FOTO CAPA

VITÓRIA NA BACIA DAS ALMAS

Publicado às 16h35 deste sábado, 6 de fevereiro de 2016.
O Santos não reeditou a ótima apresentação do meio de semana, mas ainda assim, fez o suficiente pra bater o Ituano, na manhã deste sábado (6), na Vila Belmiro, em partida antecipada da terceira rodada do Campeonato Estadual. O Peixe venceu no finalzinho do jogo por 2 a 1. Os gols do Glorioso foram de Gustavo Henrique e Ricardo Oliveira, de pênalti. 

Foi a 100a. partida do clube dirigida por Dorival Junior. O alvinegro teve muita dificuldade de penetrar na defesa adversária. Apesar do calor e de pouco tempo de recuperação do jogo do meio de semana, faltava criatividade e principalmente, velocidade do time da casa.

O primeiro gol santista saiu de uma bola parada. No escanteio cobrado do lado esquerdo por Lucas Lima, Gustavo Henrique, homem forte na bola aérea, marcou de cabeça no final da primeira etapa. Apesar de ter sido a única equipe que buscou jogo, fez pouco pra obter a vantagem mínima. O goleiro adversário não fez uma defesa sequer nos primeiros 45 minutos.

Na etapa complementar, o Peixe provou do mesmo veneno. Levou um gol de escanteio, aos 37 minutos do segundo tempo e a impressão era do que o pior aconteceria, um novo empate perante a sua torcida.

Quando a partida se encaminhava para o fim, Lucas Lima e Elano trocaram passes e a bola chegou em Ronaldo Mendes, que havia entrado na vaga do discreto Paulinho. O jogador que veio do ABC-RN, foi inteligente, protegeu bem a bola com o corpo e sofreu o pênalti, ao ser derrubado dentro da área.

Sem Gabriel, o batedor de pênalti oficial, que havia sido substituído, Ricardo Oliveira foi o encarregado da cobrança e marcou o gol da vitória. Valeu pelo empenho e a dedicação de mesmo no calor de meio-dia, no verão da baixada santista, os três pontos foram conquistados.

O Peixe só volta a jogar no próximo fim de semana, diante do Novorizontino, fora de casa. O time é líder do grupo com 7 pontos. David Braz deve permanecer como desfalque, já que se recupera de lesão grau 3. A equipe ganhou folga até terça-feira (9). 

Alguns atletas vão desfilar na Acadêmicos do Grande Rio que homenageará a cidade de Santos, no carnaval carioca.

Ronaldo Mendes sofreu pênalti no fim do jogo.

FICHA TÉCNICA 
SANTOS 2 x 1 ITUANO 
Vila Belmiro, Santos (SP), 11h 
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP) 
Cartões amarelos: Elano e Lucas Lima (SAN); Luiz Felipe, Peri e Claudinho (ITU)
Gols: Gustavo Henrique 47'/1ºT (1-0); Naylhor 37'/2ºT (1-1); Ricardo Oliveira 52'/1ºT (2-1)
Cartão vermelho: Raul Prata e Naylhor (ITU)
Público e renda: 5.501 pagantes/ R$ 215.590,00 
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Zeca; Thiago Maia, Renato (Vitor Bueno 40’/2ºT) , Lucas Lima; Gabigol (Elano 33’/2ºT), Ricardo Oliveira e Paulinho (Ronaldo Mendes 20’/2ºT). Técnico: Dorival Júnior
ITUANO: Diego; Raul Prata, Naylhor, Luiz Felipe e Peri; Jonatan Lima, Simião, Claudinho e Edinho (Marcão 13’/2ºT); Ruan (Igor 25’/2ºT) e Marcelinho (Fernando Viana 20’/2ºT). Técnico: Tarcísio Pugliese.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Expectador de luxo. Só trabalhou em uma dividida no segundo tempo. - 6,0
Victor Ferraz: Extremamente participativo. Foi a válvula de escape do lado direito. Apoiou muito. - 7,0
Gustavo Henrique: Voltou a marcar gol após muito tempo. Precisava disso e fez por merecer. - 7,0
Lucas Veríssimo: Dos quatro jogos que realizou foi o que esteve melhor. Aos poucos vai adquirindo a confiança que a função exige. - 6,0
Zeca: Bem na parte defensiva, pecou nos cruzamentos. - 6,0
Thiago Maia: Bem na saída de bola. Marcou como um leão. - 7,0
Renato: O homem do primeiro passe. Limitou-se em jogar a frente dos zagueiros.5,5
(Vitor Bueno): Não repetiu as boas atuações dos jogos anteriores. Errou mais passes do que acertou.5,5
Lucas Lima: Errou mais do que o normal, entretanto, era o único que tentava fazer a transição. Deu a assistência dos dois gols. - 6,5
(Elano): Errou quase todos os passes e não acertava nem as cobranças de faltas. Entretanto, o veterano e Lucas Lima foram os responsáveis pela jogada do pênalti sofrido por Ronaldo Mendes.5,5 
Gabriel: Apanhou demais. Apesar de não ter feito gol, era o atacante mais perigoso do time. - 6,0
Ricardo Oliveira: Não foi acionado no primeiro tempo. Marcou de pênalti no fim do jogo. - 6,0
Paulinho: Segue sem convencer. Não criou nenhuma oportunidade, finalizou uma vez e continua devendo após quatro apresentações.5,0
(Ronaldo Mendes): Se movimentou muito e foi inteligente ao deixar o corpo pro defensor do Ituano bater e sofrer o pênalti. - 6,5
Técnico: Dorival Júnior: Errou na substituição de Gabriel, mas acertou em colocar Ronaldo Mendes. Peixe esteve penso. Quase não agrediu o Ituano pela esquerda.5,5



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by