FOTO CAPA

VITÓRIA FORA DE CASA


Publicado às 08h30, desta quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016.
O ano passado, o Santos conseguiu sua primeira vitória fora de casa, contra uma equipe da série A do futebol brasileiro, apenas no final do mês de agosto, ao bater o SCCP, em Itaquera, pelas oitavas de finais da Copa do Brasil. Mesmo sendo campeão Paulista, em 2015, o time da Vila não conseguiu no primeiro semestre, três pontos fora de seus domínios, diante de times da elite do futebol nacional. Nesta quarta-feira (3), pela segunda rodada do estadual de 2016, o time de Dorival Junior jogou um futebol totalmente diferente da estreia contra o São Bernardo e quebrou um tabu de não vencer a Ponte Preta em Moisés Lucarelli, algo que não acontecia desde 2009. Com gols de Ricardo Oliveira e Gabriel, venceu o time de Campinas por 2 a 0.

Desde o primeiro minuto de jogo, o alvinegro foi dono do jogo. Lucas Lima extremamente inspirado armava a equipe, e os laterais Victor Ferraz e Zeca, "voavam" pelas alas e o Glorioso atacava com muita intensidade.  Bastaram nove minutos para Gabriel, outro que estava em noite iluminada, dar assistência perfeita para o "matador" Ricardo Oliveira abrir o marcador.

Ainda na primeira etapa, Lucas Lima recebeu a bola do lado esquerdo do ataque e sofreu pênalti do lateral Nino Paraíba. Gabriel cobrou e ampliou o placar.

No intervalo, os jogadores do Peixe permaneceram no gramado. Segundo a assessoria do clube, os ar-condicionados não funcionavam e não tinha água no vestiário do visitante, algo que só voltou a funcionar normalmente após a partida.

No segundo tempo, o Peixe mais administrou o resultado do que tentou ampliar. Apesar de 2 a 0 ser o resultado mais perigoso existente no futebol, o time de Dorival demonstrou maturidade e pouco correu riscos. E ainda, teve a chance de ampliar, mas Paulinho desperdiçou a oportunidade de ampliar ao mandar a bola na trave.

Com o resultado, o Peixe assumiu a liderança do seu grupo com 4 pontos. Neste sábado (6), mesmo durante o carnaval, às 11 horas da manhã, no estádio da Vila Belmiro, o Santos volta a campo diante do Ituano.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 2 SANTOS
Estádio Moisés Lucarelli, Campinas(SP)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza 
Público/renda: 7004 pagantes - R$100.535,00
Cartões amarelos: Ferron, Jeferson, Rhayner, Alexandro e Eurico (PON), Lucas Veríssimo, Paulinho e Lucas Lima (SAN)
Cartões vermelhos: -
Gols: Ricardo Oliveira (9'/1ºT) e Gabriel (37'/2ºT)
PONTE PRETA: João Carlos; Nino Paraíba, Tiago Alves, Ferron e Gílson (Jeferson, aos 29'/2ºT); Eurico (Jonas, no intervalo), João Vitor, Élton e Clayson (Rhayner, no intervalo); Felipe Azevedo e Alexandro. Técnico: Vinicius Eutrópio.
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia (Alison, aos 30'/2ºT), Renato e Lucas Lima; Gabriel (Vitor Bueno, aos 34'/2ºT), Paulinho (Patito Rodríguez, aos 25'/2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

O goleiro João Carlos não conseguiu evitar o gol na cobrança de Gabriel.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Fez uma grande defesa na segunda etapa. No mais, foi um mero espectador do jogo. - 6,5
Victor Ferraz: Intensidade constante no ataque. Foi o jogador regular da última temporada. - 7,0
Lucas Veríssimo: Apesar de pouco exigido, ainda parece hesitante e tímido em alguns lances. - 5,5 
Gustavo Henrique: Bem colocado e bem na bola aérea defensiva. - 6,0
Zeca: Outro que apoiou bastante, principalmente no primeiro tempo. Quase perfeito na defesa. - 7,0
Thiago Maia: Apagou a má impressão do jogo de estréia. Roubou bolas e apareceu com qualidade no primeiro passe  - 6,5
(Alison): Quando entrou, o jogo tava decidido. - 5,5
Renato: Deu ritmo e cadência ao time. - 6,0 
Lucas Lima: Armou e muitas vezes o ataque. Sofreu o pênalti que deu origem ao segundo gol. - 7,0
Gabriel: Uma assistência e um gol de pênalti. O melhor do jogo. - 7,5
(Vitor Bueno): Pouco tempo em campo.5,5
Paulinho: Ficou devendo novamente. Bem abaixo dos demais companheiros de ataque. 5,0
(Patito Rodríguez): Só "fumaça". Não justificou em  nada a sua entrada no lugar do seu antecessor que teve atuação apagada.5,0
Ricardo Oliveira: Saiu da área, deu assistências, marcou gol. O melhor centroavante em atividade do futebol brasileiro, está de volta. - 7,0
Técnico: Dorival Júnior: Armou a equipe, com marcação pressão na defesa do adversário. Substituiu quando o jogo já estava decidido. - 6,5



OS DONOS DA BOLA

Nesta quinta-feira (4), Às 13 horas, estarei como convidado no programa "OS DONOS DA BOLA, da TV Bandeirantes , pra falar do Santos, apresentado pelo ex-jogador Neto.

Conto com a audiência de vocês.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by