de série A, com uma história vitoriosa, com jogadores badalados, vai dar para ter essa noção.

Que a direção não se acomode e ache que o clube não necessita de reforços, pois, até o milionário time do Palmeiras foi ao mercado atrás de jogadores, portanto, a impressão é ótima, mas o clube apesar das dificuldades financeiras precisa dar algumas peças, já que perdeu jogadores importantes. Com algumas peças esse time vai ser competitivo. 

Até aqui está dando gosto de ver. O time tem alma e pode ir mal na qualidade técnica; porém, na organização, na proposta de jogo, não. 

Com Sampaoli, não tem apresentação 'broxante' principalmente nos jogos que o Santos não é mandante. Que permaneça assim. 

Sampaoli demonstra resultado em pouquíssimo tempo de trabalho.

FICHA TÉCNICA
SÃO BENTO 0 X 4 SANTOS
Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Público e renda:  
Gols: Jean Mota, a 1'/1Tº (0-1); Derlis González, aos 18'/2ºT (0-2); Soteldo, aos 24'/2ºT (0-3); Copete, aos 32'/2ºT (0-4)
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Orinho; Alison, Diego Pituca, Carlos Sánchez e Jean Mota (Copete, aos 26'/2ºT); Felippe Cardoso (Soteldo, aos 9'/2ºT) e Derlis González (Kaior Jorge, aos 37'/2ºT). Técnico: Jorge Sampaoli.
SÃO BENTO: Renan, Edson Ratinho, Ewerthon Páscoa, Diego Ivo e Marcelo Cordeiro; Paulinho (Joãozinho, aos 29'/2ºT), Fábio Bahia e João Paulo; Alex Maranhão (Tiago Luis, aos 16'/2ºT), Mazola (Eder Luis, no intervalo) e Alecsandro. Técnico: Marquinhos Santos.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Se atrapalhou em uma jogada com os pés e fez uma boa defesa no primeiro tempo. Trabalhou pouco. - 6,0
Victor Ferraz: Bela assistência no primeiro gol com 17 segundos. - 7,0
Luiz Felipe: Dono de muita técnica com a bola no chão. Precisa ajustar o posicionamento na bola aérea. O time beneditino teve duas chances, assim como aconteceu em Itaquera, diante do SCCP. - 7,0
Gustavo Henrique: O gol de Soteldo começou pelos seus pés. Quase marcou o seu na segunda etapa. - 7,0
Orinho: Bela assistência para o gol de Copete. Pode render e crescer mais. - 6,5
Alison: Muito útil no esquema tático. Hoje menos terceiro zagueiro do que no sábado, mas cumpre bem suas funções. - 6,0
Pituca: Dá o ritmo da velocidade da bola no meio-campo. Perdeu um pouco da boa intensidade no fim do jogo. Belo chapéu em Alecsandro. - 6,0
Sánchez: O jogador mais experiente e mais badalado do setor esteve abaixo. Tem capacidade para jogar muito mais. - 5,0
Jean Mota: Nem parece o jogador sem confiança da última temporada. Cresce muito nas mãos de Sampaoli. - 7,5
(Copete): Outro que recuperou a confiança e tem entrado bem. Começou a jogada do gol da rodada passada e entrou para marcar o seu. - 7,0
Felippe Cardoso: Uma bela bicicleta e só. Teve dificuldade de encontrar seu espaço e ser acionado para finalizar. - 5,5
(Soteldo): Entrou com velocidade e de forma agressiva não se intimidou com a marcação. Coroado com um lindo gol. Iniciou a jogada e teve calma para tirar do goleiro. Participou do último gol do jogo ao iniciar a jogada. - 7,5
Derlis González: O melhor do jogo. Rápido, chato para o marcador e tava com o faro apurado de gols. O ataque melhorou muito com a sua entrada que deu a velocidade que não teve na partida de sábado. - 8,0
(Kaio Jorge): Pouco tempo em campo do aniversariante do dia. - SEM NOTA
Técnico: Jorge Sampaoli: Deu outro patamar ao time. Apesar de menos de um mês de trabalho é visível o seu 'dedo' na equipe. O time demonstra uma intensidade absurda e mesmo na frente do marcador, não se acomoda. Corre o tempo todo. Precisa de um atacante de área e um ala pela esquerda para montar o time e outras peças para o elenco, pois teremos lesões e cartões e um time competitivo necessita de peças de reposição a altura. - 8,5

strutura.com.br



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by