FOTO CAPA

O TIC-TAC DE DORIVAL

Publicado aos 35 minutos deste domingo, 13 de março de 2016.
Pela nona rodada do Campeonato Paulista, o Santos deu um show de troca de passes durante 45 minutos, na vitória sobre o Água Santa, no estádio do Pacaembu, por 1 a 0, gol de Rafael Longuine. 

O alvinegro não repetiu o ótimo futebol durante a segunda etapa, mas foi o suficiente para assumir temporariamente a liderança geral da competição com 18 pontos. Se o SCCP não vencer o Botafogo de Ribeirão Preto neste domingo (13), o Peixe assume a ponta e só dependerá de si mesmo para terminar a primeira fase  com todas as vantagens para a fase final da competição.

O primeiro tempo do time de Dorival Junior foi um show de ultrapassagem em velocidade, ocupação de espaços, troca de passes. Foi de encher os olhos. A ida dos times para o vestiário no intervalo com a vitória pelo placar mínimo foi um pecado aos 18,6 mil expectadores (16 mil pagantes) que compareceram ao Pacaembu. Era pro Santos ter emplacado uma sonora goleada, tamanho o volume de jogo.

Veio a etapa complementar e o futebol santista caiu demais. Nem mesmo quando o volante André Rocha do Água Santa foi expulso, o Glorioso da Vila conseguiu se aproveitar da superioriedade numérica. 

O time de Diadema muito bem treinado pelo seu técnico Marcio Ribeiro, o mesmo que  conquistou três acessos seguidos em três competições com o time de Diadema, não recuou. O comandante avançou os dois atacantes da sua equipe e fez com que o Peixe, que insistia em infiltrações, não dominasse as ações.

Com exceção da finalização, que nesta partida específica não foi das melhores e a falta de equilíbrio entre o primeiro e o segundo tempo, a equipe de Dorival Junior, apesar da vitória pelo placar magro, dá sinais de que está em evolução. Apesar de não ser um grande do Estado, o Água Santa não foi "sparring" tão frágil como possa parecer.

Nesta terça-feira (15), o Peixe volta a campo em partida antecipada da 11a. rodada. O clube da baixada enfrenta o XV de Piracicaba no interior paulista, às 19h30 com transmissão da Rádio Capital AM -1.040. Para o duelo, Lucas Lima que cumpriu suspensão neste fim de semana, retorna a equipe. Dorival Junior adiantou que não vai poupar nenhum titular e irá com força máxima no estádio Barão de Serra Negra.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 0 ÁGUA SANTA
Pacaembu
Árbitro: Vinícius Furlan
Público e Renda: 16.035 pagantes R$436.880,00
Cartões amarelos: Thiago Maia e Ronaldo Mendes (SAN), André Rocha, Rafael Santiago, Jonathan e Bruno Ré (AGS)
Cartão vermelho: André Rocha (AGS)
Gol: Rafael Longuine 29' 1ºT (1-0)
SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Gustavo Henrique,
Lucas Veríssimo e Zeca; Renato, Thiago Maia, Rafael Longuine (Ronaldo Mendes 32' 2ºT) e Serginho (Paulinho 18' 2ºT); Gabriel (Joel 23' 2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior
ÁGUA SANTA: Richard, Jonathan, Gustavo, Eli Sabiá e Bruno Ré; André Rocha, Sérgio Manoel, Francisco Alex (Guina - intervalo)e Éder Loko (Augusto 15' 2ºT); Rafael Santiago (Rafael Martins 24' 2ºT) e Everaldo. Técnico: Márcio Ribeiro.

Peixe conquistou sua quinta vitória.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Trabalhou pouco. - 6,0
Victor Ferraz: Um primeiro tempo excelente. Ultrapassagens no melhor estilo "overlapping" do técnico Claudio Coutinho (treinador da Seleção na Copa de 78), assistências maravilhosas e caiu bastante na etapa complementar com cruzamentos ruins. Ainda assim, um dos melhores do time. Muito inteligente - 7,0
Gustavo Henrique: A exemplo de seu colega de zaga, jogou sério e não comprometeu. - 6,5
Lucas Veríssimo: Ganhou confiança. Partida segura. - 6,5
Zeca: Não atacou como o eficiente Victor Ferraz, mas foi seguro na marcação, algo que o camisa 37 vem corrigindo há algum tempo. Melhorou muito nesse fundamento. - 6,5
Renato: O toque de qualidade na transição da defesa para o meio-campo. - 6,5
Thiago Maia: Grande ladrão de bolas, ainda apareceu no ataque pelas laterais e tabelou com os alas. - 6,5
Rafael Longuine: Aproveitou a oportunidade de substituir Lucas Lima. Ao contrário de outras partidas, apareceu para distribuir a bola, principalmente no primeiro-tempo. Sem ritmo de jogo, cansou e foi substituído. - 7,5
Ronaldo Mendes: Jogou pouco mais de 15 minutos. Foi discreto. - 5,5
Serginho: Taticamente cumpriu seu papel. Técnicamente não foi tão bem como no domingo passado, mas aos poucos, merecidamente, vai conquistando a vaga de titular da equipe. - 6,0
Paulinho: Depois de um péssimo começo de temporada, aos poucos prova que pode ajudar. Jogou pouco, mas entrou bem. Colocou até bola na trave. Jogador de lado de campo. - 6,5
Gabriel: Ao contrário do clássico contra o SCCP, buscou o jogo, e se movimentou bem. Reclamou muito com a arbitragem e levou puxão de orela de Dorival. Belas tabelas com Victor Ferraz no primeiro tempo -7,0
(Joel): Entrou para jogar pelos lados do campo e não conseguiu. Abaixo do seu antecessor Gabigol. - 5,0
Ricardo Oliveira: Vontade não faltou do melhor centroavante do país. Pouco finalizou. - 6,0
Técnico: Dorival Júnior: O primeiro tempo mostrou o trabalho do dia-a-dia do treinador. Não conseguiu fazer valer a superioridade numérica de um jogador a mais em relação ao adversário, que teve um meio-campista durante boa parte do segundo tempo. - 7,0

FOX SPORTS RÁDIO
 
Nesta terça-feira (15), retorno ao Fox Sports Rádio, como convidado. 

O programa vai ao ar todos os dias das 13h00 às 15h00. O mesmo é apresentado por Benjamin Back e participam Fábio Sormani, Oswaldo Pascoal, Flávio Gomes e Maurício Borges, o Mano. 




 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by