FOTO CAPA

O FUTEBOL NÃO TOLERA DESAFORO

Publicado às 23h22 deste domingo, 27 de Março de 2016.
O Santos jogou melhor, teve oportunidades para matar o clássico, mas desperdicou-as. Como costumeiramente digo "o futebol não tolera desaforo", o ex-alvinegro Alan Kardec que entrou na segunda etapa, empatou o jogo após cobrança de escanteio e o duelo diante do São Paulo terminado empatou em 1 a 1. O resultado tirou a liderança do grupo A do Peixe. O São Bento venceu o XV de Piracicaba e tem os mesmos 23 pontos do Peixe, mas o saldo do time do interior é melhor: 8 a 6. O gol santista foi de Joel.

Sem cinco titulares (Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Gabriel na seleção principal e Zeca e Thiago Maia na olímpica), e  conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO já havia informado, na sexta-feira (25), que Léo Cittadini era o favorito pra atuar no meio-campo na vaga de Thiago Maia e isso efetivamente aconteceu. A grande novidade na escalação foi a entrada de Vitor Bueno na vaga de Serginho. Perguntei durante a entrevista coletiva e Dorival Junior respondeu sobre a alteração. Disse que o jogador revelado no Botafogo-SP tem treinado bem e que Serginho tem atuado demasiadamente em apenas uma faixa do campo, por isso a opção pelo camisa 18.

O primeiro tempo foi de um Santos mais tímido com muita dificuldade de explorar a lentidão da defesa do adversário, principalmente do lado direito dos rivais. Ainda assim, o Peixe teve as melhores oportunidades nos 45  minutos.

Na segunda etapa, o jogo melhorou bastante e após passe de Cittadini, Joel girou nas costas de Maicon e abriu o marcador para o time da casa.

Em seguida, Dorival Junior de forma inteligente colocou Neto Berola para explorar a lentidão de Lugano. Deu certo, mas o glorioso pecava na finalização. Como quem não faz, leva, Allan Kardec de cabeça empatou a partida já nos dez minutos finais. Um castigo.

O resultado serviu apenas para manter o tabu sobre o rival que segue sem vencer na Vila Belmiro há sete anos e pelo Paulista há 13. O público novamente decepcionante. Menos de sete mil pagantes.

Na próxima quinta-feira (31), o Peixe volta a campo na antepenúltima rodada da fase de classificação diante da Ferroviária. A expectativa é de que os jogadores que estão a disposição das seleções olímpica e principal estejam em campo.

Vitor Bueno atuou de titular e pode ganhar vaga na equipe
FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 1 SÃO PAULO
 
Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Público/Renda: 6.239 pagantes / R$ R$ 171.980,00
Cartões amarelos: Neto Berola (SAN), Lucas Fernandes (SAO)
Gols: Joel 13' 2ºT (1-0), Alan Kardec 37' 2ºT (1-1)
SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Caju; Renato (Alison 26' 2ºT), Victor Bueno (Neto Berola 20' 2ºT), Léo Cittadini (Serginho 35' 2ºT) e Rafael Longuine; Paulinho e Joel. Técnico: Dorival Júnior
SÃO PAULO: Denis, Bruno, Lugano, Maicon e Carlinhos; Thiago Mendes (Kelvin 29' 2ºT), Hudson, João Schmidt, Daniel (Alan Kardec 20' 2ºT) e Centurión (Lucas Fernandes - intervalo); Calleri. Técnico: Edgardo Bauza 

NOTAS DOS JOGADORES SANTOS: 
Vanderlei: Pouco exigido. - 6,0
Victor Ferraz: Bem no apoio, apesar de ter dados poucas assistências durante a partida e bem na marcação. - 6,5
Lucas Veríssimo: Deu conta do argentino Calieri. Fez o arroz com o feijão. 6,5
Gustavo Henrique: Foi sujeito homem ao admitir que a responsabilidade da marcação de Alan Kardec era dele. Fazia bom clássico até o lance de empate. - 5,5
Caju: Começou inseguro e terminou muito bem. No começo o São Paulo explorou o seu setor, depois o jovem tomou conta. - 6,5
Renato: Foi substituído após um choque e seu nariz sangrar demais. Quando adiantou o seu posicionamento, começou a jogada do lance do gol santista. - 6,0
(Alison): Limitou-se a marcação. Jogou pouco - SEM NOTA
Victor Bueno: Movimentou-se bastante. Começou aceso e caiu de produção no decorrer da partida. Precisa de ritmo. Segundo Dorival na entrevista coletiva, tem treinado muito bem. - 6,0
(Neto Berola): Entrou muito bem e deitou nas costas de Lugano. Entretanto, pecou no último passe e na finalização. - 5,5
Léo Cittadini: Deu a assistência no gol de Joel. Como segundo volante foi discreto, quando tornou-se meia no segundo tempo, jogou melhor. - 6,0
(Serginho): Pegou pouco na bola. Jogou apenas 10 minutos, mais os acréscimos. - SEM NOTA
Rafael Longuine: Chutou uma bola na trave. Pegou meio no tranco. Foi melhorando no transcorrer da partida. - 6,5
Paulinho: Um dos melhores do clássico. Procurou o jogo o tempo todo. Acertou um voleio que se a bola entra seria um golaço. - 7,0
Joel: Não tava bem na partida até o gol. Belo giro em cima de Maykon e finalização maravilhosa. Depois se soltou e foi bem. - 7,0
Técnico: Dorival Júnior: Acertou ao colocar a velocidade de Berola nas costas de Lugano. Infelizmente, a qualidade do passe do jogador e a finalização, não colaboraram para um melhor resultado. - 6,5

Modesto Roma confirmou duas contratações para o Brasileiro



ROMA CONFIRMA CONTRATAÇÕES

Em entrevista exclusiva a Rádio Capital- 1.040 AM antes de a bola rolar no clássico Santos X São Paulo, o presidente do Santos - Modesto Roma Jr confirmou a contratação de alguns jogadores e interesse em outros para o Brasileirão. O artilheiro do Brasil na temporada, Rodrigão do Campinense e o zagueiro Fabian Noguera que já até fez exames médicos no Santos, conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO publicou com exclusividade no mês de fevereiro.
"Estamos reforçando a equipe. Chegarão o Rodrigão do Campinense e o Fabian Noguera, em breve. Estamos conversando e tentando o Marquinhos Gabriel e o Marlos Moreno" garantiu.
O mandatário não revelou os valores que o Peixe ofereceu para trazer Marquinhos Gabriel e a revelação colombiana para a Vila:
"Sobre o Marquinhos (Gabriel) os árabes já abaixaram um pouco o valor, mas oferecemos um pouco menos do que você disse (U$ 3 milhões). Já os valores que negociamos com o Moreno, a sua obrigação é a de perguntar e a minha a de não dizer, por razões que você compreende. Apesar da concorrência (dos Europeus), jogar com o manto santista é sempre uma enorme vitrine para qualquer jogador e estamos esperançosos de que possa dar tudo certo." disse.
Sobre Alan Kardec, que jogou entre 2011 e 2012 no Peixe e curiosamente foi o autor do gol de empate e Michel Bastos, Roma limitou-se a dizer:
"Tentamos, não vou te negar, mas sabemos que é difícil o São Paulo liberar pra um rival do Estado." limitou-se a dizer.

http://www.lojarenotech.com.br/



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by