FOTO CAPA

CUCA CONFIRMA QUE NÃO FICA NO SANTOS EM 2019 E VAI CUIDAR DA SAÚDE

Publicado às 19h25 desta sexta-feira, 23 de novembro de 2019.
Cuca confirmou nesta sexta-feira (23), em entrevista coletiva, que não ficará no Santos para a temporada 2019. O técnico comandará o Peixe nas duas últimas rodadas e em seguida, vai cuidar da saúde, já que detectou que tem problemas cardíacos. O comandante do Peixe garantiu que momentaneamente dá uma pausa na carreira.
"Não tive um problema de coração, eu tive dois. Um na artéria principal e outro na secundária. Ficou constatada a necessidade de cateterismo com imagens mais avançadas, para ver qual a gravidade já que tenho de hereditariedade por parte da minha família, principalmente do meu pai e infelizmente eu dou uma parada, faço um pit-stop para revisar o motor e daqui a pouco eu estou aí para correr de novo porque é a minha vida. Hoje, a minha prioridade é eu poder melhorar para poder exercer minha função novamente. Dirijo o Santos contra o Galo, contra o Sport e depois vou cuidar da minha saúde que é o mais importante". 
No último dia 10 deste mês, o Blog do ADEMIR QUINTINO já havia trazido e bancado a informação, que o técnico não ficaria para a temporada seguinte, mesmo com contrato até o fim do ano que vem. 

Cuca afirmou durante o anuncio que fez questão de dar a informação de que não permaneceria no comando técnico, mesmo sem a entrevista estar programada para o fim desta tarde, pois acredita se protelasse em dizer, atrapalharia o planejamento do clube para o ano seguinte. 
"Quero deixar o caminho aberto para que o Santos ganhe esse tempo (no planejamento) para a gente o ano que vem, ter um final de ano melhor que a gente teve esse ano. De certa forma a gente fez o que era para fazer que era não ter o risco de rebaixamento e graças a Deus fugimos, demos uma arrancada boa. Infelizmente, demos uma caída nesses quatro jogos, mas os jogadores fizeram o máximo que podiam e a perda de peças importantes foi crucial."
O treinador fez o anuncio ao lado do presidente do clube José Carlos Peres. O mandatário alvinegro falou sobre o trabalho com o técnico desde que Cuca chegou em Julho. 
"Ele (Cuca) chegou e estabelecemos um objetivo que era de sair de uma zona de descenso. Mas a arrancada foi tão boa que o patamar mudou para uma conquista de Libertadores e o objetivo que era um, passaram a ser dois."
O presidente Peres fez questão de dizer que não teve problemas de relacionamentos com o técnico:
"Nós não brigamos nunca..."
Porém, o treinador santista interrompeu a resposta do dirigente santista com as seguintes palavras: 
"Discutimos..."
Peres chegou a dizer que Cuca iria participar da escolha do novo técnico, mas o treinador fez questão de dizer que não será dele essa responsabilidade. 
"Lógico que não vou participar (da escolha) de técnico."
Perguntado se não fosse a doença, se ele ficaria no Santos para 2019, Cuca condicionou a sua permanência na construção do time para a próxima temporada.  
"A minha permanência eu ia ver com o presidente, qual seria os planos para a montagem de elenco. E não que eu seja o dono da razão, mas tinha que passar por mim essa montagem junto com eles. Se houvesse isso, eu ia ficar, sim. Aqui é muito bom para trabalhar, até a aceitação da torcida é excelente."
Por fim, o comandante técnico disse que mais do que contratar, o Santos tem de se preocupar em manter jogadores importantes do atual elenco. Ele citou os casos de Gabriel Barbosa e  Dodô que estão emprestados e os vínculos se encerram no fim deste Brasileiro, além de possíveis propostas  para os zagueiros Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique, além do atacante Bruno Henrique.
"O maior reforço do Santos é manter quem está. Tem muito jogador para sair. Se perde, tem que buscar jogadores desse porte para pelo menos empatar com o que tem, e já não é suficiente."
strutura.com.br 
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by