FOTO CAPA

CAIU

Publicado às 19h15 desta quinta-feira, 5 de Março de 2015.
O técnico Enderson Moreira não dirige mais o Santos. O clima para a permanência do treinador no comando era insustentável. As indiretas contra os jogadores revelados em Vila Belmiro nas últimas semanas durante as suas entrevistas abreviaram a estadia daquele que desejava Walter "gordinho" no ataque alvinegro.

No último treino que Enderson comandou a equipe, na manhã desta quinta-feira (5), o treinador usou até palavras de baixa calão para chamar a atenção do zagueiro Gustavo Henrique, um dos barrados, sem a menor explicação, do time titular. Além disso, o azedume nas declarações contra o centroavante Gabriel também colaboraram para a sua saída.

O técnico desejava que a direção do clube desse guarida a seus pedidos em contratações, retaguarda nas suas declarações e regularizasse os salários atrasados. Não as teve, se irritou e caiu.

A decisão da queda do treinador foi tomada pelo CEO Dagoberto Santos e o presidente Modesto Roma:
"Chegamos a um acordo. Não teve nada com jogadores formados na base. A história não é verdadeira. Nós não privilegiamos posições. Não teve, em nenhum momento, queda de braço, nenhuma luta interna”, desconversou o novo mandatário santista.
Das sete contratações que o clube realizou, apenas Elano e Ricardo Oliveira não foram indicação de Enderson Moreira. Todos os demais: Vanderlei, Chiquinho, Valência, Werley e Marquinhos Gabriel vieram para a Vila indicados pelo mesmo e com exceção do último, todos os atletas indicados pelo técnico eram titulares.

Enderson Moreira dirigiu o Santos em trinta jogos. Ficou no comando de setembro do ano passado a março deste ano. Sob sua direção, o clube obteve 16 vitórias, cinco empates e nove derrotas. 

Para a partida de domingo (8), em Ribeirão Preto, contra o Botafogo-SP, o time será dirigido interinamente por Marcelo Fernandes e com Serginho Chulapa de auxiliar. 

Com a saída do até então técnico, o Santos tem débitos a quitar com três comandantes: Muricy Ramalho, Oswaldo de Oliveira e o recém demitido, além dos vencimentos com o futuro treinador. O Peixe já conversa com alguns nomes para substituir Enderson.  
"Tem que ter identidade com o Santos", disse o presidente Modesto Roma sobre o  treinador que procura. 


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by