FOTO CAPA

TEM A VOLTA NA VILA

Publicado às 02h55 desta quarta-feira, 18 de março de 2015.
O Santos venceu mais uma na temporada. Foi a sétima vitória seguida, a nona em 2015. Porém, o maior objetivo não foi conquistado na noite desta terça-feira (17), no norte do Paraná. Ao bater o Londrina por apenas 1 a 0, no estádio do Café, gol de pênalti marcado por Robinho, o Peixe não eliminou o jogo da volta na primeira fase da Copa do Brasil, no dia 16 de abril, no estádio da Vila Belmiro. A partida coincide com as semanas decisivas dos jogos eliminatórios do Campeonato Paulista deste ano. 

O alvinegro começou meio lerdo o duelo contra o time paranaense. Só acordou após uma boa defesa do goleiro Vanderlei. Daí em diante passou a trocar bons passes, mas barrou nas boas defesas do goleiro Vitor do time da casa.

No segundo tempo, em um lance discutível, Germano abriu o braço e a bola tocou no seu corpo após finalização de Renato. O árbitro marcou penalidade máxima. Robinho que não tinha nada com isso, converteu o único gol do jogo.

Nos últimos anos, na primeira fase, o alvinegro da Vila Belmiro, nem mesmo quando foi campeão da Copa do Brasil em 2010, não conseguiu eliminar o jogo de volta nesta competição. Naquela oportunidade venceu o Naviraiense por 1 a 0, pra golear em casa por 10 gols, no segundo jogo entre as equipes.

Sábado que vem (21), o Santos volta a campo desta vez contra o Audax-SP, no estádio do Pacaembu pelo estadual. Para esse confronto, Valencia, suspenso pelo terceiro amarelo é ausência certa. Lucas Otávio é o mais cotado para substituí-lo.

FICHA TÉCNICA
LONDRINA 0 x 1 SANTOS
Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)

Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS)
Público/Renda: 10.917 pagantes/ R$ 396.370, 00
Cartões amarelos: Paulinho, Germano e Dirceu (LON); Lucas Lima e Valencia (SAN)
GOL: Robinho, aos 8'/2ºT (0-1);
LONDRINA: Vitor, Lucas Ramon, Dirceu, Silvio e Lino; Diogo Roque, Germano, Léo Maringá e Celsinho (Koffi, aos 21'/2ºT); Arthur e Paulinho (Wéverton, aos 25'/2ºT). Técnico: Cláudio Tencati.
SANTOS: Vanderlei, Cicinho, Werley, David Braz e Victor Ferraz; Valencia, Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Robinho (Gabriel, aos 41'/2ºT) e Ricardo Oliveira (Thiago Ribeiro, aos 30'/2ºT). Técnico: Marcelo Fernandes.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS 

Vanderlei: Fez uma maravilhosa defesa no primeiro tempo e depois pouco trabalhou - 6,5
Cicinho: Correu, correu, correu e só - 5,5
Werley: Perdeu algumas poucas jogadas em velocidade. No mais deu conta do recado - 6,0
David Braz: Tranquilo. Atuação segura - 6,5
Victor Ferraz: Poderia ter ido melhor se fosse canhoto. Foi diversas vezes a linha de fundo mas a bola não caia no pé bom. Foi ótimo na marcação - 7,0
Valencia: Já entrou em forma, porém sem ritmo de jogo. Chegou atrasado em alguns lances - 5,0
Renato: Bem no primeiro passe e bom posicionamento a frente da zaga santista. Foi dele a finalização que origionou o lance polêmico do pênalti - 6,5
Lucas Lima: Até conseguiu algumas assistências, porém as boas defesas de Vitor impediram a conclusão dos atacantes - 6,5
Geuvânio: Se movimentou, mas ainda não reeditou as atuações do começo da temporada - 5,5
Robinho: Às vezes até some do jogo, mas a sua inteilgência compensa as ausências esporádicas. O dono do time e sum dos melhores jogo - 7,0
(Gabriel): Jogou apenas cinco minutos com os acréscimos - SEM NOTA
Ricardo Oliveira: Apesar de não ter feito gol. Meteu bola na travessão, fez belas tabelas e vive ótimo momento.Tem que renovar o contrato dele para ontem - 7,0
(Thiago Ribeiro): Jogou pouco menos de 1/3 
Técnico: Marcelo Fernandes: Tem o prestígio do elenco. Se Ricardo Oliveira não pediu para sair, poderia ter permanecido no jogo, já que era um dos atacantes mais perigosos. No intervalo ao dar entrevista a Rádio Capital, parece ter ótima leitura de jogo - 6,0


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by